Inaugurado Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa

Data: 2009-07-29
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Empreendimento turístico do Grupo Visabeira, de cinco estrelas, situado em Mortágua, representou um investimento de 30 milhões de euros

Empreendimento turístico do Grupo Visabeira, inaugurado no passado dia 28, é o primeiro grande investimento turístico na zona da Aguieira e o primeiro resort em toda a região Centro. Aldeamento turístico e habitacional único a nível nacional, representa um novo conceito de bem-estar e lazer. O investimento rondou os 30 milhões de euros.

A inauguração do Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa contou com a presença dos responsáveis do Grupo Visabeira, Eng. Fernando Nunes, presidente do Grupo, Eng. José Luís Nogueira, presidente da Visabeira Turismo, e outros administradores, Presidente da Câmara Municipal de Mortágua, Governador Civil de Viseu, Autarcas, Deputados do Distrito, Presidente da Turismo Centro de Portugal, Entidades Civis e Militares, entre mais de uma centena de convidados.

Após uma recepção no restaurante panorâmico, que proporciona uma vista deslumbrante para o espelho de água da Aguieira e piscina exterior, o presidente do Grupo Visabeira guiou os presentes numa visita pelo aldeamento turístico, franqueando as portas das moradias e apartamentos para que as pessoas pudessem conhecer por dentro o conforto e qualidade que caracteriza o aldeamento turístico. A área residencial é constituída por 152 alojamentos, entre tipologia T1, T2, T3 e Villas T4, estes últimos com piscina privativa, num total de 502 camas. Todos os alojamentos têm vista directa para o plano de água da Aguieira.

Um aldeamento enquadrado num “paraíso natural”


Trata-se de um empreendimento localizado num cenário paisagístico de grande beleza natural, enquadrado no espelho de água da albufeira e no verde da floresta, um cenário inspirador e de harmonia com a natureza. O Montebelo Aguieira Resort Lake & Spa foi premiado com uma Menção Honrosa na última edição do Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista.

Para além do alojamento inclui um edifício multiusos onde se insere o Spa, Ginásio, Piscina Exterior aquecida, Restaurante e Bar panorâmico e um Salão de Eventos e Reuniões com capacidade para 400 pessoas.

Possui ainda uma marina, com capacidade para ancorar 400 embarcações, onde as pessoas podem ter o seu barco ou alugar um em alternativa. O leque de serviços disponíveis não se ficam por aqui, incluindo ainda parque infantil, courts de ténis, percursos pedestres e de bicicleta, passeios a cavalo, entre outros.

Luís Nogueira, Visabeira Turismo: “tornar a Região Centro
um destino turístico global”


Na apresentação do empreendimento, Luís Nogueira, presidente da Visabeira Turismo, referiu que este empreendimento se constitui “como uma forte aposta na criação de uma oferta turística cada vez mais qualificada e está inserido na estratégia de desenvolvimento que a Visabeira Turismo tem vindo a implementar no sentido de valorizar a oferta turística da região e criar massa crítica para a tornar um destino turístico". "Este empreendimento, sendo inovador, tem condições únicas para se afirmar como uma referência no seu segmento”, afirmou.


Fazendo questão de frisar que este empreendimento representa um ponto de partida e não de chegada, prestou público agradecimento ao apoio dado pelo Turismo de Portugal e em especial pela Câmara Municipal de Mortágua, na pessoa do seu Presidente e colaboradores, “por terem acreditado neste projecto e se terem empenhado para que todos os obstáculos pudessem ser rapidamente ultrapassados”.

Afonso Abrantes: “Um investimento de qualidade que vai gerar desenvolvimento, emprego e riqueza”

O Presidente da Câmara Municipal, na sua intervenção, felicitou o Grupo Visabeira, na pessoa do Eng. Fernando Nunes e restantes responsáveis, pela sua capacidade empreendedora e visão estratégica, em tempo de crise. “Felizmente existem na região empresários que ousam remar contra a maré, investindo na região”, disse.
E destacou: “hoje estamos aqui para a abertura do primeiro e único grande empreendimento turístico na zona da Aguieira e do primeiro e único resort da Região Centro. Queremos testemunhar o nosso reconhecimento e a nossa gratidão e simultaneamente manifestar o nosso regozijo pelo facto deste primeiro grande empreendimento de toda a área da Aguieira e da região se ter concretizado por um grupo empresarial da região e no concelho de Mortágua”.

Afonso Abrantes lembrou todo o percurso que foi preciso fazer para chegar a este dia e momento, salientando que Mortágua foi o único Concelho da zona da Aguieira que elaborou um Plano de Pormenor para esta Zona Prioritária de Desenvolvimento Turístico, e o fez publicar, possibilitando deste modo a implantação deste projecto numa área protegida e sensível como é a Albufeira da Aguieira. As potencialidades eram conhecidas há bastante tempo, recordando os dois planos de ordenamento que foram elaborados para a Aguieira e que além da vertente do ordenamento do território, apontavam para a necessidade de investimentos públicos e privados ou mistos para dinamizar a região do ponto de vista turístico.



Preferindo falar do futuro, afirmou: “Mortágua dá hoje um passo, mais um, e um passo muito importante para o seu desenvolvimento sustentável. Um passo que querermos todos, também, para o desenvolvimento da região e do País e que seja também mais um contributo para o crescimento e fortalecimento de um grupo empresarial, a Visabeira, para que possa continuar a investir cada vez mais em Mortágua, na Região, no País e no Mundo”.
Para além do impacto no desenvolvimento, turístico e não só, este é também um investimento, salientou, “que vai gerar emprego e riqueza para o concelho e para a região”, estando prevista a criação de 60 postos de trabalho.

O Presidente da Câmara sublinhou a cooperação e o diálogo franco que ao longo de quase três anos foram mantidos entre a Visabeira e o Município, no sentido de dar as mãos e levar este projecto a bom porto.
E finalizou: “continuaremos a estar disponíveis a dar a nossa cooperação para que este investimento seja um grande êxito e âncora para novos projectos que temos para a Aguieira, porque o desenvolvimento de Mortágua passa também por atrair um turismo de qualidade”.













Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt