Reconhecimento. Federação Portuguesa de Ciclismo homenageou Júlio Norte e Pedro Silva.

Data: 2020-02-11
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


No âmbito das comemorações dos 120 anos da Federação Portuguesa de ciclismo, esta entidade máxima do ciclismo nacional, tem vindo a distinguir personalidades e entidades. No passado dia 8, o presidente da Federação, Delmino Pereira, por ocasião da apresentação da equipa de ciclismo Miranda-Mortágua, agraciou Júlio Norte, presidente da Câmara Municipal, e Pedro Silva, presidente do Velo Clube do Centro. Ambos receberam a medalha comemorativa dos 120 anos da Federação, num gesto de reconhecimento pelo contributo dado à promoção e desenvolvimento da modalidade, a nível local, regional e nacional.  

O presidente da Federação Justificou a distinção entregue a Júlio Norte, e por inerência ao Município de Mortágua, sublinhando que o Município de Mortágua tem sido ao longo dos anos “um Município amigo do ciclismo”, traduzindo-se no apoio a um conjunto de provas de ciclismo, em especial o Prémio de Ciclismo de Mortágua, e no apoio ao clube de ciclismo de Mortágua. E deixou um agradecimento ao presidente da Câmara e ao Município de Mortágua, pela abertura, disponibilidade e apoio à modalidade.

Júlio Norte agradeceu a entrega da distinção, em nome pessoal e do Município, e afirmou que o Município não faz mais do que a sua parte e obrigação, “que é apoiar o ciclismo e o desporto”.

Outro dos homenageados foi Pedro Silva, presidente do Velo Clube do Centro. Delmino Pereira destacou todo um percurso e toda uma carreira brilhante de Pedro Silva, a começar como corredor: “Foi um atleta que prestigiou bastante a modalidade, com muito profissionalismo, grande caráter, e sempre muito respeitado e admirado pelos colegas e adversários”.

Mesmo depois de terminar a carreira de ciclista profissional, “continuou a dedicar-se ao ciclismo, criou uma escola de ciclismo de formação, formou novos atletas e desenvolveu um projeto de ciclismo no Interior do país, o que não é fácil”. Um projeto que entretanto cresceu, evoluiu, e que hoje consubstancia-se na equipa de ciclismo continental. “É um ponto alto do seu percurso, agora como dirigente, que só é possível alcançar com dedicação, paixão e persistência”, disse. “Obrigado Pedro Silva, és fantástico, és dos melhores, és um exemplo. Os 120 anos da Federação faz-se à custa de pessoas como tu, que dedicam a sua vida à nossa modalidade”, concluiu.

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt