“Fim de Semana da Lampantana”

Data: 2011-11-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Segunda edição superou números do ano transacto

A segunda edição do “Fim de Semana da Lampantana”, que decorreu entre os dias 29 de Outubro e 1 de Novembro, constituiu um novo êxito, superando os números globais da primeira edição, em termos de visitantes e refeições servidas. Milhares de pessoas participaram no evento gastronómico, entre as quais centenas de visitantes, oriundos de vários pontos do País.
Este ano o evento contou com a participação de onze restaurantes aderentes, mais dois que na primeira edição, três dos quais participaram pela primeira vez.
Durante os quatro dias, a Lampantana foi pretexto para almoços e jantares de famílias e de grupos organizados de amigos, que se juntaram à mesa para saborear este prato tradicional de Mortágua.

“Foi superior ao ano passado. Todos os dias foram bons e na segunda feira tivemos até que comprar mais carne, porque começámos a ter muitas pessoas a telefonarem para reservar mesa”, referiu-nos Valentim Gomes, do Restaurante Floresta.
O Restaurante “Aldeia Sol” participou pela primeira vez. “Correu bem, sobretudo no domingo e na terça-feira. Melhorou em relação ao que costuma ser um fim de semana normal”, contou-nos Jorge Dias.

“No sábado trabalhou-se relativamente bem e também na terça-feira ao almoço. Só o domingo é que não foi tão bom como o ano passado”, conta Isabel Cristina, do Restaurante “A Mó”, que adiantou ainda: “Tivemos algumas pessoas de fora que disseram que viram o evento na Internet”.

“Este ano foi ainda melhor que o ano passado, mesmo sem contar com o facto de ter sido mais um dia”, referiu-nos por sua vez Ivone Pereira, do Restaurante “A Roda”. Muitos clientes vieram de fora do concelho: “Tivemos pessoas da Figueira da Foz, Ovar, Coimbra, Viseu, Vila Nova de Gaia, Évora, Valbom, Oliveira de Azeméis, de vários pontos do País. Algumas delas disseram que leram nos jornais ou viram na televisão”. E adiantou: “Mais de 90% dos clientes vieram para comer a Lampantana, sabiam que havia o Fim de Semana da Lampantana”.

“Vendemos mais doses, só que foi mais distribuído pelos quatro dias. Há pessoas que vêm de fora só por causa da Lampantana. Tivemos aqui gente de Aveiro, Anadia, Cantanhede, Nazaré. Nós dávamos a ementa e as pessoas já sabiam o que é que queriam. Já vinham com aquela ideia da Lampantana”, contou-nos Juvenal Teixeira, gerente do Restaurante “O Nosso Lar”.
Quanto ao evento em si, comenta: “é um evento que ajuda a mexer com tudo, é sempre outro movimento. Há sempre pessoas que gostam de experimentar e de participar neste género de eventos, até pelo convívio. Houve pessoas de fora do concelho que estiveram cá no ano passado e voltaram este ano”.

O ano passado os restaurantes foram surpreendidos com a afluência de público, pelo que tiveram alguma dificuldade de resposta. Partindo dessa experiência e face às expectativas entretanto criadas, este ano os restaurantes prepararam-se a tempo, para não haver surpresas.
“Este ano estávamos preparados em todos os aspectos, em termos de pessoal, quantidades, já tínhamos mais fornadas feitas. Tivemos mais trabalho, mas foi mais tranquilo, porque estávamos mais prevenidos”, referiu-nos Ivone Pereira.
Por outro lado, adianta, houve um aumento significativo do número de reservas. “As pessoas sabendo que há muita afluência marcam com antecedência, telefonam a perguntar se há vagas, para não correr o risco de não ter mesa. Aconteceu dias em que a sala estava cheia só com reservas. Para nós foi bom, facilitou a organização do nosso trabalho”.
O mesmo aconteceu noutros restaurantes: “Houve muitas pessoas a perguntar se era preciso reservar, enquanto no ano passado apareciam mais na hora”, contou-nos Juvenal Teixeira.

O Presidente da Câmara Municipal faz um balanço muito satisfatório. “Os dados que temos indicam que o movimento em geral foi grande e até superou os números globais do ano passado. Na conjuntura actual isso é extremamente importante para os nossos restaurantes e comércio em geral. O primeiro ano foi a expectativa, este segundo ano foi já a confirmação de que a aposta conjunta que fizemos, Município e restaurantes, de tornar este evento uma referência gastronómica e cultural do concelho, foi ganha. Agora as pessoas quando falam de Mortágua associam também à Lampantana”.
E destaca a importância que este evento representa hoje para o concelho, em termos económicos e turísticos:“Há um número significativo de visitantes que acorrem ao concelho para participar neste evento gastronómico, a actividade económica aumenta, beneficiando não só os restaurantes mas também outras áreas do comércio local”.
O Presidente da Câmara realça o contributo dos restaurantes para a preservação da Lampantana, ao integrar este prato nas suas ementas diárias e respeitando sempre as características originais deste prato típico de Mortágua.
E destaca ainda a promoção dos Vinhos do Dão, que acompanham sempre a Lampantana, dando a conhecer a qualidade dos vinhos que se produzem no concelho.

De referir que, por cada dose de Lampantana, os clientes tiveram direito a uma garrafa de vinho tinto Dão, produzido pela Sociedade Boas Quintas (Mortágua), com o rótulo especial Lampantana. O Vinho foi oferecido pelo Município.
Foi também distribuído um cupão onde as pessoas podiam expressar a sua opinião relativamente ao prato, restaurante e serviço. O cupão vai habilitar ainda ao sorteio de um prémio, uma caixa de vinho tinto do Dão da série especial “Lampantana”, produção da Sociedade Boas Quintas. O resultado do sorteio será divulgado na sessão de entrega de diplomas aos restaurantes aderentes, que terá lugar no próximo dia 10 de Novembro.












Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt