Município entregou Diplomas de Participação no Fim de Semana da Lampantana.

Data: 2016-11-09
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Numa sessão realizada no passado dia 4, a Câmara Municipal procedeu à entrega de Diplomas de Participação aos 12 restaurantes aderentes ao VII Fim de Semana da Lampantana, que decorreu entre os dias 28 e 30 de Outubro.

Segundo dados do Relatório Final de Avaliação, foram servidas 2138 doses de Lampantana, sendo o segundo melhor registo no historial do evento. Estes números baseiam-se nos cupões que foram distribuídos aos clientes, um por cada dose.

O Relatório mostra que 33% dos clientes foram provenientes de fora do concelho, com uma abrangência geográfica muito dispersa, do Norte, Centro e Sul do país, o que revela uma adesão elevada de visitantes e uma eficaz divulgação do evento.

A grande maioria, 76%, já tinha conhecimento do que é a Lampantana, e portanto vem com o objetivo de saborear um prato que já conhece e ao mesmo tempo passar bons momentos de convívio entre familiares e amigos.

Relativamente à opinião sobre o prato e os restaurantes, a grande maioria dos clientes atribuiu a classificação de “Excelente” e “Bom”. Quanto à forma como tiveram conhecimento do evento, é de destacar que 28% referem que souberam através de “Amigos”, ou seja, há um passar da palavra, com uma grande utilização das novas tecnologias de comunicação, nomeadamente o facebook.

Restaurantes satisfeitos com resultados do evento.

Os representantes dos restaurantes fazem uma avaliação positiva do evento. “Correu muito bem, servimos mais doses do que o ano passado, e o tempo também ajudou bastante”, referiu Hugo Gomes, do Restaurante “A Floresta”. Segundo Hugo Gomes, este evento constitui uma mais-valia para os restaurantes: “o movimento cresce sempre um bocado, acho que mexe com os restaurantes a nível geral”. Carlos Duarte, do restaurante ”Lanchonete”, fez também um balanço positivo: “Correu bem, talvez até melhor do que o ano passado”. Sobre a importância do evento, disse, “há sempre um acréscimo de negócio, um movimento maior do que o habitual, e por causa da Lampantana”.

Aida Martins, do restaurante Aldeia Sol, por sua vez, referiu: “Correu bem, mais ou menos dentro das nossas expetativas, talvez ligeiramente melhor do que o ano passado”.

Ivone Pereira, do restaurante A Roda, também mostrou-se agradada: “Correu muito bem, ainda foi melhor do que o ano passado. Tivemos sempre a casa cheia, todos os dias, e se não servimos mais foi porque não tínhamos mais espaço”.

De um modo geral, os restaurantes fazem uma avaliação positiva do evento, que se traduziu num maior afluxo de clientes e num acréscimo significativo de negócio, o que consideram particularmente importante nesta época baixa.

Para além da entrega dos diplomas, esta sessão serviu também para divulgar o cupão vencedor, sorteado entre todos os cupões recolhidos e preenchidos pelos clientes. O cupão saiu a Mário Gomes, residente em Vale de Açores, que vai receber como prémio uma caixa de vinho da série especial “Lampantana”.

À semelhança de anos anteriores, o Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, aproveitou este momento para agradecer a participação dos restaurantes e fazer um balanço final do evento, mostrando-se muito satisfeito. Com base nos dados do Relatório de Avaliação, destacou os indicadores que mostram que houve um aumento de doses servidas em relação ao ano passado e que a maioria dos restaurantes aumentou as suas vendas. Estes números ganham ainda mais significado, vincou, tendo em conta que o evento decorreu num fim de semana muito animado e preenchido em termos de eventos.

“Acho que estão todos de parabéns, o grande mérito dos resultados obtidos é sem dúvida dos restaurantes aderentes, do seu trabalho, da sua dedicação”, afirmou, destacando ainda “o profissionalismo, o esmero, com que todos receberam os nossos visitantes e ao mesmo tempo promoveram este prato e o concelho de Mortágua”.

Por outro lado, manifestou a abertura e disponibilidade da Câmara Municipal para apoiar outros eventos que os restaurantes entendam desenvolver, ficando em cima da mesa a possibilidade de se realizar um evento gastronómico com base na tradição do borrego, havendo um consenso de que a Páscoa será a altura ideal para levar a efeito esse evento, uma vez que é um prato habitualmente associado a esta época festiva.

 

 

 

 

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt