“LER O PASSADO GEOLÓGICO NAS ROCHAS DE MORTÁGUA…”

Data: 2014-06-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Integrado nas Comemorações dos 500 anos do Foral de D.Manuel I, o Município de Mortágua, em colaboração com o Agrupamento de Escolas, vai realizar um passeio Geológico nas Rochas de Mortágua.

A paisagem constitui um museu natural no qual o passado de uma região é contado nas montanhas, nos vales, nas planícies, nas rochas acessíveis à observação…

Venha conhecer de perto, através de um passeio científico, a história geológica de Mortágua e descobrir os acontecimentos que modelaram as paisagens de hoje. Para nos ajudar a “ler” e interpretar as marcas deixadas pela dinâmica da Terra contamos com a presença do Prof. Doutor Pedro Dinis, do Departamento de Ciências da Terra, da Universidade de Coimbra. Nesta nossa viagem iremos desvendar segredos que as rochas da nossa terra encerram e recuar no tempo mais de 500 milhões de anos.

PROGRAMA

10 JUNHO | 9:15 Concentração na Praça do Município

9:30 | Saída

14:00 | Almoço partilhado no Parque Verde

18:00 | Chegada

PERCURSO

Mortágua (Largo do Município) Barragem da Aguieira Pedras Negras Moura-Sula Cruz Alta Aeródromo Barreiros de Mortágua Falha Verim-Penacova Mortágua (Largo do Município).

> PARAGEM 1 | Barragem da Aguieira

Observação de (meta) grauvaques do Complexo Xisto-Grauváquico que foram depositados há cerca de 550 Ma (Precâmbrico terminal), nos contrafortes da barragem da Aguieira.

 

> PARAGEM 2 | Pedras Negras

Observação de corneanas que resultaram do metamorfismo de contacto no bordo de intrusões graníticas, próximo do limite entre os concelhos de Mortágua e Santa Comba Dão.

 

> PARAGEM 3 | Moura-Sula

Interpretação da associação da Bacia Carbonífera do Buçaco com a falha Porto-Coimbra-Tomar há cerca de 300 Ma.

 

> PARAGEM 4 | Cruz Alta

Observação de uma das estruturas mais importantes da Península Ibérica: A falha Porto-Coimbra-Tomar.

Oportunidade também para ver os Quartzitos Armoricanos, dobrados em sinclinal, cujas características mecânicas influenciaram a evolução geomorfológica da região durante o Cenozóico, e os Grés do Buçaco com forte silicificação.

 

> PARAGEM 5 | Aeródromo de Mortágua

Observação de unidades equivalentes dos Grés do Buçaco (mas sem as silicificações que caracterizam a unidade na região do Buçaco) que se associam a um arrasamento do relevo num período em que Portugal se encontrava a menor latitude e o clima era muito mais quente e húmido. O resultado deste arrasamento foi uma área tendencialmente aplanada de onde se ergueram, em particular, os relevos quartzíticos.

> PARAGEM 6 | Barreiros de Mortágua

Observação de sedimentos argilosos na bacia de Mortágua aos quais tem sido atribuída uma idade miocénica.

 

> PARAGEM 7 | Falha Verim-Penacova

Observação da falha Verim-Penacova, que condicionou o desenvolvimento da bacia de Mortágua e de outras bacias cenozóicas para NNE de Mortágua.

 

Inscrições no site de Mortágua em www.cm-mortagua.pt.

 









Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt