Executivo Municipal assinalou 1º ano de mandato com visita a Empresas e Instituições do concelho

Data: 2014-10-28
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


O Presidente da Câmara e restante Executivo efetuaram no passado dia 24 uma visita a empresas e instituições do concelho, com o objetivo de assinalar o 1º ano do mandato.

O roteiro abrangeu empresas ligadas a diversas áreas da atividade empresarial, como farmacêutica, cerâmica, ambiente e fileira florestal.

A primeira empresa a ser visitada foi a Labialfarma, empresa do setor farmacêutico, situada na Felgueira. A Labialfarma é o maior empregador do concelho, com cerca de 300 postos de trabalho, e exporta produtos farmacêuticos diretamente para 39 países.

Para responder ao crescimento e internacionalização, a empresa lançou-se na ampliação da unidade industrial, decorrendo atualmente as obras de terraplanagem. A Câmara Municipal está a apoiar a nível das acessibilidades.

O Presidente do Conselho de Administração destacou também a vertente social da empresa. Para além do apoio social às famílias e distribuição de kit escolar aos filhos dos funcionários, a empresa começou a disponibilizar apoio à maternidade e vai reforçar brevemente essa vertente social com a oferta do almoço a todos os funcionários.

  

Seguiu-se a visita a várias unidades situadas no Parque Industrial Manuel Lourenço Ferreira.

Na visita à empresa farmacêutica FHC, o Presidente do Conselho de Administração deu conta dos projetos futuros do Grupo em Mortágua, que passam pela instalação de uma nova unidade no Parque Industrial, para o que necessitam de uma área de 60 mil metros quadrados, e pela aquisição dos lotes de duas empresas que se encontravam inativas no Parque Industrial.

Durante esta visita, o Presidente da Câmara teve oportunidade de dar a conhecer, em traços gerais, o plano de expansão do Parque Industrial.

O Grupo FHC está presente em mais de 20 países, sendo o maior exportador nacional para os PALOP, e nos próximos cinco anos prevê aplicar em Mortágua 20 milhões de euros.

O Executivo Municipal visitou outras unidades empresariais situadas no Parque Industrial, que se encontram em franca expansão.

A Ceragés, unidade industrial de produção de artigos de uso doméstico em grés fino, emprega 160 trabalhadores e exporta praticamente 100% da produção, nomeadamente para países da América do Norte, Europa e Ásia.

A Flameart, que se dedica ao fabrico de equipamentos de aquecimento a lenha e pelets, começou a laborar com 7 trabalhadores, contando atualmente com 13 postos de trabalho. Esta empresa trabalha em articulação com a C&A-Chama, que atualmente exporta o produto final para Espanha, França, Grécia e Brasil.

A Recypolym, uma empresa que se dedica à reciclagem de polímeros, tem registado um crescimento sustentado. No espaço de tempo de cinco anos, subiu de dois para 16 trabalhadores, adquiriu instalações próprias e aumentou a capacidade de produção instalada. O ano de 2014 mantém a tendência de crescimento, quer de produção quer de faturação.

Foram ainda visitadas duas das maiores empresas da região na área florestal, a Abílio Alves e a Aguieira florestal. O Presidente da Câmara informou que o Município, em colaboração com um Departamento da Universidade de Coimbra, está a trabalhar num projeto de investigação na área do eucalipto, que poderá ser da maior importância para o futuro florestal do concelho.

O programa do dia terminou com uma visita a Santa Casa da Misericórdia de Mortágua. O Executivo Municipal foi recebido pelo Provedor e membros da Mesa da Instituição. O Provedor fez um ponto da situação atual da Instituição e alertou para a questão do envelhecimento populacional e a necessidade de se criarem respostas ao nível dos cuidados paliativos. Referiu também os projetos futuros, destacando a ampliação do Lar.

O Presidente da Câmara salientou as boas parcerias existentes entre Município e a Santa Casa, nomeadamente ao nível do fornecimento de Refeições Escolares, ATL e Creche, e reafirmou a vontade de dar continuidade ás mesmas.

E salientou a importância que o chamado setor da Economia Social tem hoje no concelho, não só em termos de ação social mas também de empregabilidade, lembrando que as IPSS`s do concelho, no seu conjunto, empregam cerca de 250 pessoas.

Em jeito de balanço final deste dia, o Presidente da Câmara afirmou: “Quisemos sentir o pulsar das empresas, ouvir os empresários, conhecer as suas preocupações e necessidades, mas também as suas ideias e projetos”. E adiantou: “ Um autarca tem de se sentir satisfeito e motivado, quando ouve empresários a dizer que as suas empresas estão a crescer, a exportar para novos mercados, que estão a ampliar instalações ou a projetar essa ampliação, que têm intenção de criar mais postos de trabalho. Em quase todas elas há perspetivas de crescimento e até de internacionalização”

E não são as únicas com perspetivas de crescimento: “A Vidraria de Mortágua já apresentou um projeto para ampliar as suas instalações e está agora a entrar no mercado externo, a Sociedade Agrícola Boas Quintas vai construir uma nova unidade em Mortágua onde vai centralizar todo o processo de produção de vinhos até ao embalamento, e há outras empresas que já pediram lotes no Parque Industrial e que inclusive vão mudar a sua sede para Mortágua”, adianta.

“É também gratificante ouvir os empresários dizer que estamos a corresponder às expectativas. No fundo estamos a cumprir o que prometemos no programa que apresentámos a sufrágio, que iríamos ser uma equipa a trabalhar lado a lado com as empresas e com os empresários do concelho. A porta do meu gabinete está sempre aberta para os receber, se não for na hora, é ao outro dia, porque o sucesso das empresas é bom para o concelho”, afirma. E enfatiza: “Não há emprego sem empresas”.

O Presidente da Câmara aproveitou as reuniões com os empresários para reafirmar a colaboração e disponibilidade permanente do Município para ajudar as empresas a ultrapassar dificuldades e a concretizar os seus projetos de crescimento, para que o concelho seja cada vez mais competitivo à escala global.

Os empresários felicitaram a iniciativa do Executivo Municipal e reafirmaram a vontade de trabalhar em conjunto no sentido de vencer os desafios do futuro.

Devido a constrangimentos de tempo, não foi possível neste dia visitar todas as empresas e instituições previstas, o que irá acontecer ao longo dos próximos meses.









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt