Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



I Feira da Castanha e Outros Produtos Regionais

2008-11-04
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Associação de Quilho organizou

Constitui um êxito a “I Feira da Castanha e Outros Produtos Regionais”, realizada no passado dia 2, no Parque de Lazer de Quilho e organizada pela Associação local. A Feira foi inaugurada pelas 12 horas, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes, Vereador Júlio Norte, Presidente da Junta de Freguesia de Espinho, Nélson dos Santos, e representantes dos Órgãos Sociais da Associação. Um dia solarengo de São Martinho contribuiu para que centenas de pessoas visitassem a Feira para almoçar, adquirir produtos ou simplesmente ver o ambiente.
No polivalente desportivo do Parque estiveram montadas bancas com produtos locais, onde se poderia adquirir pão, mel e doces caseiros, cebolas, feijão, azeitonas, o típico Bolo de Páscoa, filhós, velhoses e coscoréis, para além da castanha.
Ao almoço os visitantes tinham à sua disposição sopa de pedra, feijoada, rojões, febras na brasa, pão caseiro, vinho e água-pé servida em púcaros de barro. O parque funciona também como parque de merendas, estando equipado com mesas e bancos de pedra. É de resto um local muito agradável, envolto em frondoso arvoredo, destacando-se os enormes carvalhos e o riacho que divide as duas margens do parque, ligadas por uma ponte de madeira.



A presença de um grupo de cavaleiros vindos da região de Aveiro, os passeios de charrete pela povoação, a animação de um grupo de concertinas, criaram um ambiente muito atractivo, que serviu de complemento à feira.
A adesão de público foi muito grande, ao longo do dia passaram pela feira centenas de pessoas, vindas de todo o concelho e até de fora, nomeadamente Anadia, Figueira da Foz, Matosinhos.
Entre os visitantes encontrámos duas pessoas conhecidas do Futebol português, o treinador da Naval 1º de Maio, Ulisses Morais, e o seu Adjunto Fernando Mira.
“A castanha foi o mote para a iniciativa. Porque lembrámo-nos que somos talvez a zona do concelho onde há mais castanha em abundância. A castanha é toda de cá”, referiu-nos Mário Esteves, um dos organizadores e membro da Associação.

Mário Esteves realça a envolvência da população neste evento: “isto só foi possível dada a boa harmonia e a boa colaboração de todos, de toda a população, e ao apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Espinho, que nos apoiaram desde a primeira hora”.
E refere que a ideia foi juntar “a vertente social e cultural, e ao mesmo tempo possibilitar que as pessoas possam escoar os seus produtos”.
Em jeito de balanço final, diz: “Para primeira vez foi extremamente agradável, correu muitíssimo bem, foi também um incentivo muito grande para a Associação mas sobretudo para todo este povo. A ideia é continuar e gostaríamos muito que este evento tivesse um âmbito mais alargado, mas para isso temos que pensar noutras estruturas”.


Entre os produtos locais à venda destacava-se o “Bolo de Cornos”, assim chamado devido à sua forma, também conhecido por “Bolo de Páscoa”, um bolo tradicional do concelho de Mortágua. “Eu faço durante todo o ano, mas é mais pela Páscoa que as pessoas fazem, para dar às famílias, aos amigos, pôr na mesa. É uma tradição da nossa terra”, referiu-nos Mabilia de Almeida, natural de Quilho.
“Hoje cosi uns 30 pães e 12 bolos de Páscoa. É tudo feito no forno de lenha”, contou-nos Vilma Seabra, 62 anos, natural da povoação.
O pão de trigo tem também associada uma tradição local: a massa é marcada com o sinal da cruz e benzida quando é levada ao forno.

O artesanato esteve representado pela arte do linho e da cestaria. Numa das bancas estavam expostos os artefactos que eram utilizados antigamente na confecção do linho: a dubadoira, a roca, a tasquinha, o cortiço, o sarilho, o cedeiro.
“Estes panos de linho eram utilizados nas merendas, nos almoços, era o que se usava nos cestos e cabazes que levavam as refeições antigamente. Este pano aqui tem mais de 70 anos, é de cor crua, é o linho mais antigo”, explicou-nos Maria de Lurdes Almeida.


O senhor Henrique, natural de Macieira, mostrou a arte da cestaria ao vivo. Agricultor e artesão, trabalha o vime desde os 14 anos. “Eu gosto disto e as pessoas também precisam. São os poceiros para a azeitona, os cestos para a lenha, pão, fruta. E tenho um filho que também já faz”, contou.
Segundo as palavras do Presidente da Câmara, esta é uma iniciativa muito válida. “Eu tenho que felicitar a Associação e toda a população de Quilho, porque deram aqui um grande exemplo de mobilização, colaboração, e puseram de pé uma iniciativa que tem pernas para andar, que pode naturalmente ser ainda maior e melhor, mas temos que reconhecer que para primeira vez deixou uma boa imagem e o número de pessoas que passou por esta feira foi significativo. As minhas palavras só podem ser de incentivo, para que continuem com esta dinâmica. Nós precisamos de um associativismo activo e com ideias novas, hoje tivemos aqui um exemplo disso mesmo. Pela nossa parte estamos abertos a novas iniciativas e sobretudo aquelas que ajudem a promover as nossas terras e os nossos produtos locais”. E finaliza: “Parabéns aos organizadores”.





Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade