Município e restaurantes fazem balanço muito positivo do Fim de Semana da Lampantana

Data: 2018-11-16
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


 

 

Em sessão realizada no passado dia 14, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal procedeu à entrega dos Diplomas de Participação aos restaurantes que aderiram à nona edição do Fim de Semana da Lampantana, que decorreu de 1 a 4 de novembro.

Nesta edição foram 14 os restaurantes aderentes que deram a provar esta iguaria tradicional do concelho, associando-se mais uma vez à iniciativa promovida pelo Município, numa parceria que se tem revelado muito profícua para a promoção turística do concelho e da sua gastronomia em especial.

A semelhança de anos anteriores, a sessão foi também o momento escolhido para fazer um balanço e auscultar os restaurantes relativamente à forma como decorreu o evento. O Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, começou por agradecer aos restaurantes que participaram na edição deste ano. Em termos de balanço e com base nos dados do Relatório Final do evento, referiu que o mesmo “superou as melhores expectativas, tendo constituído um enorme sucesso”. Entre outros dados, destacou, por um lado, o facto de quase todos os restaurantes terem registado aumentos significativos de clientela, nalguns casos na ordem dos 50% e 70%, e por outro, a elevada percentagem, 40%, de pessoas vindas de fora do concelho. Segundo Júlio Norte, é um indicador de que a Lampantana é cada vez mais falada por esse país fora e que este evento é já uma referência a nível regional e até nacional.

E concluiu: “Foram dias de muito trabalho para vocês, mas quando se tem resultados, acho que vale a pena. Estamos todos de parabéns”.

Para além dos benefícios para a economia local, o Fim de Semana da Lampantana promove turisticamente o concelho, atraindo mais visitantes e complementando-se mutuamente com outros motivos de interesse que o concelho oferece, como o Centro de Interpretação das “Invasões Francesas”, os percursos pedestres, a Albufeira da Aguieira, o património rural, a serra.

Ivone Pereira, gerente do Restaurante “A Roda”, corrobora o sucesso da edição deste ano. “Cada ano tem sido um sucesso, mas este ano foi excecional”. De tal forma, que passaram a receber o evento numa sala com maior capacidade para poder responder a tanta afluência de clientes e às muitas reservas.

Na opinião de Ivone Pereira, esta é mesmo a melhor altura do ano para realizar o evento. E justifica: “até pelo prato em si, porque é um prato forte, quente, adequado a este tempo mais frio de outono”. Além disso, estes meses correspondem normalmente à época baixa no setor da restauração, pelo que vem numa boa altura para dar um impulso, “é um grande balão de oxigénio”, diz.

Carlos Duarte, do Restaurante “Lanchonete”, mostrou-se também satisfeito com o saldo de participação no evento. “Tivemos mais do que o ano passado, também ajudou o facto de incluir o dia de feriado, em que vem muita gente de fora”. Este empresário não tem dúvidas de que o evento “ajuda a alavancar o negócio da Restauração e beneficia o comércio em geral”. E destaca também o valioso contributo do Município ao suportar o custo do vinho que acompanha o serviço de refeição. “Torna o preço mais acessível e depois cria alguma homogeneidade, porque é o mesmo vinho que acompanha a Lampantana em todos os restaurantes”.

Luís Dâmaso, do Restaurante “Lagoa Azul”, participou pela quarta vez no evento e ficou surpreendido com a adesão verificada este ano: “Vendemos quase o dobro em relação ao ano passado, foi bastante melhor para nós”. Este restaurante, pela sua localização, tem a particularidade de registar uma grande percentagem de clientes oriundos de fora do concelho. “Nós estamos situados junto ao IP3, os clientes são sobretudo pessoas que estão de passagem, é uma clientela diferente dos outros restaurantes do centro da Vila. Aproveitamos para informar sobre o evento, sugerir o prato, explicar como é confecionado, temos de fazer essa promoção, porque a maioria é a primeira vez que ouve falar da Lampantana. Mas as pessoas aderiram muito bem”.

No final da sessão, o Presidente da Câmara lançou o repto aos restaurantes para participarem, mais uma vez, na Mostra Gastronómica do Borrego, que terá lugar no fim de semana anterior à Páscoa, bem como aaderirem ao Programa SELEÇÃO GASTRONOMIA E VINHOS. Este programa, que resulta de uma parceria entre a CIM-Região de Coimbra, Turismo Centro de Portugal e Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), pretende dinamizar um conjunto de ações ao nível da melhoria de processos, valorização dos serviços e qualificação das empresas do setor da Restauração, enquanto agentes preponderantes no desenvolvimento e melhoria da oferta turística nacional e na promoção gastronómica de Portugal. Os restaurantes aderentes podem vir a beneficiar, após a competente avaliação técnica, de várias vantagens em termos de certificação, divulgação, promoção e notoriedade.

 

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt