Lançado concurso público para a beneficiação dos Nós de Almaça e de Mortágua/ligação ao IP3

Data: 2020-12-02
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Foi publicado no passado dia 27 de Novembro, no Diário da República, o concurso público para a reformulação dos nós de Almaça (Km 71+490) e de Mortágua (km73+270 e km 74+210), com ligação ao IP3. O concurso público, lançado pela Infraestruturas de Portugal, tem um valor base de 200 mil euros, aguardando-se agora a receção das propostas dos concorrentes. O prazo para execução da empreitada é de 90 dias.

Segundo o comunicado da Infraestruturas de Portugal, a empreitada visa a reformulação dos dois nós, tendo como objetivo o incremento da segurança rodoviária e a melhoria das condições de acesso aos nós e à rede rodoviária.

No Nó de acesso de Almaça será realizada a melhoria da via de aceleração e da via de abrandamento no sentido Sul-Norte. No nó de acesso de Mortágua serão realizados trabalhos de beneficiação das vias de aceleração e de abrandamento existentes em ambos os sentidos.

O presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, saúda o lançamento do concurso, que representa a  concretização de uma reivindicação que seguramente há mais de duas décadas é feita pelo Município. “Há muito tempo que a Câmara Municipal reivindica uma intervenção naqueles dois nós, já perdemos a conta aos ofícios e emails que enviámos a alertar para o elevado risco de acidentes e a solicitar uma intervenção naqueles dois nós, com o objetivo de garantir mais segurança. E adianta que o problema da configuração e extensão reduzida das vias de aceleração foi sempre a maior preocupação, porque potenciam a ocorrência de colisões graves.   

Júlio Norte avança que outra das reivindicações do Município, concretamente a iluminação dos nós de acesso a Mortágua, irá também ser uma realidade. Nesta zona do IP3 é frequente formar-se muito nevoeiro devido à proximidade da albufeira da Aguieira.

Os investimentos da Infraestruturas de Portugal previstos para a área do concelho de Mortágua abrangem também a ferrovia, no âmbito da modernização do troço da Linha da Beira Alta entre Pampilhosa e Santa Comba Dão. A empreitada foi adjudicada em agosto deste ano, pelo valor de 74,7 milhões de euros, e entre as intervenções previstas contam-se a alteração do layout da Estação de Mortágua, que irá permitir o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento, e a remodelação da Estação de Mortágua e apeadeiros, incluindo alteamento, alargamento e prolongamento de plataformas, edifícios e acessibilidades, além da supressão da passagem do nível do Coval e melhoramentos nas componentes de sinalização e telecomunicações. 

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt