Gabinetes Técnico- Florestais do Distrito reuniram em Mortágua

Data: 2009-01-13
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Neste encontro de carácter informal estiveram presentes 16 técnicos dos Gabinetes-Técnico Florestais do distrito. No distrito existem 24 estruturas do género, uma por cada concelho.
Este foi o primeiro encontro de 2009 e serviu para debater questões, fazer um balanço do ano findo, e trocar ideias e experiências através do contacto directo com a realidade doutros concelhos.

Este encontro começou com uma visita à empresa Pellets Power, sediada no Pólo Industrial do Freixo (Mortágua) que se dedica à produção de “wood pellets”, um biocombustível sólido e 100% natural, produzido a partir de sub-produtos da indústria da madeira e biomassa florestal e utilizado em sistemas de aquecimento.

Trata-se de uma indústria amiga do ambiente, que valoriza uma parte da floresta que normalmente não entra no circuito comercial, contribuindo para a redução da utilização dos combustíveis fósseis e portanto das emissões de CO2 na atmosfera.
Actualmente a produção é totalmente direccionada para o mercado externo, nomeadamente norte da Europa, tendo como principais clientes as centrais térmicas de electricidade. O investimento realizado nesta unidade de Mortágua foi de 11,5 milhões de euros.

Os técnicos foram recebidos pelo Director Fabril, Engº Luis Lobo, que fez uma apresentação do processo produtivo, desde a sua origem ao produto final, respondeu a questões colocadas, após o que se seguiu uma visita às instalações, que permitiu uma melhor percepção do funcionamento de todo o processo.

Esta visita foi considerada extremamente enriquecedora pelos técnicos, dado que puderam observar uma nova realidade em termos de aproveitamento da biomassa florestal, constituindo simultaneamente uma solução para um problema com que se debatem nos seus concelhos, ou seja, o escoamento dos resíduos florestais e a limpeza dos matos.


Seguiu-se uma reunião no Salão Nobre da Câmara Municipal, que contou já com a presença do Director Regional de Florestas do Centro, Eng.Viriato Garcez. Os técnicos foram recebidos pelo Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes, que deu as boas vindas aos presentes e falou do que tem sido a política de defesa, preservação e valorização florestal no concelho de Mortágua.

O Presidente da Câmara referiu, nomeadamente, que a floresta, desde há vários anos, foi assumida pelo Município como uma verdadeira prioridade, não como um sector secundário, havendo um forte investimento da parte do Município, ao nível de infra-estruturas, vigilância, apoio aos Bombeiros. A floresta é encarada com um bem económico da maior importância, destacando a forma particular como os mortaguenses olham e tratam a sua floresta, porque estão sensibilizados e reconhecem o seu valor.

Referindo-se concretamente ao Gabinete Técnico Florestal de Mortágua, considerou uma mais-valia a existência deste gabinete em diversas áreas, como o ordenamento florestal, a planificação de acções, a sensibilização dos munícipes, sendo hoje um instrumento imprescindível.


O Director Regional de Florestas destacou precisamente o bom trabalho que tem sido feito em Mortágua em termos florestais. “Mortágua soube aproveitar um produto endógeno, esta riqueza que tinha que era a sua floresta, soube tratá-la e portanto há aqui um trabalho que é reconhecido por toda a gente. Mortágua tem um autarca e uma autarquia que se preocupa com a floresta do seu concelho e realço a afirmação do Sr. Presidente da Câmara quando disse que independentemente do apoio do Estado, não prescindiria de ter uma estrutura de apoio como o Gabinete Técnico-Florestal do Município. É muito lisonjeiro ouvir isto de um responsável autárquico”, afirmou.











Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt