Município aprovou Contas de 2012

Data: 2013-04-24
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua


Exercício de 2012 registou um saldo positivo de gerência de cerca de 6 milhões de euros. Município continuou esforço de contenção de despesas correntes.

Em reunião realizada no passado dia 17, a Câmara Municipal aprovou os Documentos de Prestação de Contas e Relatório de Gestão de 2012.

A análise dos resultados revela que a receita cobrada pelo Município ascendeu a 13.742.594, 99 euros, representando um acréscimo de 3,87% em relação ao exercício anterior. Salienta-se um elevado grau de execução da receita, que no ano de 2012 atingiu os 95,22% relativamente ao orçado. Tal facto deve-se ao rigor orçamental, ao esforço de cobrança de receita e ao cumprimento na íntegra das regras provisionais.

Apesar da redução das transferências diretas do Orçamento de Estado, o Município continua a registar taxas de execução de receita elevadas, contribuindo para tal o aumento da capacidade para gerar receitas próprias, apesar da aplicação de políticas equilibradas nos impostos municipais e na gestão do património. O Município no exercício de 2012 teve um superavit de 75,85%, melhorando assim, a capacidade de autofinanciamento dos investimentos a efetuar no futuro.

A receita total no exercício de 2012 aumentou em valores absolutos 511.870,95 euros, relativamente ao exercício de 2011, tendo por sua vez a despesa total registado uma diminuição em valores absolutos de 501.318,90 euros, o que evidencia bem o esforço da Autarquia no sentido de conter as despesas, em especial as correntes, e por outro lado, demonstra o rigor na cobrança de receita.

À semelhança de anos anteriores, o Município utilizou 471.138,41 euros de receita corrente para financiar despesa de capital. Saliente-se que o Município de Mortágua evidencia uma taxa de cobertura de 99,51% da sua despesa total só com receitas próprias.

Relativamente à despesa, a despesa total decresceu 6,03% relativamente ao exercício anterior, sendo de destacar a redução ao nível das despesas de funcionamento, fruto das políticas de contenção de custos implementada pelo Município.

Assim, o resultado líquido do exercício é de 1.300.391,08 euros.

Da análise económica e financeira, conclui-se que o Município evidencia bons resultados orçamentais, quer corrente, quer de capital, substancialmente superiores ao do exercício de 2011, permitindo assim aumentar o saldo para a gerência seguinte e por conseguinte continuar a demonstrar capacidade de autofinanciamento para investimentos previstos nas GOP`s de 2013 e anos seguintes.

Resultante desta gestão criteriosa, contenção de custos, rigor na cobrança de receita, o Município terminou o exercício de 2012 com um saldo positivo de gerência no valor de 5.995.127,43 euros, que será incorporado (via Revisão do Orçamento) no Orçamento de 2013, reforçando a capacidade de investimento. Deve-se referir que o resultado líquido, e portanto, o saldo de gerência, só não é maior porque o Município, mais uma vez, prescindiu de parte da receita corrente em favor de medidas de apoio às famílias, jovens, empresas e emprego, em consideração à conjuntura económica atual.

O Município revela uma boa saúde financeira, nomeadamente elevados valores de solvabilidade e liquidez, um baixo endividamento líquido, um prazo médio de pagamentos de apenas 5 dias, a que se deve acrescentar um elevado grau de execução orçamental e a continuação de uma gestão rigorosa, que traduzem em conjunto o melhor resultado financeiro dos últimos anos.










Este artigo veio de www.cm-mortagua.pt
https://www.cm-mortagua.pt