Alunos com necessidades especiais vão usufruir da Equitação Terapêutica. Município de Mortágua e Associação Hípica e Psicomotora de Viseu celebraram Protocolo de Colaboração.

Data: 2021-09-15
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


O parque das Nogueiras foi palco no passado dia 12 da atividade “No Parque a cavalo”, que serviu para o lançamento do projeto de parceria entre o Município de Mortágua e a Associação Hípica e Psicomotora de Viseu (IPSS), que tem por finalidade proporcionar equitação com fins terapêuticos a crianças e jovens do concelho com necessidades especiais.

Tendo em vista este objetivo, as duas entidades celebraram um Protocolo de Colaboração que vai permitir prestar apoio a alunos com necessidades específicas dos vários níveis de ensino (1º, 2º, 3º Ciclos e Secundário), abrangendo as áreas da Terapia Ocupacional, Equitação com Fins Terapêuticos e Pediatria do Neurodesenvolvimento.

Assinalando o arranque do projeto, mais de 30 crianças tiveram oportunidade de montar um cavalo e sentir o prazer e os benefícios desta atividade terapêutica, tendo sido para a maioria delas a primeira experiência do género.

O projeto será desenvolvido na Escola Terapêutico-Pedagógica, em Vale de Remígio, no espaço envolvente à antiga Escola Primária. Nesta fase transitória as crianças irão deslocar-se ao Centro Hípico do Montebelo, em Farminhão, enquanto não estiverem concluídas as obras da Quinta Pedagógica, nomeadamente o picadeiro. Uma vez concluídas as obras, as atividades passarão a ser desenvolvidas neste espaço.

A terapia assistida por animais será apenas uma das valências da Escola Terapêutico-Pedagógica, que terá outras atividades ocupacionais e de estimulação multisensorial ligadas à natureza, ao campo, ao ambiente.

Trata-se de um projeto de grande relevância social, envolvendo o Município e outras entidades locais parceiras, em benefício da qualidade de vida e do desenvolvimento motor e psicossocial das crianças e jovens do concelho com necessidades especiais, e ao qual está também associada uma vertente de interação e socialização.

O presidente da Câmara Municipal, júlio Norte, referiu que a atividade é o princípio deste projeto que terá um alcance mais vasto, abrangendo várias valências desenvolvidas pela Associação. “Este apoio é importante para alunos com necessidades especiais, na medida em que vai melhorar algumas das suas competências e potenciar o seu desenvolvimento a vários níveis”. Júlio norte destacou ainda a experiência de trabalho da Associação como uma garantia do sucesso do projeto a implementar.

O Capitão Luís Ribeiro, presidente da Direção da Associação Hípica e Psicomotora de Viseu, agradeceu a confiança do Município de Mortágua nesta parceria, demonstrando “abertura à inovação e uma mentalidade virada para o futuro, ao apoiar este conceito terapêutico novo aqui em Mortágua”.

Luís Ribeiro deu conta das várias valências desenvolvidas pela Associação, mais concretamente pelo seu Centro de Desenvolvimento Infantil, nas quais se inclui a equitação terapêutica, “em que damos apoio a cerca de 100 crianças por semana”.

E salientou os múltiplos benefícios desta terapia para as crianças com necessidades especiais: “é muito mais que montar a cavalo, ou uma simples atividade lúdica, embora tenha também essa vertente. As crianças não têm muitas vezes a noção e a consciência de que estão realmente numa prática terapêutica e não numa prática lúdica, e portanto há aqui uma simbiose perfeita, em que elas se estão a divertir mas no fundo estão também a desenvolver uma sessão terapêutica”, esclareceu.

Para as crianças e jovens que usufruíram da atividade foi uma experiência marcante e um dia diferente que não vão esquecer, num misto de emoções, alegria, descoberta e superação.

 

 

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt