Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice > Educação 



Alunos da Escola Secundária plantaram e apadrinharam oliveiras

2008-04-23
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua
No Dia Mundial da Terra

O Dia Mundial da Terra, que se comemorou no passado dia 21 (terça-feira), foi assinalado na Escola Secundária Dr. João Lopes de Morais com várias iniciativas destinadas a lembrar que o Ambiente é de todos nós e que o Planeta Terra está doente e precisa de ser cuidado, sob pena de pormos em causa a nossa própria sobrevivência.

Durante a manhã os alunos plantaram oliveiras na área envolvente da Escola, tendo cada turma apadrinhado uma árvore: “Cada turma apadrinhou uma oliveira, os alunos comprometeram-se a cuidar da sua árvore durante o tempo em que permanecerem nesta Escola”, contou-nos a Prof Gabriela Pereira. A partir da tarde as actividades multiplicaram-se. Uma sessão sobre produção de cristais artificiais em que o público-alvo foram os alunos do 10ºano e um pedi-paper alusivo a um projecto que a escola está a promover e que visa estimular a plantação da oliveira.

No Polivalente da Escola esteve patente uma Feira de Plantas e Minerais e vários ateliers relacionados com temas ambientais, dinamizados pelos alunos, nomeadamente sobre energias renováveis. Num dos ateliers os alunos podiam aprender a construir e a decifrar relógios de sol, mapas celeste e astrolábios. Num outro eram construídos moinhos de vento, de uma forma muito simples, usando apenas um pauzinho, papel, uma pequena rolha de cortiça e um pino para segurar. Alguns alunos do 10º ano da área de Ciências fizeram demonstrações de como se produz gel de cor, denominado pega-monstros, usando água destilada, cola, borex e corantes.


Outro atelier era dedicado à reciclagem e reutilização dos materiais. Três jovens docentes mostraram como os mais diversos e inimagináveis materiais podem virar... artigos de moda!. Sacos de plástico, matrículas de carros, cartazes de espectáculos, cortinas das casas de banho, luvas de cozinha, pacotes de leite ou de sumo, são transformados em malas de mão e artigos de bijuteria. Não é preciso ciência, basta ter uma tesoura, cola, alguns truques de bricolage e sobretudo imaginação, e de repente temos a “última moda” em carteiras de senhora... Curiosamente, nenhuma das docentes tem ligações académicas ou profissionais com a área do Ambiente ou das Ciências da Natureza, mas a áreas tão diferentes como a Matemática e Português. “Começámos a fazer algumas coisas e a vender nas lojas de artesanato reciclável. As pessoas gostaram e decidimos continuar. Depois criámos um bloque com fotografias dos nossos artigos e começámos a ir a feiras onde se vendem materiais reciclados”, contou-nos Sandra Jorge, Professora de Matemática, residente em Coimbra.
Segundo esta docente há muita gente a fazer coisas incríveis com materiais que normalmente deitamos para o lixo, incluindo lojas especializadas em produtos reciclados. “Acho que não tem só a ver com a originalidade dos produtos, as pessoas começam a perceber a importância das questões ambientais, há outra filosofia de vida”, diz.

A tarde terminou com uma sessão teórica e pratica sobre os benefícios do azeite, apresentada por confrades da Confraria do Azeite da Cova da Beira, sediada no Fundão. Esta iniciativa está relacionada com um projecto dos alunos do 10º e 12ºA da Escola que concorreram ao “Prémio Ciência na Escola”, com um projecto intitulado - “Em busca da Terra Perdida ou à Descoberta do nosso património científico”, - que tem justamente como tema central a oliveira. “É um projecto virado para o exterior, para a comunidade, o que nós queremos é sensibilizar as pessoas para os benefícios do consumo do azeite na nossa saúde, promovendo a plantação da oliveira que é até uma árvore característica da nossa região”, explicou-nos a Profª.Margarida Figueiredo, Coordenadora deste projecto.

A finalizar o programa, à noite, foi exibida uma peça de teatro dinamizada pelos alunos, alusiva à Terra e ao Sistema Solar, houve observações astronómicas e finalmente a actuação do Coral Juvenil Silvia Marques, que integra vários alunos da Escola Secundária de Mortágua.



Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Município assegura Creche gratuita a partir deste ano letivo2022-09-13
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Festa de Natal da Escola Básica veio até à “Vila Natal”2019-12-17
Homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen. Crianças do Ensino Básico assistiram ao espetáculo “Para Ti, Sophia”, numa produção da ACERT.2019-05-09
Semana Europeia do Desporto Escolar em Mortágua 2022-09-30
Câmara Municipal reuniu com restaurantes aderentes ao XIII Fim de Semana da Lampantana2022-09-29
Novo Reservatório reforça abastecimento de água às povoações da Sobrosa e Vila Meã da Serra2022-09-26
Lançado concurso para a nova Praça de Táxis 2022-09-26
Município fixa IMI na taxa mais baixa e devolve totalidade da participação no IRS. Famílias com filhos beneficiam ainda de dedução em sede de IMI 2022-09-26


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade