Rali de Mortágua voltou a consagrar o Campeão Nacional

Data: 2011-10-24
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Campeonato de Portugal de Ralis

Pela quinta vez, o Rali de Mortágua voltou a ser o palco do campeão de Portugal de Ralis, consagrando Ricardo Moura como o Campeão Nacional de 2011. O piloto açoriano terminou a prova na segunda posição, quando lhe bastava ser quarto para arrecadar o tão desejado ceptro. A vitória no Rali de Mortágua coube à dupla Vítor Lopes e Hugo Magalhães, que ainda podia sonhar com o título caso Ricardo Moura não pontuasse. Cumpriram a sua parte, mas não foi suficiente para travar Ricardo Moura, que depois de obter um avanço de 5,4 segundos na primeira etapa se limitou a gerir a prova na segunda etapa, a mais longa, sem correr riscos.

O Rali de Mortágua, penúltima prova do Campeonato, foi organizado pelo Clube Automóvel do Centro e teve o patrocínio da Câmara Municipal de Mortágua.

Mais uma vez o Rali foi acompanhado por milhares de pessoas, que se concentraram sobretudo nas zonas que ofereciam garantias de maior espectacularidade. Antes da hora de início das classificativas, o cenário era uma romaria de pessoas a dirigirem-se até essas zonas, carros estacionados em todos os locais possíveis e improváveis. De repente as nossas aldeias transfiguram-se e para os residentes é uma alegria ver toda esta multidão e animação.

À semelhança de anos anteriores, a Super-Especial nocturna, com um percurso desenhado na EN234 e nas rotundas de Açores e Povoinha, concentrou a atenção e o entusiasmo de vários milhares de pessoas, nomeadamente muitos forasteiros, dado que se trata de uma prova diferente, em que os pilotos gostam de mostrar toda a sua perícia e o público está muito perto, mas em total segurança.
No segundo dia vimos alguns acampamentos montados nas redondezas dos troços, o que retrata bem a “aficcion” que acompanha o rali, fazendo até lembrar os tempos em que o Campeonato do Mundo de Ralis assentava em Mortágua.

Durante os dias de prova foi notório o aumento de movimento nos restaurantes e bares. Houve também residenciais e hotéis com elevada lotação ou mesmo lotação esgotada.

Na hora do balanço final, o Presidente da Câmara Municipal estava satisfeito: “tivemos a sorte de consagrar mais uma vez o Campeão Nacional, é algo que tem sempre grande repercussão na Comunicação Social e que fica registado na história dos ralis em Portugal. Por outro lado, não houve problemas ao nível da segurança, o que para o Município é a principal razão de satisfação.
E quero aqui aproveitar para dirigir uma palavra especial de agradecimento às nossas populações, por toda a sua colaboração e compreensão demonstrada, uma vez mais, face aos condicionalismos que são inerentes a uma prova desta envergadura. O seu exemplo tem sido extraordinário e deixa-nos todos orgulhosos”.

Além da componente desportiva, o Presidente da Câmara realça“o contributo que este evento tem tido aos longos destes anos para a economia local e regional. “A Câmara Municipal ao fazer este investimento no Rali tem em conta esse contributo para a animação económica do concelho, além naturalmente da sua promoção externa. Esse retorno económico é da maior importância e daí todo o nosso empenho para que o Rali continue entre nós”.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:
- 1º Vitor Lopes / Hugo Magalhães – Subaru Impreza WRX 1h02m06,5s
- 2º Ricardo Moura / António Costa – Mitstsubishi Lancer Evo IX a 30,8s
- 3º Pedro Meireles / Mário Castro – Mitsubishi Lancer Evo X a 1m30,6s
- 4º João Silva / José Janela – Renault Clio Maxi a 3m18,0s
- 5º Paulo Antunes / Alberto Oliveira – Opel Corsa S1600 a 3m21,3s
- 6º Paulo Neto / Daniel Amaral – Citroen DS3 R3 a 6m35,9s
- 7º Hugo Mesquita / Nuno R. Silva – Renault Clio R3 a 7m55,1s
- 8º João F. Ramos / Marco Macedo – Mitsubishi Lancer Evo IX a 9m42,9s











Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt