Marchas Populares coloriram e animaram a Praça do Município

Data: 2013-07-02
Fonte:


A Praça do Município foi palco no passado dia 28 de um espetáculo de Marchas Populares, com a participação de seis grupos, cinco dos quais do concelho.

O espectáculo inseriu-se no programa “Noites de Verão”, tendo o Município lançado mais uma vez o desafio às associações do concelho para um trabalho coletivo. Este ano, no âmbito da programação para o mês de julho e aproveitando a época dedicada aos Santos Populares, foi sugerido um desfile de Marchas Populares.

Os seis grupos desfilaram desde o Centro de Animação Cultural até à Praça do Município, onde se apresentaram garbosamente perante centenas de pessoas.
O tema da apresentação era livre, mas as tradições socioeconómicas e culturais de cada freguesia foram dominantes, como ficou bem ilustrado nas letras das músicas, adereços e roupas utilizadas.

A confeção das roupas e as coreografias, foram da autoria dos próprios grupos, tendo o Município oferecido o tecido para os acessórios. As letras das músicas eram originais, sendo nalguns casos adaptações de músicas conhecidas da canção popular. Os arranjos e o acompanhamento musical das apresentações esteve a cargo da Filarmónica de Mortágua. O coro permanente era composto por elementos do Rancho Folc.“Os Unidos”, Rancho Folc. “Os Camponeses do Freixo” e do Centro Cultural da Marmeleira.

O primeiro grupo a desfilar veio de Vale de Paredes, integrando também elementos do Freixo, Caparrosinha e Almaça. Os arcos decorados com peixes aludiam à sua localização ribeirinha e ligação ancestral das suas gentes ao rio. «Somos da aldeia de Vale de Paredes/Terra de lindos cravos e rosas/Temos altas pontes e bela barragem/ E as nossas ruas todas airosas», dizia a letra, que invocava ainda a sua capela dedicada a Nª. Srª. da Paz.

Vale de Mouro, Sobrosa e Anceiro desfilaram com o tema da «ceifa» e recriaram até na coreografia uma malhada, com recurso ao mangual, como se fazia antigamente na eira.
«Vale d’Mouro, Sobrosa e Anceiro /Terras de boa lavoura / Entre leiras e espigueiros /Marcham os trabalhadores; Dança a seara ao sol /dança de noite e de dia / dança a Marcha de Espinho /A mostrar sua alegria», assim rezava a letra.

A Marmeleira escolheu como tema os “Moleiros”, numa alusão aos vários moinhos existentes na freguesia e que outrora tinham muita atividade, fornecendo a farinha com que se cozia o pão em casa, no forno de lenha.
O grupo integrava elementos da Marmeleira, Caparrosa, Lourinha de Cima e Vale de Açores.
«Uma espiga de milho dourada / Cheira bem, cheira a farinha /Uma espiga de trigo ceifada /Cheira bem, cheira a farinha / O moleiro que no burro passa / A padeira que ergue o grão / Cheiram bem porque cheiram a massa /A massa tem cheiro, a forno e a pão», podia ouvir-se no refrão.

Felgueira e Vila Moinhos apresentaram o tema dos “Resineiros”, com os elementos vestidos a preceito e transportando os utensílios tradicionais desta atividade que no passado teve grande importância na vida económica do concelho, dado o predomínio que havia do pinheiro bravo.
“Felgueira nasceu /Vestiu-se de céu /E do verde dos pinheiros /Já se fez mulher /E hoje o que ela quer /É mostrar os resineiros; Quando, antigamente/Tão arduamente/Colhiam sua resina/Agora já não/É só recordação/Que para sempre domina», versava a letra.

A Marcha do Rancho Folc.“Os Unidos” de Mortágua constituiu um hino à beleza da Vila de Mortágua, comparada a uma mulher bela e formosa, sempre alegre e sorridente. «Mortágua linda Mortágua / Como tu não há igual /És para mim a mais bela / Das terras de Portugal; Mortágua Mortágua/Vila antiga e popular/ Com suas canções/ E pinheiros ao luar», dizia a letra.

A última a desfilar foi a marcha oriunda da Pateira de Fermentelos (Águeda), que desfilou sob o tema dos Arraiais Populares. Esta Marcha, já com alguma experiência, impressionou pelos seus 90 elementos e vistosas coreografias, que incluíram até efeitos pirotécnicos.

No final, todos os grupos fizeram uma volta ao recinto para se despedirem do público, que agradeceu uma noite maravilhosa com uma grande ovação, justa e merecida.

Estão pois de parabéns as nossas Associações e todos os participantes, pelo excelente trabalho demonstrado, feito com gosto, dedicação e entreajuda, que além do mais, conseguiu envolver várias freguesias, localidades e associações do concelho.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt