Município vai atribuir prémio aos melhores alunos do Secundário

Data: 2011-10-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


A garantia foi avançada pelo Presidente da Câmara, na cerimónia pública do “Dia do Diploma”, realizada no passado dia 30 de Setembro, e surge como resposta à decisão do Ministério da Educação que retirou o prémio de valor pecuniário que distinguia os melhores alunos.

O Presidente da Câmara começou por felicitar os jovens que concluíram com êxito uma importante etapa do seu percurso escolar, mas lamentou que o Ministério da Educação tenha decidido acabar com os Prémios de Mérito, tal como vinham sendo atribuídos. “Considero que é uma decisão errada, incompreensível e uma contradição em relação ao discurso político que ouvimos, quando se diz que temos de ser bons naquilo que fazemos, bons profissionais, exigentes. Tanto mais que é uma verba que não tem impacto nas contas públicas, nem simbólico nem de qualquer outra natureza”.
E referiu: ”Quando o prémio foi criado há dois anos, lembro-me de ter saudado aqui mesmo essa iniciativa, porque considero que se deve reconhecer e valorizar o trabalho, a dedicação, o esforço e tenho pena que estes jovens não venham a ter a compensação a que têm direito por mérito próprio”.

Segundo o Presidente da Câmara, são os fundamentos do prémio que estão em causa, e afirmou: “se nós soubéssemos atempadamente que isto ia acontecer teríamos inscrito no nosso Orçamento a verba necessária para suprir essa falta do Ministério. Foi uma alteração abrupta que defraudou as expectativas destes dois jovens que legitimamente esperavam ver reconhecido o seu desempenho escolar”.
E deixou a garantia que o Município irá atribuir o prémio que foi retirado aos jovens: “Somos um município pequeno mas ainda arranjamos mil euros. Não sabemos ainda como vamos fazê-lo, mas poderá passar pela atribuição de um subsidio à escola, que depois fará chegar os 500 euros a cada um dos alunos premiados”.

O Presidente da Câmara expressou ainda a opinião de que a data e o horário escolhidos pelo Ministério da Educação para a cerimónia do “Dia do Diploma” não foram os mais adequados, porque sendo feita no período de aulas e ao início da tarde, prejudica a participação da comunidade educativa, nomeadamente das famílias.

- Distinguidos melhores alunos do Ensino Secundário
- Associação de Pais e Encarregados de Educação premiou melhores alunos do Ensino Básico


A cerimónia do “Dia do Diploma” decorreu na Escola Secundária e contou com a presença do Director do Agrupamento de Escolas de Mortágua e restantes elementos da equipa directiva, Presidente do Conselho Geral Transitório, Presidente da Assembleia Geral da Associação de Pais, Alunos, Professores, Funcionários e alguns Pais e Encarregados de Educação. O Presidente da Câmara Municipal, como em anos anteriores, esteve também presente, associando-se ao momento e acto simbólico, a convite do Agrupamento de Escolas.

Na ocasião foram entregues os Prémios de Mérito ao melhores alunos dos Cursos Científico-Humanísticos e dos Cursos Profissionais, Ana Sofia Lourenço Jardim e Daniela Francisco Filipa Francisco Dinis, respectivamente..
Só que desta vez, ao contrário de anos anteriores, o prémio com o valor pecuniário de 500 euros não ficará para eles, já que o Ministério decidiu alterar a matriz do prémio. De acordo com as novas regras, o prémio não fica para o aluno, sendo antes afectado a projectos existentes na escola destinados a apoiar alunos ou famílias carenciadas, cabendo ao Conselho Pedagógico elencar as diversas necessidades.

Este ano e pela primeira vez, a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Mortágua atribuiu prémios aos melhores alunos do Ensino Básico, do 4º, 6º e 9º anos, a que deu a designação de “Prémio Dr. Assis e Santos”, em homenagem ao antigo médico e escritor. Os melhores alunos foram Rita Inácio Matos e Tiago Dionísio Santos (4ºano), Pedro do Nascimento Monteiro (6º ano) e Rafael Simões Duarte (9ºano). Estes jovens, incluindo os premiados do 12ºano, receberam um vale de compras escolares no valor de 60 euros.

Além de ter felicitado os alunos premiados, o Presidente da Câmara aplaudiu ainda a decisão da Associação de Pais de atribuir um prémio de mérito aos melhores alunos do Ensino Básico, que não são contemplados pelo Ministério da Educação. “É um gesto bonito que eu quero saudar e registar”. E destacou ainda a atribuição do prémio “Comportamento de Mérito”, que premiou dois alunos pela sua participação cívica, dizendo, “Considero que é um prémio tão importante como o Prémio de Mérito, porque, pode-se ser um bom ou mau aluno, mas pode-se ser sempre um bom cidadão, ser-se útil à sociedade e dar o nosso contributo para que a comunidade escolar e a sociedade em que ela está inserida sejam cada vez melhores.
Sendo dois jovens que apoiaram outros colegas com necessidades educativas especiais, é ainda mais relevante o seu gesto. Eu felicito vivamente a Escola por esta iniciativa e dou os meus parabéns a estes dois jovens, pelo seu exemplo”. Os dois jovens distinguidos com o prémio “Comportamento de Mérito” foram Bruno da Costa Reginaldo (11ºano) e Ana Cláudia Mano Lobo (7º ano). Além do Certificado de Louvor receberam um vale de compras escolares no valor de 100 euros.

No final o Presidente da Câmara felicitou os jovens agraciados e fez votos de um bom ano escolar para todos.

Nesta cerimónia, além dos Prémios de Mérito, foram entregues diplomas aos alunos que concluíram o Ensino Secundário.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt