Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Inaugurado Sistema Integrado de Abastecimento de Água da Associação de Municípios do Planalto Beirão

2009-08-31
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Sistema integrado abastece de água potável cinco concelhos do Planalto Beirão, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão, Tábua e Tondela, e uma população total de cerca de 90 mil habitantes.

Foram inauguradas no passado dia 28 as infraestruturas da Barragem do Paúl e Estação de Tratamento de Águas da Associação de Municípios do Planalto Beirão, concluindo-se deste modo o sistema integrado de abastecimento de água aos cinco concelhos daquela associação intermunicipal.
Ao acto assistiram os autarcas actuais que presidem aos cinco Municípios, bem como os autarcas que originalmente estiveram no arranque do projecto, Governador Civil de Viseu, Vereadores, Presidentes de Junta, Técnicos, responsáveis da empresa Águas do Planalto (empresa concessionária do sistema), entre muitos outros convidados.

A primeira obra a ser inaugurada foi a Barragem do Paúl, localizada em Mosteiro de Fráguas (concelho de Tondela). .
Com uma altura de 27 metros e uma capacidade de 2,4 milhões de m3, esta albufeira recebe água do rio Dinha e da ribeira de Paúl e destina-se exclusivamente ao aprovisionamento de água potável. A jusante da Barragem situa-se uma Estação Elevatória que debita um caudal máximo de 900m3/hora.
De seguida procedeu-se à inauguração da Estação de Tratamento de Água. Com capacidade para tratar cerca de 14.000m3 de água, é gerida com recurso a um sistema de telegestão de controlo e comando. O espaço integra ainda o edifício-sede das Águas do Planalto, S.A.
Falando para os convidados e Comunicação Social, o Administrador das Águas do Planalto, António Ferreira, referiu que “estas infra-estruturas representam um passo seguro na promoção, valorização e bem-estar das populações“ e agradeceu publicamente a todos os autarcas, técnicos e empresas que estiveram envolvidos no desenvolvimento deste projecto intermunicipal. E destacou: “estes cinco municípios têm hoje o privilégio de serem proprietários de direito de uma obra ao nível do que melhor existe no sector do abastecimento de água para consumo humano”.

Na qualidade de anfitrião, coube ao Presidente da Câmara Municipal de Tondela, Carlos Marta, falar em nome dos cinco autarcas e municípios que realizaram o projecto.

Na sua intervenção evocou os Presidentes de Câmara que estiveram na base do projecto ( três deles ainda estão em funções), dizendo: “mostraram determinação, competência, ambição e visão estratégica, ao decidir construir um grande e estruturante projecto de abastecimento de água pública para cerca de 90 mil habitantes”. E acrescentou: “Foi uma decisão muito importante, foram aliás pioneiros num projecto com estas características e com esta dimensão. Andaram à frente de todos os outros, se o não tivessem feito, tal como está a acontecer com outros, estariam hoje obrigados a aderir ao sistema das Águas de Portugal com muitos mais custos para as populações. Até aí poucos foram aqueles capazes de arriscar e tomar uma tão difícil decisão”.

O processo de construção do sistema integrado foi longo e difícil, com vários atrasos pelo meio. Em 1999 foi apresentada a primeira candidatura ao Fundo do Coesão. Apesar do apoio não ter sido aprovado, as obras avançaram por conta e risco da Associação. As obras viriam a ser interrompidas em meados de 2002 e retomadas em finais de 2003, após a aprovação de nova candidatura aos fundos comunitários. O projecto acabaria por obter um financiamento de 22.575..443 euros do Fundo de Coesão, tendo o investimento dos cinco municípios sido de 15.657. 757,61 euros.
“É com grande alegria que vimos, finalmente, concluído este projecto, de que se podem orgulhar aqueles que decidiram e se empenharam no seu desenvolvimento”, afirmou Carlos Marta. E falando em nome dos cinco autarcas, concluiu, “temos boas razões para estarmos felizes e de parabéns. Cumprimos a nossa missão de serviço público”.


Afonso Abrantes foi um dos cinco autarcas que esteve na base do lançamento do projecto, em 1996, juntamente com Atílio dos Santos Nunes (Carregal do Sal), Ivo Portela (Tábua), Orlando Mendes (Santa Comba Dão) e Tenreiro da Cruz (Tondela). Sobre este momento refere: “para estes cinco autarcas foi quase uma obra missionária, porque era um desafio imenso, um investimento gigantesco, mas acreditávamos todos que este era o único caminho possível para resolvermos de uma vez por todas os problemas que todos os concelhos tinham com o abastecimento de água às suas populações, especialmente na época do Verão”. Olhando agora para trás, como balanço final, diz “ sentimos mais do que nunca o significado da palavra autarca, que é o de servir as populações, contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida”.
Afonso Abrantes destaca ainda a parceria e cooperação entre os cinco autarcas à volta deste projecto, apesar de oriundos de Partidos Políticos diferentes. “Houve sempre um espírito de união e congregação de vontades e esforços, não só neste caso do abastecimento de água, como já antes tinha acontecido com o sistema integrado de gestão dos resíduos sólidos urbanos, onde também fomos pioneiros. Soubemos sempre pôr de parte essas diferenças, porque colocámos em primeiro lugar as pessoas, os munícipes, e penso que somos um exemplo a seguir”, enfatizou.

.
Na altura do início do projecto era Presidente do Conselho de Administração da Associação de Municípios do Planalto Beirão, Tenreiro da Cruz, ex-Presidente da Câmara Municipal de Tondela. Recorda: “Foi um processo único no País, de tal forma que na altura a própria lei não permitia este tipo de concursos, não estava previsto na lei, porque era uma concessão com concepção, construção e exploração do sistema, mas o Tribunal de Contas aprovou”. Apesar das dificuldades a vontade de concretizar a obra era enorme, “de tal maneira que não havia certeza nenhuma de financiamento e andávamos a lançar a obra”.
E realça a cooperação dos cinco municípios: “Quando começámos com o tratamento integrado dos lixos éramos também os mesmos cinco Municípios, que é também um sistema que pertence à Associação de Municípios do Planalto Beirão”. Frisando: “Os autarcas, independentemente de serem de vários Partidos, têm de pensar primeiro nas populações. O dono desta obra é o povo, são as populações”. Para Tenreiro da Cruz as vantagens deste sistema integrado face aos sistemas isolados que existiam anteriormente, são inegáveis. “Com o sistema anterior era impossível ter água em quantidade e qualidade. Basta ver o sistema de tratamento que aqui está, que é uma coisa impressionante”.
O investimento de 40 milhões inclui um conjunto de infraestruturas de raiz: a Barragem do Paúl, o Açude da Levadinha, a Estação de Tratamento de Águas, a conduta de derivação açude-barragem, a Estação Elevatória da Albufeira-ETA, novos Reservatórios, ainda 170 km de condutas adutoras, remodelação das redes existentes, sistema de controlo de qualidade da água, aquisição de terrenos, reposição de pavimentos.
De referir é ainda o facto das captações que já existiam, antes deste sistema integrado, vão manter-se em serviço, funcionando como solução alternativa ou de reforço em caso de necessidade.





Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Rali de Mortágua vai decidir o Campeão Nacional de Ralis.2021-10-26
Mundiais de Pista. Ciclista Iúri Leitão sagrou-se Vice-Campeão do Mundo na prova de eliminação.2021-10-25
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade