Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Alunos assistiram ao “Auto da Índia: aula prática”

2008-11-04

Pelo Grupo de Teatro “ A “Escola da Noite”

Cerca de 200 alunos do Ensino Básico, Secundário e Profissional, assistiram no passado dia 31, no Centro de Animação Cultural, à representação da peça “Auto da índia: aula prática”, pelo Grupo de Teatro “A Escola da Noite”, de Coimbra.
O espectáculo, promovido pela Câmara Municipal, teve duas sessões, uma à tarde para o público escolar e outra à noite para o público em geral.
Este espectáculo, que é já a 10ª produção vicentina do Grupo, tem uma clara vertente pedagógica, pois foi concebido a pensar especialmente no público escolar, considerando que o estudo do autor faz parte dos conteúdos programático de ensino, designadamente na disciplina de Português.
O espectáculo é constituído por três partes. Antes da representação propriamente dita, é feita uma contextualização da época, vida e obra de Gil Vicente, relembrando que foi uma época muito especial, de transição da Idade Média para o Renascimento, das descobertas marítimas, em que circulavam novas ideias, novos costumes, novos povos, novos linguajares. Vê-se teatro nas celebrações religiosas, nas festas populares e em certas ocasiões na Corte.
É também nesta época que começa a formar-se a língua portuguesa, destacando-se do castelhano. Nesta parte introdutória da peça os alunos repetem com os actores algumas palavras e expressões que eram uso corrente na época, como biscoutar (era pão torrado, cozido duas vezes para aguentar o tempo da viagem) cativo (apaixonado), mesura (cortesia), asinha (depressa), ledo (alegre), bom mandado (boas notícias).


No final da peça os espectadores conversam de uma forma informal e desafiante com os actores, fazem comentários, colocam questões, tiram dúvidas.
Em palco estão 4 actores e o cenário assenta numa única peça polissémica (uma caixa) que é o centro de todo o enredo, a casa de Constança, talvez a primeira personagem feminina no teatro vicentino.
Mais do que uma peça teatral, esta aula prática sobre Gil Vicente é uma forma criativa de captar a atenção e interesse do público escolar e jovem para um autor que muitas vezes não é compreendido. “Muitos jovens acham piada a algumas expressões, mas acabam por achar que estudar Gil Vicente é uma chatice, porque é escrito no português antigo”, explica António Barros, um dos responsáveis pela encenação.
E uma peça de teatro ou alguns dos seus momentos, diz, pode ser um excelente pretexto para ensinar História, Literatura, Língua Portuguesa, sem que os alunos achem que os textos são maçadores ou desinteressantes. Pelo comportamento dos alunos durante a sessão, a atenção e o silêncio com que seguiram a peça, está aqui um bom exemplo de como estudar Gil Vicente afinal pode não ser a tal “chatice”, mas pelo contrário, algo de muito atractivo e estimulante.
Gil Vicente é uma figura central para se compreender a sociedade do século XVI, ele trouxe a cultura, o gosto e sabor popular para o Teatro e para a Corte. “Era um grande conhecedor da época e da sociedade em que vivia. Gil Vicente fez o maior fresco daquela época e sem Gil Vicente provavelmente não saberíamos muita coisa do que era a vida social das pessoas naquele tempo. E juntamente com Camões e Bernardino Ribeiro teve um papel fundamental na formação da língua que utilizamos hoje. Pela primeira vez, no Auto da Índia, surge uma peça em que a maioria do texto já é em português”, referiu-nos António Barros.
O Auto da India, a primeira farsa vicentina, aborda de forma satírica o tema do adultério como consequência das viagens dos Descobrimentos.



Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Iniciada a construção do Parque Canino junto aos passadiços da ribeira da Fraga2021-09-24
Arrancou novo ano letivo com a maioria dos alunos já vacinados2021-09-20
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade