Projeto Municipal “Da Escola, Agarra a Vida” promoveu Sessão de Técnicas de Procura Ativa de Emprego

Data: 2016-02-16
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Realizou-se no passado dia 12, no auditório da Escola Básica de Mortágua, uma Sessão de Técnicas Ativas de Procura de Emprego, dirigida a alunos do 12º ano. A sessão foi promovida pelo Projeto Municipal “Da Escola, Agarra a Vida”, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Mortágua, e dinamizada por dois quadros da empresa Randstad, uma multinacional especializada na área dos Recursos Humanos.

Aos alunos foram transmitidos alguns conselhos e algumas ferramentas que os podem ajudar a ter sucesso na sua procura de trabalho, uma vez chegado o momento de tomar essa decisão. Nessa procura deve ser tido em conta o conhecimento pessoal (em termos de qualidades, motivações e interesses do próprio), o conhecimento do mercado trabalho em termos atuais e de perspetivas de evolução futuras, e o conhecimento das técnicas de procura de emprego.

Face ao fenómeno do desemprego que atinge a sociedade portuguesa, a divulgação destes conselhos e destas ferramentas ganham uma acuidade acrescida.

Entre outros conselhos, foi dito aos alunos que não devem autolimitar-se em termos de opções, antes devem estar adaptados à realidade atual, que valoriza sobretudo as competências, referiu Liliana Ferreira.

O domínio das competências resulta da conjugação de três dimensões: conhecimentos, atitudes e habilidades.

Os alunos ficaram também conhecer as ferramentas que podem utilizar na procura ativa de emprego, que incluem a Internet, os Jornais, os Centros de Emprego, os Gabinetes de Inserção Profissional, as Empresas de Recrutamento e Seleção e de Trabalho Temporário, entre outros meios.

Um dos assuntos abordados foi a elaboração do currículo e as “regras básicas” que devem ser observadas na sua elaboração. “ O currículo é a vossa imagem, a vossa apresentação, como pessoa e como profissional, por isso devem perder algum tempo a fazê-lo, sem pressa, e ter algum cuidado com os dados a mencionar”.

Foi salientado que a informação a incluir na elaboração do currículo deve ter em conta o tipo de oferta de emprego. Daí que nalguns casos possa e deva mesmo ser incluída, além da informação base, outros dados que podem ser pertinentes ou relevantes para aquela função, por exemplo, domínio de línguas estrangeiras, participação em ações de voluntariado, entre outros.

Os alunos foram também esclarecidos sobre as diferenças entre um currículo e uma carta de apresentação, sendo esta última mais direcionada para aspetos mais pessoais como traços de personalidade e competências. A carta de apresentação é uma carta mais pessoal do que profissional, onde se transmite uma maior profundidade de conteúdo.

Por último, foram transmitidos alguns conselhos sobre a forma como se devem orientar e comportar numa entrevista de emprego. Foi-lhes transmitida a ideia de que a entrevista deve ser sempre preparada para que haja mais hipótese de sucesso. Além da comunicação verbal, deve-se dar especial atenção à comunicação não-verbal, em termos de gestos, expressões e imagem. Parafraseando a célebre frase de Max Gehringer, foi sublinhado que “uma boa entrevista de emprego é 10% de improvisação e 90 % de preparação”.

No final dois alunos foram convidados a simular uma entrevista de emprego, tentando aplicar os conselhos deixados na sessão.

No próximo dia 22 tem inicio a “Semana das Profissões”, uma das atividades regulares do Projeto “Da Escola, Agarra a Vida”, inserida na vertente da Orientação Escolar e Profissional. A presença de um “Painel de Profissionais” e Visitas de Conhecimento às empresas Planalto Beirão, Interecycling e Laboratórios Basi, e à Barragem da Aguieira, são algumas das ações a desenvolver e que vão envolver alunos do 8º, 9º e 12º anos.

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt