Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



“Diplomacia Económica Local” pretende agilizar investimentos

2010-04-12
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Iniciativa dada a conhecer a Autarcas e Empresários da região CIM - Baixo Mondego

A Secretaria de Estado da Administração Local e a Secretaria de Estado da Reforma Administrativa deram a conhecer a iniciativa “Diplomacia Económica Local”, que visa criar condições favoráveis à fixação de investimentos e ao aumento da competitividade das empresas, nomeadamente através da simplificação de procedimentos administrativos.
No passado dia 9 a iniciativa foi dada a conhecer aos autarcas da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego, na sede desta entidade supramunicipal, situada em Montemor-o-Velho. Mortágua é um dos dez municípios que integram a CIM do Baixo Mondego.

“O Governo teve a iniciativa de lançar esta acção cujo objectivo é fazer com que os autarcas assumam uma papel primeiro no acompanhamento dos empresários e da actividade empresarial no território. A CIM tem perspectivas para este território e o que nós entendemos é que para chegarmos mais longe e mais depressa é preciso caminharmos todos juntos”, referiu o Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro.

A Secretaria de Estado da Reforma Administrativa associou-se também à iniciativa, uma vez que a simplificação administrativa é fundamental para reduzir custos de contexto e aumentar a competitividade. Nesse sentido, a Secretária de Estado referiu que já foram concluídas 750 medidas no âmbito do Simplex, que no seu conjunto permitiram poupar milhões de euros às empresas. “Só três dessas medidas, a certidão permanente, a empresa na hora e a empresa on-line pouparam cerca de 80 milhoes de euros às empresas”, adiantou.
Na reunião os autarcas puderam também expor as suas ideias acerca dos projectos estruturantes para a região da CIM - Baixo Mondego. “Os autarcas têm ideias claras para o seu território, relativamente a tudo o que diz respeito a infraestruturas rodo-ferroviárias, portuárias, logísticas, e que é já uma visão supramunicipal”, enfatizou o Secretário de Estado da Administração Local.

CIM-Baixo Mondego e a AICEP assinaram protocolo de cooperação

Na parte da tarde, já na Figueira da Foz, foi a vez da iniciativa dar-se a conhecer aos empresários da região CIM - Baixo Mondego. A convite do Presidente da Câmara Municipal de Mortágua, um grupo de empresários do concelho, representando empresas com maior volume de negócios, estiveram presentes neste encontro, que culminou com a assinatura de um protocolo de cooperação entre a CIM do Baixo Mondego e a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E.P.E.

O acordo, com a duração de 4 anos, visa criar as condições de colaboração entre a AICEP e a CIM-Baixo Mondego, com o objectivo de desenvolver estratégias de internacionalização e criar condições favoráveis ao investimento directo estruturante na região, nomeadamente através de acções de capacitação económica e de informação às empresas e acções de promoção do território da CIM-Baixo Mondego, como localização empresarial.
Tendo em vista esse objectivo a CIM e a AICEP vão trabalhar em coordenação, estando prevista a criação de um grupo de trabalho conjunto. As duas entidades vão promover troca de informação sobre oportunidades de investimento que a própria CIM proponha, ou os investidores, e a concretizar na região.
A AICEP irá participar no Plano de Acção Baixo Mondego nas áreas de actividade que se articulem com os objectivos da mesma. Através de uma associada - a AICEP Global Parques, a Agência irá por exemplo colocar na ferramenta Global Find toda a informação sobre áreas de acolhimento industrial e logístico existentes nos municípios do território da CIM-Baixo Mondego.

À Secretaria de Estado da Administração Local, no âmbito do acompanhamento dos projectos abrangidos no protocolo, caberá promover diligências ou iniciativas que, pela sua natureza e área de competência governamental, possam contribuir para a agilização dos processos.

A CIM-Baixo Mondego definiu uma estratégia de desenvolvimento para a próxima década, o designado Programa de Desenvolvimento Territorial que sustenta o Plano de Acção “Baixo Mondego 2020”. Um dos eixos estratégicos desse plano passa pela definição do Baixo Mondego como espaço para trabalhar e investir, promovendo o empreendedorismo, a captação de investimentos estruturantes e a dinamização do tecido económico, alicerçada no potencial humano, económico e tecnológico da região.

O Presidente do Conselho Executivo da CIM-Baixo Mondego, Jorge Bento, considerou a jornada de trabalho muito positiva, tendo sido atingidos os objectivos pretendidos. “Abrimos portas no AICEP, que é uma das ferramentas importantes do Estado Português para a captação do investimento”. Segundo o Presidente da CIM, “o mais importante é que os investimentos venham para esta região, independentemente do concelho onde fiquem situados. O que nós queremos é que a região se desenvolva, é esse o espírito da CIM”, frisou.
Afonso Abrantes, Presidente da Câmara Municipal de Mortágua e Vice-Presdente da CIM, destaca a importância dos investimentos supramunicipais, nomeadamente a nível das acessibilidades, para o desenvolvimento da região onde se insere o concelho de Mortágua.
“Estamos num mundo globalizado e a escala dos investimentos ultrapassou a fronteira de cada concelho. O desenvolvimento, a criação de emprego e de riqueza é cada vez mais uma realidade regional, nacional e internacional, porque hoje em dia vemos como os investimentos de deslocalizam entre países e continentes com a maior facilidade”.
E referindo-se à diplomacia económica, afirma: “os autarcas podem, melhor dizendo, devem assumir o papel de “embaixadores” económicos, de incentivadores e parceiros do sector empresarial, contribuindo para a fixação de novos investimentos e ajudando as empresas existentes a crescerem e a internacionalizarem-se. É essa atitude cooperante que também queremos e promovemos”.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade