Fórum Florestal de Mortágua debate oportunidades e desafios do sector da fileira florestal

Data: 2011-05-18
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Vai realizar-se no próximo dia 21 de Maio, o Fórum Florestal de Mortágua, promovido pelo Município de Mortágua, e subordinado à temática – “A Floresta- Desafios e Oportunidades”.
Dada a importância de que se reveste a Fileira da Floresta para o país, para o conjunto da região e, em particular, para o concelho de Mortágua, o Município de Mortágua vai novamente promover a realização do Fórum Florestal de Mortágua, suscitando o debate em torno da floresta, promovendo o conhecimento, a troca de informação, fortalecendo as potencialidades da região e dos agentes neste domínio.
A abertura dos trabalhos tem início às 10 horas, com uma intervenção de boas vindas pelo Presidente da Câmara Municipal de Mortágua, Afonso Abrantes, seguindo-se quatro painéis de intervenções temáticas a cargo de vários especialistas convidados para o efeito. Os painéis são os seguintes: FLORESTA - ECONOMIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL - Estímulo das Políticas Locais vs Importância Económica e Social da Floresta no Mundo Rural, pelo Eng. Vitor Barros, ex- Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e Investigador Principal do Instituto Nacional de Recursos Biológicos(INRB); PERSPECTIVAS FUTURAS DO MERCADO DA FLORESTA PORTUGUESA, pelo Prof. Dr. João Martins Ferreira Amaral, Presidente da AIFF (Associação para a Competitividade das Indústrias da Fileira Florestal); FLORESTA - PRAGAS E DOENÇAS - Prevenção, Tratamento ou Catástrofe?- Pragas e inimigos naturais do eucaliptal, pelo Dr. Carlos Valente – Associação RAIZ – Portucel-Soporcel; pragas e inimigos naturais do pinhal, pelo Professor Manuel Mota, da Universidade de Évora. O Presidente da Autoridade Florestal Nacional, Eng. Amândio Torres, irá também estar presente, como moderador do debate.
O Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes, lembra que “Mortágua tem uma forte ligação à floresta”, sendo mesmo um caso singular no contexto nacional. “Somos um concelho marcadamente florestal, temos uma área florestal que representa 85% do nosso território e uma das maiores manchas florestais do país”.
A floresta é, além de um valioso património natural e ambiental, a mais importante actividade económica do concelho, com um enorme impacto no tecido empresarial, na criação de emprego e no rendimento das famílias. “Também damos um forte contributo para a indústria nacional, nomeadamente da pasta de papel, para as exportações e para a produção de energias renováveis com base na biomassa florestal”, salienta.
Por todas estas razões, considera: “temos uma responsabilidade acrescida na defesa, valorização e preservação do nosso património florestal, que não é só importante para o Concelho, mas também para a Região e para o Pais”.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt