Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice > Educação 



Escolas do 1º Ciclo receberam “mala pedagógica“

2008-02-21
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua
Crianças descobrem o território
de uma forma lúdica e divertida



Promover uma aproximação das comunidades educativas do 1º Ciclo do Ensino Básico ao território, proporcionando o conhecimento dos seus recursos e potencialidades, estimulando, simultaneamente, a assimilação de atitudes e a concretização de comportamentos tendentes à sua compreensão, valorização e preservação. Estes os objectivos gerais do Projecto “Região Solidária – Imagens da Minha Terra, Perspectivas do Meu Futuro”, apresentado no passado dia 19, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mortágua.

A apresentação decorreu durante uma sessão que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Afonso Abrantes, Coordenadora Executiva da ADICES, Regina Lopes, Presidente do Agrupamento de Escolas de Mortágua, Teresa Alexandra, Professores e Convidados. Tratou-se de uma apresentação formal do Projecto aos professores do 1º Ciclo do Ensino Básico de Mortágua, uma vez que o mesmo já era do conhecimento dos responsáveis do Agrupamento de Escolas.

Na mesma sessão procedeu-se à entrega de um “Kit” a cada escola do Agrupamento de Mortágua, constituído por um conjunto de materiais didácticos, que servirá de base ao desenvolvimento do Projecto no meio escolar.


O Presidente da Câmara Municipal felicitou a ADICES pela iniciativa, saudando também o interesse do Agrupamento de Escolas em torno deste projecto. Afirmou que a aposta no 1º Ciclo do Ensino Básico é de fundamental importância para o futuro do nosso desenvolvimento e por isso é assumido como uma prioridade do Município. “Investimos muito na Educação ao longo destes anos e vamos continuar a fazê-lo, porque sabemos que esse é o caminho certo, que é a base de todas as políticas de desenvolvimento. Hoje, mais do que nunca, estamos concentrados no investimento no capital humano, nas pessoas, na sua capacidade de criar, transformar, inovar, melhorar”, disse.

O Projecto agora apresentado dá continuidade a uma iniciativa pioneira da ADICES, iniciada em 1995. Nessa altura a Associação lançou o projecto “Imagens do Desenvolvimento na Infância”, destinado às crianças do 1º Ciclo dos 4 concelhos da sua zona de intervenção. Nesse projecto inicial, que envolveu 3681 crianças, era-lhes lançado o desafio - “Como vês a tua terra no presente e como pensas que será no futuro?’’. Desta forma dava-se voz às crianças, a possibilidade de expressarem, através de desenhos e textos, as suas representações e expectativas em relação ao território em que vivem. Foi simultaneamente um projecto de animação e de reflexão.
Em 1999 houve uma segunda fase desse mesmo projecto, desta vez com os Jardins de Infância, que envolveu cerca de 4500 crianças. Os trabalhos dos alunos foram reunidos e analisados e deram origem a livros, jogos, cadernos, posteriormente distribuídos pelas escolas.

Agora dá-se início a uma terceira fase do Projecto, mas com algumas diferenças relativamente às duas fases anteriores. Em primeiro lugar, por proposta da ADICES, o Projecto alargou-se a mais sete Associações de Desenvolvimento Local da Beira Litoral, envolvendo agora 40 municípios e um universo total de 884 escolas e 36.299 alunos. No caso específico da zona de intervenção da ADICES, que é constituída por 4 Municípios (Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela), estamos a falar de 74 escolas e um universo de 2.325 alunos. Os Municípios e os Agrupamentos de Escolas integram a parceria.
Em segundo lugar, a iniciativa passou a ter outro formato, permitindo novas formas de abordagem e intervenção das escolas sobre a temática do território, mais dinâmicas, interactivas e duradouras, como nos explicou Regina Lopes, da ADICES. “Considerámos nesta fase que tínhamos que produzir materiais mais perenes, que ficassem na escola, que tivessem mais autonomia na sua aplicação, reforçando também os seus objectivos.”
Em terceiro lugar, o Projecto tem objectivos muito concretos ao nível da identidade do território “O nosso objectivo é fazer com que as crianças conheçam bem o território e por outro lado desenvolvam todas as questões associadas à cidadania”, adianta.



Cada “Kit” ou “mala pedagógica” é constituída por 4 ficheiros de actividades, 4 jogos de tabuleiro com os respectivos cartões de jogo, 4 jogos de paisagens, 4 exemplares do manual electrónico de apoio. Para além disso foram criadas duas mascotes, estando previsto um concurso de ideias para atribuição dos nomes. Cada Agrupamento de Escolas recebeu ainda um jogo de chão, tipo “jogo da glória”, com 8x3 metros de diâmetro e desenhado com imagens da região.

O objectivo é que pouco a pouco, de uma forma lúdica e divertida, os alunos vão conhecendo não só o seu concelho mas toda a região envolvente: os seus recursos naturais, as suas paisagens, o seu património histórico-cultural, a gastronomia, as tradições, estabelecendo a partir desse conhecimento laços de identificação e afecto com o território onde vivem. Não apenas que conheçam o território, mas que a partir daí desenvolvam capacidades, valores, atitudes e comportamentos, de uma forma consciente, crítica, positiva e construtiva, que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento sustentável do território.

Os materiais produzidos estão articulados ou contextualizados com o Plano Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico, podendo ser ensinados quer dentro da componente lectiva, na área disciplinar do Meio Físico ou mesmo de Educação Física (no caso de alguns jogos), quer extracurricular.

Segundo nos referiu Teresa Alexandra, Presidente do Agrupamento de Escolas, este tipo de conteúdos práticos facilita o processo de ensino-aprendizagem. “Os alunos conseguem adquirir melhor os conhecimentos que são transmitidos pelo professor e este por sua vez consegue sensibilizar melhor os alunos para o decurso da aula”. Acrescentando que “os alunos vão fazendo aprendendo, através destes jogos vão aprendendo os conteúdos que os professores querem transmitir, com vantagem para ambos”.





Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Município assegura Creche gratuita a partir deste ano letivo2022-09-13
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Festa de Natal da Escola Básica veio até à “Vila Natal”2019-12-17
Homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen. Crianças do Ensino Básico assistiram ao espetáculo “Para Ti, Sophia”, numa produção da ACERT.2019-05-09
Semana Europeia do Desporto Escolar em Mortágua 2022-09-30
Câmara Municipal reuniu com restaurantes aderentes ao XIII Fim de Semana da Lampantana2022-09-29
Novo Reservatório reforça abastecimento de água às povoações da Sobrosa e Vila Meã da Serra2022-09-26
Lançado concurso para a nova Praça de Táxis 2022-09-26
Município fixa IMI na taxa mais baixa e devolve totalidade da participação no IRS. Famílias com filhos beneficiam ainda de dedução em sede de IMI 2022-09-26


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade