Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Conselho Municipal de Segurança fez balanço da actividade

2011-10-12
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Plano Operacional Municipal de Defesa da Floresta no "período crítico"

O Conselho Municipal de Segurança reuniu no passado dia 6, tendo como principal ponto da agenda a análise e discussão do relatório anual do Plano Operacional Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, na área do município, relativo ao chamado "período crítico", que vigorou entre 1 de Julho e 30 de Setembro. Este relatório, ainda provisório, constitui um balanço do que foi a actividade operacional desenvolvida ao nível da prevenção e protecção da floresta, nas vertentes da vigilância, detecção, combate, rescaldo e fiscalização, e que envolveram entidades públicas com competências na defesa da floresta contra incêndios e entidades privadas com intervenção no sector florestal.
Um dos principais pilares do programa municipal de defesa da floresta, desde há vários anos, é a vigilância florestal no período crítico. Este ano, mais uma vez, funcionou no terreno um dispositivo de vigilância constituído por 2 equipas do Município, uma equipa de sapadores da Associação de Produtores Florestais, uma equipa da AFOCELCA (Celuloses), uma equipa da Junta de Freguesia de Mortágua, num total de 24 elementos e apoiados por 7 viaturas 4x4 com kit de 1ª intervenção. A distribuição dos meios no terreno foi coordenada pelo Gabinete Técnico Florestal do Município, em função da previsão metereológica, avisos e níveis de alerta.
O Plano Operacional Municipal integrou outros intervenientes e níveis de actuação, designadamente Bombeiros, GNR e meios complementares de apoio das Juntas de Freguesias, Associações Locais e do sector florestal privado.
Durante os três meses (Julho, Agosto e Setembro) foram registadas 18 ocorrências na área do concelho, que no entanto consumiram uma diminuta área florestal, para tanto contribuindo mais uma vez a detecção precoce e rápida intervenção.

Jovens estudantes em férias também participaram no programa de vigilância florestal

No período entre 4 de Julho e 26 de Agosto, o dispositivo municipal de vigilância florestal foi reforçado com a colaboração de 32 jovens, no âmbito do Programa Municipal “JEF - Jovens Estudantes em Férias”, que estiveram integrados nas várias equipas de vigilância a operar no terreno. O programa JEF é um programa ocupacional de férias de Verão que proporciona aos jovens o desenvolvimento acções de carácter cívico, recebendo em contrapartida uma bolsa diária.
A integração de jovens no programa de vigilância florestal contribui para a sua sensibilização e cidadania participativa nas questões da prevenção e valorização florestal, sendo também uma aposta na formação de futuros potenciais candidatos ao programa de vigilância florestal.

Ponte do Chamadouro no IP3 e ponte pedonal de Almaça
também fizerem parte da agenda de trabalhos


Nesta reunião do Conselho Municipal de Segurança foi também abordada a situação da ponte do Chamadouro no IP3, que liga Santa Comba Dão e Mortágua.
Como é do conhecimento público, uma vistoria do LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) detectou problemas estruturais na ponte, que não podem ser resolvidos com qualquer intervenção de reabilitação. O Presidente da Câmara informou que a ponte está a ser objecto de uma monitorização constante por parte do LNEC e que o Município está a acompanhar a situação com toda a atenção.
Informou ainda que já foi tomada a decisão, por parte da Estradas de Portugal e do Ministério das Obras Públicas, de construção de uma nova ponte, ao lado da antiga, cujo processo será dispensado do procedimento de impacto ambiental, por forma a avançar mais rapidamente para a construção.

O Presidente da Câmara deu também conta das diligências efectuadas junto da EDP manifestando a preocupação da autarquia face ao estado evidente de degradação em que se encontra a ponte pedonal de Almaça, também conhecida por “ponte de arame”. A estrutura é da responsabilidade da EDP, tendo sido construída na década de 70, aquando da construção da Barragem da Aguieira. Apesar da Câmara não ter obtido até à data uma resposta oficial face à preocupação manifestada, soube, entretanto, que já foi efectuada uma vistoria aquela estrutura e que está prevista uma intervenção na mesma. O Município espera que a intervenção seja executada com brevidade, dado que está em causa a segurança das pessoas que utilizam aquela passagem.




Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Município agradece a todos os que participaram e colaboraram na Mortágua Viva`20222022-08-17
Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados brilhou na Volta a Portugal 2022-08-16
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Assinado protocolo de adesão da Marmeleira à Rede “Aldeias de Portugal”2022-05-31
Apresentação Oficial do Rali de Mortágua. “Mortágua Arena” promete ser a grande atração da edição deste ano. 2022-04-22
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade