Exposição “Memórias de Escola”

Data: 2011-06-07
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Um retrato sobre a evolução da Educação
desde a 1ª República até aos nossos dias


Está patente ao público, no Centro de Animação Cultural, a exposição “Memórias de Escola", organizada pelo Município de Mortágua. A exposição, que abriu ao público no passado dia 2 de Junho, integrada no programa de comemoração do Dia do Município, constitui um olhar sobre a evolução do sistema de ensino em Portugal e no concelho, desde os tempos da 1ª República até à actualidade.

No rés-do-chão da Sala de Exposições destaca-se um enorme painel fotográfico que retrata antigos alunos e professores e as actividades de sala e de recreio, desde meados dos anos 30 até aos nossos dias, passando pelas etapas da introdução do Desporto Escolar, mais recentemente o ensino do Inglês, da Música e dos computadores no sistema de ensino, e culminando na construção do moderno Centro Educativo.
Podem-se encontrar também livros de registos das escolas masculinas e femininas, exames da 4ª classe, livros e artigos de jornais alusivos a acontecimentos na área da Educação a nível local, reportados a algumas décadas atrás.

Na zona intermédia pode encontrar-se uma cronologia dos principais marcos da Educação em Portugal, sempre acompanhada com referências específicas ao concelho de Mortágua. Assim aparecem as referências às Casas Escola, ao surgimento das Escolas Livres em Mortágua, no início do século XX, à construção das escolas do “Plano do Centenário” nos anos 40, 50 e 60, ao Externato Infante Sagres, ao início do ensino Preparatório, Secundário e Profissional, entre outras.

O interior do piso superior apresenta uma reconstituição rigorosa de como era uma sala de aula antiga: as carteiras de plano inclinado e banco corrido, onde se sentavam os alunos dois a dois, em frente o quadro negro de ardósia, encimado com o crucifixo, ao lado a secretária do professor, com a famosa palmatória ou “menina dos cinco olhos” que era o terror de qualquer criança.
Estão também expostos objectos utilizados na aprendizagem da leitura, escrita e aritmética, as lousas e o buril, o ábaco onde se aprendia a contar, a caixa métrica, os pesos, os sólidos geométricos, livros escolares e cadernos de duas linhas.
Nas paredes podem ver-se os mapas Mundo e mapas de Portugal (com referência às Colónias Ultramarinas!), o mapa do Corpo Humano. Pode ainda apreciar-se uma maqueta em madeira da Escola Primária de Vila Meã, uma das várias escolas construídas em Mortágua de acordo com a arquitectura-tipo do Plano do Centenário, como são aliás a maioria das nossas escolas primárias.

Ao visitar esta exposição muitas pessoas recordarão bons e maus momentos, os tempos da infância, as brincadeiras de recreio, os colegas de escola, mas esta exposição serve também como um elemento de comparação e contraponto entre o sistema de ensino de ontem e o de hoje, levando-nos a reflectir sobre a profunda (r)evolução social, económica, intelectual, sociológica, que o País viveu antes e depois do 25 de Abril de 1974.

Uma exposição que vale a pena visitar e que pode ser apreciada até ao dia 3 de Julho, no seguinte horário: Terças, Quartas e Quintas-feiras entre as 14h00 e as 18h00 e ao fim de semana no horário das actividades decorrentes no Centro de Animação Cultural.









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt