Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Abertura do Centro Educativo e Creche marcou o Dia do Município

2011-06-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Centenas de pessoas conheceram o novo espaço escolar, que vai começar a funcionar no próximo ano lectivo


Mortágua comemorou no passado dia 2 de Junho, o Dia do Município. Á semelhança de anos anteriores a data foi assinalada com a realização de uma Sessão Solene, no Centro de Animação Cultural, com a presença de numeroso público que praticamente esgotou a sala, além de Entidades Civis, Religiosas e Militares locais, Vereadores, Presidentes de Junta de Freguesia e das Colectividades do concelho representadas com os seus estandartes.

Mantendo uma tradição de anos anteriores, neste dia simbólico foram agraciados com a Medalha de Ouro de Bons Serviços duas Trabalhadoras do Município que completaram mais de 20 anos de dedicação ao Município. Também o Movimento Associativo foi homenageado, tendo este ano sido distinguido com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal o Centro Cultural da Marmeleira. Fundado há 50 anos, tem-se destacado na divulgação e preservação do património histórico e cultural da região da Irmânia, constituindo-se como um pólo de animação local e desenvolvimento social da freguesia.
Seguiram-se as intervenções do Presidente da Assembleia Municipal, Acácio Fonseca, e do Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes.

Na sua intervenção, o Presidente da Assembleia Municipal enalteceu o facto do Município ao longo de sucessivos mandatos “manter resultados sempre positivos com as contas bem equilibradas, fruto de uma gestão sábia e eficiente”.
E referiu-se à abertura do Centro Educativo, uma obra que representa o maior investimento público alguma vez realizado no Concelho. “Só por isso justificar-se-ia falar nele, mas não é pelo que ele vale mas sim pelo que ele irá representar no futuro”, afirmou.

E felicitou o Executivo Municipal, na pessoa do Presidente da Câmara, pela edificação da obra, “pois foi ele que se bateu inequivocamente pela sua construção, antevendo pelas suas qualidades de professor e pedagogo os frutos que com o tempo hão-de advir”. E deixou até o desafio: “seria justo que este Centro a ter um nome se chamasse Centro Educativo e Creche Afonso Sequeira Abrantes, pois permitirá simbolizar e eternizar quanto de bom fez ao longo da sua vida de Professor e Autarca pela Educação neste Concelho”.

No uso da palavra, o Presidente da Câmara falou naturalmente da situação económica difícil do País, a qual, afirmou, exige que o Município seja mais selectivo nos investimentos a fazer e nos projectos a apoiar. Lembrou no entanto que Mortágua, em 2009-2010, executou os maiores orçamentos de sempre no valor global de 25,5 milhões de euros, em contraciclo com a situação do país, continuou a aplicar as medidas sociais de apoio às crianças, aos jovens e idosos e abdicou de parte da receita a favor dos munícipes.
Por outro lado, apesar do contexto económico nacional e internacional, lembrou que o concelho de Mortágua tem apresentado, nos últimos quatro anos, taxas de desemprego abaixo da média do Centro de Emprego, da média da região e da média nacional, e elogiou o tecido empresarial do concelho pela forma como tem conseguido resistir à crise.

“Crianças estarão melhor preparadas para o futuro”

Naturalmente que a Educação foi um dos temas fortes da intervenção, referindo a aposta que foi feita neste sector ao longo das últimas duas décadas. “Quando eu cheguei à Câmara havia apenas um Jardim de Infância, que era em Mortágua. Hoje o Pré-Escolar cobre todo o concelho”, O mesmo se verificou no investimento no 1ºCiclo do Ensino Básico, em que o concelho esteve sempre na vanguarda das modernas orientações de política educativa, como aconteceu com a introdução das Novas Tecnologias, do Inglês e da Música, no sistema de ensino.
E deu conta que só no ano de 2010 foram investidos 11 milhões de euros em edifícios e equipamentos educativos, uma área que considerou “é a chave do sucesso das pessoas, das instituições e do município”.
Referindo-se concretamente ao Centro Educativo, afirmou que vai criar os alicerces para construir o futuro das novas gerações e do desenvolvimento do concelho. “Vai permitir mais igualdade de oportunidades de educação e aprendizagem e uma maior sociabilização das crianças, de todas as crianças”, sublinhou, “que estarão agora melhor preparadas para as exigências e os desafios que o mundo e a sociedade actuais lhes colocam”. E referiu algumas das melhorias de qualidade que as crianças vão encontrar no novo espaço escolar: a Biblioteca, os quadros interactivos, as salas de informática, as salas de expressão plástica, os refeitórios, os ginásios. Além de que todos os espaços dispõem de ar condicionado e aquecimento central.
O Presidente da Câmara referiu que o investimento foi elevado porque se apostou numa oferta de qualidade às crianças e por essa razão o Município decidiu ir mais além do que era o modelo financiável pelo Ministério da Educação, tendo incluído um Pavilhão para o Pré-Escolar e uma Creche, ambos totalmente financiados pelo Município, e também mais algumas salas de actividades.

Afonso Abrantes aproveitou ainda a ocasião para prestar pública homenagem a todos os professores primários que passaram pelo ensino no concelho, em condições muito difíceis em comparação com as actuais, recordou, e pediu um aplauso, a que o público correspondeu com uma grande ovação.

“É preciso lutar contra as adversidades, não cair na resignação”, o apelo de Afonso Abrantes

Concretizado o Centro Educativo, é tempo de avançar, olhar para a frente, disse. Nesse sentido falou de novos projectos em que o Município está empenhado e que considera da maior importância para o desenvolvimento do concelho, destacando a ampliação do Parque Industrial (mais de 400 mil m2 de terrenos), que vai exigir um avultado esforço financeiro nos próximos dois anos, “um investimento prioritário para a criação de mais postos de trabalho e fixação de pessoas em Mortágua”.
Destacou ainda o projecto, promovido pela Santa Casa da Misericórdia e com apoio do Município, do Lar Residencial e Centro Ocupacional para Pessoas Portadoras de Deficiência “que vem completar uma geração de equipamentos sociais construídos nos últimos anos”.
E se o Município tem capacidade para executar e apoiar novos projectos e investimentos (numa altura em que a maioria dos municípios está a retrair o investimento por falta de recursos financeiros), tal deve-se, afirmou, “a uma gestão rigorosa dos dinheiros públicos e das prioridades”, que permite ao Município ter hoje uma almofada financeira, de 5,5 milhões de euros, adiantou, garantindo alguma tranquilidade nos próximos anos.

E finalizou com palavras de esperança no futuro, dizendo que os portugueses são pessoas de rija têmpera, lutadoras, trabalhadoras, que já souberam no passado ultrapassar outros momentos difíceis, e também agora, irão conseguir dar a volta por cima e vencer as adversidades. “O que não se pode, é deixar cair os braços, cair na resignação”, avisou, em tom de apelo.

Exposição Sentir a Terra – “Memórias de Escola”

Após a Sessão Solene decorreu a abertura ao público da Exposição “Memórias de Escola”, integrada no Ciclo “Sentir a Terra”, que vem sendo promovido há vários anos, no Dia do Município. Trata-se de uma exposição que retrata a evolução da educação e da escola, a nível nacional e local, desde o início do séc.xx até aos nossos dias. A escolha da temática teve naturalmente a ver com este momento de viragem e transformação em curso no sistema de ensino do concelho, servindo ao mesmo tempo de retrospectiva e elemento de comparação.

Abertura e visita ao Centro Educativo e Creche

Seguidamente procedeu-se à abertura do Centro Educativo e Creche de Mortágua, com a presença de várias centenas de pessoas que quiseram observar por dentro os espaços, os equipamentos e funcionalidades do novo complexo escolar e ao mesmo tempo testemunhar este momento marcante na vida do concelho. O Presidente da Câmara foi o guia da visita, tendo-se ouvido comentários muito abonatórios por parte das pessoas, destacando os espaços interiores amplos e coloridos, os espaços de recreio e desporto, o conforto.
Tratou-se de uma abertura e não de uma inauguração, a qual será feita em data oportuna. O Centro Educativo irá começar a funcionar já em Setembro deste ano, no início do novo ano lectivo.


Galeria de Fotos - *** - Discurso do Sr. Presidente da Câmara


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade