Município promoveu Workshop de Fotografia orientado pelo fotógrafo profissional Pedro Martins

Data: 2016-03-08
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Decorreu no passado fim-de-semana (5 e 6) um Workshop de Fotografia, promovido pelo Município de Mortágua.

O Workshop contou com 15 participantes, na sua grande maioria pessoas que se dedicam à fotografia como amadores, autodidatas, mas que em comum partilham a paixão e o gosto por esta arte.

A orientação do Workshop esteve a cargo de Pedro Martins, fotógrafo profissional freelancer, Além de formador certificado, Pedro Martins é fotojornalista da Global Imagens, que trabalha com jornais como o Diário de Notícias, Jornal de Noticias, sendo também colaborador freelancer do jornal Público, da National Geographic - Portugal e de outras revistas, bem como da empresa Landscape, que promove viagens temáticas por todo o Mundo. A fotografia de natureza e de viagens é a temática onde tem desenvolvido mais projetos.

É orientador de workshops e passeios fotográficos, colaborando com as empresas: Aventuris (Mortágua), Trilhos de Ideias e A2z-Adventures. Colabora em termos de imagem com várias empresas, como Play me, Naturtejo, BBZ, Circulo de Leitores e Ydreams entre outras. É fotógrafo premium do banco de imagens Upicstock e ainda autor das imagens no livro: Geopark Naturtejo_ 600 milhões de anos em imagens.

A formação ministrada, num total de 10 horas, teve uma componente teórico-prática. Na vertente teórica, realizada na Biblioteca Municipal, foram fornecidos alguns conhecimentos e dicas sobre o equipamento informático, nomeadamente as objetivas, flash, tripé, monopé, cabeças e filtros; bem como noções sobre a luz e a exposição, composição de imagem; técnicas de fotografia.

Pedro Martins referiu que a formação permite “despertar nas pessoas o interesse que já tenham com a fotografia ou venham a ganhar após esta formação, e aprofundar algumas temáticas, no sentido de melhorar as imagens que as pessoas já fazem ou vão fazer quando saírem daqui”.

Hoje em dia, com a fotografia digital, as pessoas têm a tarefa facilitada, porque podem ver a fotografia, corrigir, aplicar efeitos, fazer experiências. Segundo Pedro Martins, a prática, a tentativa e erro, seguida de correção, é a melhor aprendizagem que se pode ter, dando o seu próprio exemplo quando começou na fotografia. “ É a melhor forma de aprendizagem e depois o conjunto de técnicas que podemos vir a desenvolver, para melhorar aquilo que é o nosso desempenho e crescermos enquanto fotógrafos profissionais ou amantes da fotografia”.

Nos seus workshops Pedro Martins faz questão de inserir sempre uma vertente prática, com saídas para o terreno, de forma que as pessoas possam pôr em prática os conhecimentos adquiridos.

“No terreno percebemos melhor as dificuldades e que há fatores que vão interferir diretamente com a imagem, sendo que luz é um dos elementos mais importantes”, diz. Além disso, permite a quem está a dar formação, acompanhar o que estão a fazer, dar dicas para melhorar, fazer sugestões em termos de utilização de determinado tipo de equipamento ou acessórios, por exemplo o uso de tripé, filtros.

No primeiro dia a componente prática foi preenchida com uma saída pela zona urbana da Vila, enquanto que no segundo dia privilegiou-se o espaço natural, a paisagem, com saídas para o Parque Verde, Ribeira da Fraga em Vila Moinhos e aldeia da Tojeira.

 

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt