Arrancou o FESTEM - Festival de Teatro de Mortágua

Data: 2012-04-24
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Teve início no passado dia 21 o FESTEM - Festival de Teatro de Mortágua, na sua primeira edição. A abertura do Festival esteve a cargo do grupo Teatro Olimpo, com a comédia “O que há mais são homens!”, e não podia ter começado melhor, registando-se a presença de mais de uma centena de pessoas na plateia. Uma comédia construída à volta da velha questão da “guerra dos sexos” que proporcionou momentos de puro divertimento e boa disposição, fazendo esquecer os tempos difíceis que correm.

O FESTEM é um iniciativa do TEM-Teatro Experimental de Mortágua, em parceria com o Município e a Junta de Freguesia de Mortágua, e vai decorrer entre os meses de abril e junho.

O Festival, de âmbito nacional e caráter competitivo, integra um conjunto de cinco espetáculos consecutivos, entre 21 de abril e 2 de junho. Os espetáculos realizam-se aos sábados, pelas 21h30, no Centro de Animação Cultural.

O FESTEM vem substituir o anterior ciclo de teatro que o TEM vinha promovendo há vários anos, representando uma aposta renovada mas mantendo o mesmo espírito de sempre: promover a cultura através de um das suas mais lídimas expressões: a arte de Talma.
A grande novidade deste Festival é que os grupos vão estar em concurso, cabendo a um júri, constituído por um elemento local e peritos na área do Teatro, atribuir os prémios nas várias categorias: melhor Ator, melhor Atriz, melhor Guarda-Roupa, melhor Cenografia, melhor Desenho de Luz, melhor Banda Sonora, melhor Encenação, melhor Espetáculo.
“O público, através de uma amostra representativa do mesmo, vai também poder eleger o melhor espetáculo. Será uma novidade e uma forma de envolver ativamente o público dando-lhe a oportunidade de exprimir a sua opinião crítica”, explica o Presidente da Direção do TEM, António João Vicente.

O próximo espetáculo do FESTEM realiza-se no dia 28 de Abril com a comédia PLIM PLIM VALENTIM, pelo Teatro Amador Mondinense.

O Festival encerra a 2 de junho, com a cerimónia de entrega dos prémios e um espetáculo com um grupo convidado.

O Teatro Experimental de Mortágua completou o ano passado 30 anos de existência oficial e atualmente está a viver uma fase de profunda mudança, que se deve fundamentalmente ao facto de dispor agora de um novo espaço-sede, dotado de várias salas, que lhe oferece outras condições para desenvolver as suas atividades e projetos. Esse espaço é a ex-Escola Primária de Vale de Açores, cedida pela Câmara Municipal, mediante protocolo.

Para o corrente ano o grupo tem planeada a realização de diversas atividades, designadamente Rali Paper, desfile de Marchas Populares, tarde infantil, mas o principal destaque vai para a estreia da nova produção teatral, a 52ª no seu historial, que marcará também a estreia da nova encenadora, Rafaela Santos.









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt