Comemoração do Dia do Município

Data: 2006-05-29
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Assinalando o Dia do Município, que se comemorou no passado dia 25 de Maio, Feriado Municipal, realizou-se uma Sessão Solene comemorativa desta efeméride, no Centro de Animação Cultural. Para além das pessoas que quiseram associar-se a esta cerimónia publica e solene, estiveram presentes diversas associações com os seus estandartes. Continuando uma iniciativa já habitual em anos transactos, na Sessão Solene foram agraciados dois Funcionários do Município com a Medalha de Bons Serviços, como reconhecimento público da sua dedicação, zelo e assiduidade ao serviço da Autarquia. Através deste gesto está-se também a homenagear todos os trabalhadores municipais, reconhecendo o seu contributo na valorização e engrandecimento do Município.
Esta sessão foi ocasião, mais uma vez, para tributar reconhecimento ao Movimento Associativo, com a atribuição da Medalha de Ouro de Mérito Municipal a uma colectividade do concelho, cabendo este ano essa distinção ao Grupo Associativo e Recreativo Académico de Vila Moinhos. Uma das colectividade mais dinâmicas do concelho, celebrando este ano 21 anos de existência legal e mais de 50 de actividade regular, e que tem-se destacado na promoção da cultura, lazer e ocupação dos tempos livres da população do concelho. A distinção foi entregue pelo Presidente Afonso Abrantes ao Presidente da Direcção da Associação, Rui Matos.

O Presidente da Câmara, na sua intervenção, realçou o facto desta efeméride coincidir com a comemoração do 30º Aniversário das primeiras eleições autárquicas e da institucionalização do Poder Local Democrático. “Conhecendo melhor do que ninguém as necessidades e realidades dos seus municípios, os seus problemas, mas também as suas potencialidades, as autarquias desempenharam nestes 30 anos um papel único e absolutamente essencial na construção do Portugal democrático e desenvolvido e na criação de condições básicas de dignificação dos portugueses”, afirmou. Recordou, a propósito, o que era a realidade do concelho de Mortágua há 30 anos atrás e as transformações que se verificaram desde então.
Relevando o papel das autarquias nas mais diversas áreas, referiu ser justo, nesta data, homenagear os Autarcas, saudando todos os homens e mulheres que corporizam o Poder Local, pelo seu espírito de entrega e devoção a uma causa comum e colectiva, dando o melhor de si num espirito de missão notável.
Mas volvidos estes 30 anos, frisou, aumentaram também as responsabilidades e os desafios colocados ao Poder Local, com a crescente transferência e alargamento de competências do Poder Central para o Local, como também as exigências dos cidadãos em termos de melhoria dos serviços prestados, eficiência e eficácia.
Aproveitou este dia para uma reflexão conjunta sobre as políticas de educação e os desafios que se colocam ao nível do Pré-Escolar e 1º Ciclo no concelho de Mortágua, neste momento de definição da Carta Educativa de Mortágua e da Organização da Rede Escolar Municipal, um tema que reputou de estratégico para o futuro de Mortágua. Nesse sentido apelou ao envolvimento de todos num debate sério, ponderado e participado para que seja encontrada uma solução que responda aos problemas da realidade educativa actual do concelho e à necessidade de um novo modelo de escola, mais adequada às actuais exigências pedagógicas e às que são postas pela própria sociedade moderna, avançando com a ideia de construção de um Centro Educativo que abranja as crianças de idade de Creche até ao 1º Ciclo do Ensino Básico. Uma escola que garanta condições de igualdade no acesso à educação e qualidade dos serviços prestados, que promova o sucesso e a inclusão.
No final deixou uma mensagem de esperança e confiança no futuro.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt