Rota da EN2 é um sucesso e está a alavancar o turismo em Mortágua

Data: 2020-08-14
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


 

A Rota da EN2 está a mexer com os territórios servidos por esta via, sendo bem visível em Mortágua o acréscimo de visitantes nas ruas. Fazem-se acompanhar com o passaporte oficial da Rota (um pequeno livrinho amarelo), um indicador de que são viajantes da Nacional 2. Um dos objetivos da visita é carimbar o passaporte num dos locais onde está disponível, nomeadamente Câmara Municipal e Posto de Turismo, e ao mesmo tempo aproveitam para conhecer um pouco mais do concelho, almoçar num restaurante local, visitar o Centro de Interpretação das “Invasões”, a zona antiga da Vila. A quem se desloca à Câmara Municipal e ao Posto de Turismo é ainda distribuída diversa informação turística do concelho, convidando a uma nova visita e estadia mais prolongada.

Desde o início do ano até à segunda semana de agosto foram carimbados cerca de 1500 passaportes e praticamente todos os dias chegam novos viajantes que estão a percorrer a rota. A maioria escolhe como ponto de partida a cidade de Chaves (Km 0), rumando em direção ao final da rota, situada em Faro (Km 738).

O presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, refere que a criação da Rota da EN2 “é uma aposta ganha” que está a dinamizar os territórios servidos por esta via, trazendo mais turistas aos concelhos do Interior do País e dando a descobrir um outro Portugal menos conhecido, que não se vê das autoestradas e dos IP´s, mas que tem paisagens, gastronomia e património singulares. À promoção turística dos territórios juntam-se os benefícios económicos, frisando que a presença dos turistas da EN2 tem um impacto muito positivo nos setores da Restauração e Alojamento. “Mortágua já sente hoje esses benefícios, sobretudo nestes meses de verão, que é o período preferido para fazer estas grandes viagens. Temos recebido centenas de turistas da Rota da Nacional 2, vindos de todo o país, além de turistas espanhóis e italianos”. Segundo Júlio Norte, esse impacto positivo no turismo local torna-se mais relevante num ano marcado pela pandemia da covid-19, com os portugueses a darem preferência às férias dentro do país e a escolherem destinos menos massificados. “A Rota da EN2 enquadra-se perfeitamente neste novo paradigma do turismo e está a alavancar o turismo no Interior do País”, afirma.

Mortágua integra um conjunto de rotas turísticas, como a EN2, a Grande Rota do Bussaco, a Rota da Espiritualidade (Caminhos de Santiago), a que se vai juntar a futura Ecovia do Mondego (obra já lançada). Júlio Norte salienta que o concelho possui hoje vários produtos turísticos com forte capacidade de atração de visitantes, desde as várias Rotas, a Albufeira da Aguieira, os Percursos Pedestres, os Trilhos de BTT, até à Gastronomia e ao Património (temática das Invasões Napoleónicas). “Mortágua tem hoje uma oferta turística mais abrangente, diversificada e atrativa, que permite esbater os efeitos do chamado turismo sazonal e atrair turistas de um espectro mais alargado de interesses”.









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt