Agrupamento de Escolas de Mortágua hasteou Bandeira Eco-Escolas

Data: 2017-12-14
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Em cerimónia realizada na manhã do dia 13, foi hasteada a Bandeira Eco-Escola junto à entrada da Escola Secundária, Este galardão, atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), traduz o reconhecimento do trabalho de todos os que contribuíram para tornar mais sustentável o dia-a-dia da escola e da comunidade onde esta se insere. Este é já o terceiro ano consecutivo em que o Agrupamento de Escolas de Mortágua é distinguido com a Bandeira Eco-Escola.

A Bandeira foi hasteada num mastro colocado junto à entrada da Escola Secundária. Para além da receção da bandeira, a Escola recebeu também o certificado oficial que a reconhece como Eco-Escola.

O Presidente da Câmara, Júlio Norte, o Diretor do Agrupamento, Rui Parada, e dois alunos, a Matilde e o Samuel, alunos do 3º e 4º ano do Agrupamento, respetivamente, participaram no ato simbólico, na presença da comunidade escolar. No final ouviu-se uma grande salva de palmas. O Presidente da Câmara Municipal dirigiu algumas palavras aos alunos, sensibilizando-os para o impacto das alterações climáticas e as consequências reais que já estão a ter na vida das pessoas, na economia, na agricultura. E apontou como exemplo desse impacto os incêndios florestais e os níveis extremamente baixos das bacias hidrográficas e rios, que se registou neste Verão, com vários meses seguidos com tempo seco, temperaturas médias elevadas, falta de precipitação. E alertou para a necessidade de se valorizar e encarar seriamente este fenómeno das alterações climáticas, tendo em consideração os avisos dos especialistas e os sinais visíveis que revelam a urgência de se passar à ação, se queremos salvar o Planeta.  

Júlio Norte afirmou que a Bandeira Eco Escola é um motivo de orgulho para a Escola e para toda a comunidade escolar, significando o compromisso de todos na defesa e preservação do Ambiente e da Natureza.

O Município de Mortágua é entidade parceira no projeto Eco Escolas, integrando o Conselho Eco Escolas. Este Órgão integra representantes dos Alunos, Professores e Funcionários, além de representantes do Município e da sociedade civil. O diagnóstico do estado ambiental da escola e a construção de um Plano de Ação(planificação/previsão das atividades nos vários temas de trabalho (Resíduos, Água, Energia), além doutros que a escola pretenda trabalhar, são dois passos fundamentais na metodologia de implementação do programa Eco-Escolas. O tema proposto para 2017/18 não podia ser mais atual e pertinente, será a Floresta.

Isabel Machado, Professora de Ciências Naturais e Coordenadora do Projeto a nível do Agrupamento, referiu que “este galardão significa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo Agrupamento em prol da sustentabilidade e das preocupações com o ambiente”. Servem de exemplos a recolha seletiva de papel e plástico utilizados na escola, que são depois encaminhados para os ecopontos, o tratamento e embelezamento dos jardins e a plantação de árvores nas áreas envolventes aos blocos de aula. Outro exemplo é a recolha de resíduos elétricos, nomeadamente pilhas, lâmpadas e eletrodomésticos fora de uso. O ano passado a Escola Secundária foi o estabelecimento de ensino que mais volume de resíduos elétricos recolheu a nível do distrito, no âmbito do projeto Escola Eletrão. No ano anterior tinha ocupado o segundo lugar do ranking. A escola continua a recolher esse tipo de material, podendo ser entregue na hora (no caso de pequenos volumes) ou através de contacto prévio para agendar o dia e horário (no caso de volumes mais pesados).

Para além da recolha seletiva, a Escola desenvolve ações no âmbito do seu Plano Anual de Atividades que estão relacionadas com o ambiente e também integradas no projeto Eco-Escolas, como é o caso da Feira dos Produtos da Terra, que este ano terá lugar na Primavera. Esta feira pretende promover a sustentabilidade dos produtos locais, e complementarmente, a solidariedade, uma vez que parte da receita das vendas reverte para uma Instituição de cariz social.

O Diretor do Agrupamento de Escolas, Rui Parada, refere a sensibilização e a educação ambiental como principais objetivos deste projeto, que pretende envolver toda a comunidade, incluindo os Pais, os particulares, as empresas. “Nós garantimos o encaminhamento desses resíduos, nomeadamente os eletrodomésticos fora de uso ou estragados, para os pontos de reciclagem”, adianta.









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt