Crianças do Jardim de Infância de Pala assistiram à libertação de um mocho- galego

Data: 2010-11-08
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


O CERVAS - Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens procedeu no passado dia 5, na povoação de Pala, à devolução de um mocho-galego (athene noctua), à natureza.
Esta ave foi encontrada por um particular, após ter sido vítima de atropelamento e foi encaminhada para o CERVAS por intermédio da equipa SEPNA da GNR.
O processo de recuperação passou por tratamento das lesões e alimentação adequada, e numa fase posterior, a ave foi colocada em contacto com animais da mesma espécie, tendo realizado treinos de voo e de caça.

A libertação da ave teve lugar nas imediações da Escola Básica nº1 de Pala. As crianças do Jardim de Infância de Pala, Educadoras, Funcionárias e moradores da freguesia, marcaram presença nesta acção de devolução da ave ao seu habitat. Coube ao pequeno Afonso, de 4 anos, lançar a ave no ar, restituindo-a à liberdade.

Como é habitual neste tipo de acções, antes da libertação da ave, os monitores do CERVAS deram uma pequena “palestra”, destinada a dar a conhecer as características morfológicas, os hábitos alimentares e de caça da ave, e a sensibilizar para a sua preservação, Nesta acção esteve também presente uma equipa SEPNA da GNR de Santa Comba Dão.
Luís Santos, daquela equipa, falou do trabalho diário desenvolvido pelo SEPNA e informou dos procedimentos e contactos que devem ser feitos quando alguém encontra uma ave ferida ou mesmo morta. Entre os contactos está o próprio SEPNA da GNR e o número SOS Ambiente (808 200 520).
Este tipo de acções, abertas ao público em geral e às escolas em particular, tem o objectivo de sensibilizar as populações para a importância destes animais e para o trabalho realizado pelos centros de recuperação de fauna selvagem.

O CERVAS, sediado em Gouveia, é uma estrutura que pertence ao Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB) / Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) e que se encontra actualmente sob a gestão da Associação ALDEIA.
A recuperação de animais selvagens feridos ou debilitados, a realização de trabalhos de monitorização ecológica e sanitária, a promoção da sensibilização ambiental em matéria de conservação e gestão dos animais s selvagens, são algumas das actividades desenvolvidas por aquele centro.

Esta foi a segunda devolução de uma ave selvagem ao seu habitat, realizada em Mortágua, em menos de um mês. No passado dia 13 tinha já sido libertada uma coruja-do-mato juvenil, encontrada em estado débil, na zona de Vila Nova.











Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt