Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Jardins de Infância e Escolas do Concelho comemoraram o Dia Mundial da Criança

2008-05-29
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Sob o lema da defesa da Floresta



O Dia Mundial da Criança em Mortágua foi comemorado sob o mote da Floresta e do Ambiente. A data foi assinalada no dia 30, sexta-feira, aproveitando o normal funcionamento dos estabelecimentos de ensino, dado que o dia oficial da efeméride, dia 1 de Junho, este ano coincidiu com um domingo. As actividades de educação e sensibilização ambiental envolveram 530 crianças do Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico, numa iniciativa da Câmara Municipal.

Inicialmente estas actividades estiveram programadas para se realizarem ao ar livre, na zona dos Calvos, mas tendo em conta as condições atmosféricas durante o mês de Maio, decidiu-se pelo Centro de Animação Cultural e Pavilhão Municipal. De forma alternada, entre a manhã e a tarde, as crianças iam passando por um e outro equipamento, visitando e participando nos ateliers e actividades lúdico-pedagógicas que lhes tinham sido preparadas.

No Centro de Animação Cultural assistiram à construção de moinhos de vento, em papel, e ouviram explicações sobre como funcionam os relógios de sol. Estes relógios ainda hoje se podem encontrar nas fachadas de Igrejas e eram utilizados antigamente pelas pessoas para medir as horas à falta de relógios mecânicos. A sombra de um ponteiro projectada pelo Sol, dava indicações para medir o tempo ao logo do dia (a sombra crescia até ao meio do dia e decrescia à medida que este se esgotava, com a aproximação da noite). Era deste modo que as pessoas organizavam as suas actividades diárias, o que dependia de haver ou não Sol durante o dia.

Ao longo de todo o espaço estavam afixados cartazes com conselhos e dicas alusivos à protecção da Floresta e da Natureza. As mensagens eram bem explícitas: “Cuida da Natureza, Protege a Floresta”, “Não brinques com o fogo”. Explicava-se porquê e como as florestas, as árvores, as plantas, os animais, são importantes na nossa vida.
A história aos quadradinhos do João Cartão retratava o processo que segue o lixo desde que é depositado nos ecopontos até ao destino final.

As crianças foram também sensibilizadas para hábitos alimentares saudáveis. Numa das paredes estavam expostas fotografias ilustradas que mostravam todo o ciclo do azeite, desde a plantação da oliveira, a moagem da azeitona, o engarrafamento, até chegar às nossas mesas. No final desta viagem cada aluno recebeu um pequeno frasco de azeite e um pequeno folheto onde estavam enumerados alguns dos benefícios do azeite para a saúde. Havia também uma roda de alimentos em que as crianças ficavam a saber quais os alimentos que devem constar numa alimentação saudável. Todos estes ateliers foram dinamizados por alunos da Escola Secundária no âmbito da Área-Projecto.

A viagem pelos vários ateliers terminava com uma surpresa no exterior. A visita ao interior de um carro de bombeiros. Foi uma experiência única e que gerou enorme entusiasmo nas crianças. Algumas delas vestiram capacete, máscara, pegaram na mangueira, como se fossem realmente mini- bombeiros por instantes.

Depois no Auditório foi representada uma peça de teatro a partir de uma história do escritor José Fanha, intitulada “O dia em que a mata ardeu”. Uma história simples, em jeito de fábula, que alerta para os cuidados a ter nos passeios e pic-nics na floresta, nomeadamente com o uso do fogo.
A história começa com o cenário de uma floresta verde, cheia de vida, árvores e animais, onde reina a alegria. Mas um dia tudo mudou, devido a um descuido de uma família que decidiu fazer um pic-nic na floresta. Deu-se uma tragédia, todos os animais tiveram que fugir, as árvores ficaram destruídas. Quando mais tarde os animais voltaram depararam-se com um cenário negro e desolador. Dois cenários serviram para mostrar as diferenças entre uma floresta viva e uma floresta queimada.

Em simultâneo decorriam outras actividades e jogos no Pavilhão Municipal. Para além dos insufláveis e das actividades gímnicas, realizou-se o jogo da separação do lixo. Numa área do Pavilhão espalharam-se jornais, revistas, garrafas de plástico e de vidro e as crianças tinham que recolher os resíduos e separá-los em caixas de diferentes cores que improvisavam ecopontos. Foi uma correria e loucura, porque cada grupo queria ganhar, ser o mais rápido a separar os resíduos. No final todos gritaram vitória. E tinham razão, ganharam todos, ganhámos todos nós, porque deu-se mais um contributo para que as futuras gerações vivam num mundo melhor, começando hoje a interiorizar a importância dos valores ambientais.












Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Município agradece a todos os que participaram e colaboraram na Mortágua Viva`20222022-08-17
Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados brilhou na Volta a Portugal 2022-08-16
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Assinado protocolo de adesão da Marmeleira à Rede “Aldeias de Portugal”2022-05-31
Apresentação Oficial do Rali de Mortágua. “Mortágua Arena” promete ser a grande atração da edição deste ano. 2022-04-22
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade