Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Feira da Castanha e outros Produtos Regionais

2011-10-31
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Centenas de pessoas visitaram Quilho

A localidade de Quilho acolheu no passado dia 30 (domingo) mais uma “Feira da Castanha e Outros Produtos Regionais”, na sua quarta edição, organizada pela ADESQ - Associação de Desenvolvimento Social Cultural e Desportiva de Quilho.

O Parque de Merendas recebeu muitas centenas de pessoas durante a manhã e a tarde, incluindo muitos forasteiros, um sinal de que este certame já começa a ser conhecido além das fronteiras do concelho.
O Presidente da Câmara Municipal, Vereadores, Presidente da Junta de Freguesia de Espinho, marcaram presença no evento, associando-se a este importante acontecimento na vida da povoação, da freguesia e do concelho.

Este ano os visitantes foram surpreendidos com uma mão cheia de novidades, desde o cunho de “feira à moda antiga”, passando pelo maior número de expositores/vendedores, maior diversidade de oferta de produtos, reorganização dos vários espaços em que se desenrola a Feira.
Pelos diferentes espaços da Feira deambulavam vendedores e figurantes trajados como nos tempos antigos, gaiteiros trajados à época medieval. O Teatro Experimental de Mortágua trouxe algumas personagens da sua peça “O Pecado de João Agonia”. Havia demonstração de profissões já extintas, como o amolador de tesouras, o aguçador de serras.

Um dos espaços era dedicado exclusivamente ao artesanato de várias regiões do País, sendo de destacar a interessante mostra de alguns artesãos e artistas, jovens e menos jovens, do concelho de Mortágua. O mestre Henrique, com a arte da cestaria ao vivo; Renato Rodrigues na criação de inovadores objectos em madeira, cabedal e pedra; a dupla Rita Nobre e Estela Dias, na criação de bijuteria, objectos decorativos e utilitários, com utilização de materiais reciclados.
Estes três jovens representam uma nova geração de “criadores”, fazendo arte com inovação e criatividade.
De referir ainda a presença de trabalhos de artesanato do Centro Social de Quilho e do Centro de Actividades da Sobrosa, ambos da freguesia de Espinho.

Para além das alterações a nível da organização dos diferentes espaços, foram também melhoradas as condições de acesso e circulação de viaturas à zona do Parque de Merendas, com o objectivo de aumentar a área de estacionamento, ordenar e facilitar o escoamento do trânsito, que era uma das principais “dores de cabeça” para a Associação. A Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Espinho, em colaboração, procederam recentemente à abertura de uma circular no final do Parque, que dá ligação a Vila Meã Serra e ao centro da povoação, constituindo agora uma boa alternativa de estacionamento e de entrada e saída de viaturas.



Por outro lado, foi reorganizado o espaço onde se desenvolve a Feira, de forma a poder acolher mais expositores/vendedores e a proporcionar uma melhor circulação dos visitantes. A zona dedicada às demonstrações equestres, passeios a cavalo e póneis, por exemplo, foi afastada para um espaço mais delimitado e apropriado.

Durante a manhã e a tarde, como referimos, foram muitas centenas de pessoas que passaram pela Feira, fosse para almoçar, petiscar, comprar castanha, nozes, avelãs, cereais, pão, doces caseiros, mel, entre tantos outros produtos, ou simplesmente ver o ambiente.

A gastronomia foi outro dos “pratos fortes” da Feira. Ao almoço, os visitantes podiam degustar pratos de sabor tradicional, como sopa da matança, torresmos, rojões, feijoada à moda de Quilho, carne de porco do alguidar. No final do almoço muita gente deslocou-se até à barraquinha das filhós com mel, que juntamente com o café, constituiu o complemento ideal para a refeição.

Ao longo do dia e por diferentes espaços da Feira, a animação foi uma constante, com os gaiteiros e os figurantes a circular entre os visitantes. E a partir da tarde o ambiente animou ainda mais com a actuação da Filarmónica de Mortágua e do popular Ruizinho de Penacova e a sua Banda.
Ao final da tarde teve lugar o já tradicional Magusto, oferecido pela Associação, a todos os presentes, acompanhado com jeropiga.

A “Feira da Castanha” é bem o exemplo de como uma pequena povoação, através da união, dedicação e dinamismo das suas gentes, consegue realizar grandes feitos.





Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade