Alunos visitaram a Central Termoeléctrica de Mortágua

Data: 2011-03-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


No âmbito da “Semana das Profissões”

Alunos do 8º, 9º e 12º ano do Agrupamento de Escolas de Mortágua efectuaram no passado dia 2 (quarta-feira) uma visita de conhecimento à Central Termoeléctrica de Mortágua. A visita é uma das actividades programadas da Semana das Profissões que está a decorrer ao longo de toda a semana, uma iniciativa do Projecto Municipal “Da Escola, Agarra a Vida”.
À chegada os jovens foram recebidos pelo operador de produção da Central, Hugo Gomes, que numa breve conversa explicou o funcionamento da Central, nomeadamente o processo de transformação da biomassa florestal, que é o combustível que alimenta a Central, em energia eléctrica, no final, e respondeu a dúvidas e questões colocadas pelos jovens.
Acabou por ser também uma breve “aula” sobre energias renováveis, tendo os alunos sido sensibilizados para a sua função económica e ambiental, contribuindo para a redução do consumo de combustíveis fósseis e do chamado “efeito estufa”.

Os jovens ficaram a saber, por exemplo, que a Central consome anualmente cerca de 110.000 toneladas de resíduos florestais, que são retirados da floresta de Mortágua e concelhos vizinhos, que doutro modo ficariam depositados na floresta, aumentando o risco de incêndio. Com a existência da Central, esses resíduos são valorizados em termos energéticos. Além disso, a Central criou dezenas de postos de trabalho directos necessários ao seu funcionamento e centenas de postos de trabalho indirectos a montante, nas operações de recolha, tratamento e transporte da biomassa florestal.

De seguida os alunos foram convidados a fazer uma visita guiada pelos vários sectores da Central, a começar na zona de comando, onde é monitorizado todo o processo de queima. Seguiu-se a zona da caldeira, onde se procede à queima do combustível e produção de vapor, o circuito de refrigeração e finalmente a zona da turbina e condensador. No exterior puderam observar a zona de depósito da biomassa, a zona de alimentação, a torre de refrigeração, a ligação da Central à rede eléctrica.

Esta visita de conhecimento teve como objectivo dar a conhecer as profissões e as actividades que se desenvolvem numa Central Termoeléctrica. A Central emprega directamente cerca de 30 pessoas na sua operação, na sua quase totalidade são possuidoras de cursos Técnico Profissionais e do 12º ano de escolaridade. Cursos como de Electromecânica, Manutenção, Industrial, Electrónica ou cursos específicos de energias renováveis, são normalmente preferenciais para se trabalhar neste tipo de equipamentos industriais.

Hugo Gomes falou aos jovens do seu percurso escolar, que curiosamente pouco tem a ver com a função que actualmente desempenha. Dizendo-lhes: “No 9º ano segui a via Humanísticos e hoje estou a trabalhar numa área essencialmente técnica. Hoje em dia são poucos os profissionais que tiram um curso e vão trabalhar nessa área”. E acrescentou: “No meu caso surgiu a oportunidade e eu aproveitei-a. Mas não foi só sorte, foi preciso muito trabalho, muita formação”.

O projecto “Da Escola, Agarra a Vida” organiza anualmente visitas de conhecimento a empresas, instituições, centros tecnológicos, escolas profissionais, que permitem aos jovens um contacto directo e prático com diferentes profissões, possibilitando-lhes uma ideia mais real e objectiva das funções, do ambiente de trabalho, das rotinas, das responsabilidades, inerentes a cada uma delas, ajudando-os assim a tomar as melhores decisões na escolha do seu futuro profissional.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt