Metade da população mortaguense já tem vacinação completa

Data: 2021-07-01
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


A campanha de vacinação contra a Covid está a decorrer em bom ritmo no concelho de Mortágua, tendo já sido vacinadas mais de 4 mil pessoas com as duas doses, o que corresponde a cerca de metade da população. Com a 1ª dose já foram vacinadas cerca de 5.800 pessoas. No total foram administradas perto de 10 mil vacinas.

No dia 28 teve início a vacinação com agendamento de pessoas a partir dos 33 anos de idade, continuando a decorrer em simultâneo a vacinação dos grupos etários acima desta idade, por ordem decrescente (dos mais velhos para os mais novos). A grande maioria da população idosa já está vacinada e nesta fase a vacinação apresenta maior incidência no grupo etário entre os 40 e os 50 anos. Há casos pontuais de pessoas idosas que só agora decidiram tomar a vacina, além dos naturais que regressam do estrangeiro e aproveitam para tomar a vacina, daí haver flexibilidade no plano de vacinação de forma a garantir que toda a gente é vacinada, sendo essa a sua vontade. A título exemplificativo, até ao dia 25 de junho tinham sido vacinadas cerca de 200 pessoas residentes no estrangeiro (emigrantes) mas que estão inscritas no Centro de Saúde de Mortágua.

Os colaboradores e residentes nos Lares /Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas e demais valências foram os primeiros a ser vacinados. Os Colaboradores e Utentes destas Instituições, bem como as pessoas com 80 ou mais anos e doentes crónicos, e os profissionais de Saúde, foram considerados grupos prioritários na primeira fase de vacinação, pela sua especial vulnerabilidade.

Relativamente aos outros grupos da 1ª linha de intervenção, como Bombeiros e Forças de Segurança, foram abrangidos na 2ª fase do plano de vacinação, assim como o pessoal do setor da Educação (Professores e Assistentes Operacionais dos vários níveis de ensino), tendo todos a vacinação completa.

O processo de vacinação está a funcionar, desde o dia 18 de fevereiro, no centro municipal criado para o efeito e instalado no polivalente dos Bombeiros Voluntários de Mortágua. A operação conta com o apoio de pessoal de enfermagem do Centro de Saúde e apoio logístico da Autarquia (disponibilização de recursos humanos, identificação e contacto de pessoas) e dos Bombeiros (transporte de pessoas com difícil mobilidade).  

Mais uma vez alerta-se as pessoas para procederem à atualização dos seus dados telefónicos junto do Centro de Saúde, indicando o seu contacto de telemóvel, de forma a poderem receber a mensagem (SMS) com a indicação do dia e hora da vacina. Algumas pessoas, por não terem esse número móvel ou por não estar atualizado no registo do Centro de Saúde, acabam por ficar incontactáveis, não se sabendo da disponibilidade da pessoa para a toma da vacina.

Um segundo alerta tem a ver com um eventual relaxamento das pessoas face aos cuidados de prevenção e proteção à covid, por estarem vacinadas (com uma ou duas doses da vacina). Nos últimos meses não se registou qualquer caso ativo no concelho, no entanto o presidente da Câmara alerta para o risco ainda existente, lembrando o retrocesso no desconfinamento que se verificou nalguns concelhos. “Estamos hoje melhor do que há uns meses ou um ano atrás, mas ainda não ganhámos a batalha. Temos agora esta nova variante delta que é mais contagiosa e tornou-se dominante, e a população jovem como principal grupo de contágio e transmissibilidade. Até atingirmos a tão desejada imunidade de grupo, temos de continuar a ter um comportamento responsável, mesmo depois de vacinados, cumprindo escrupulosamente as regras da DGS, nomeadamente o uso de máscara no espaço público e o distanciamento social”, avisa Júlio Norte.

O presidente da Câmara destaca o “excelente trabalho de equipa” que tem sido desenvolvido pelas entidades locais, incluindo Autoridades de Saúde, Centro de Saúde, Bombeiros e Autarquia, quer ao nível do processo de vacinação quer ao nível da prevenção.

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt