Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Mobilização de Solos

2007-11-07
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

As acções de mobilização de solo que conduzam à alteração de relevo natural ou das camadas do solo arável, e as acções de destruição do revestimento vegetal que não tenham fins agrícolas, dependem sempre de autorização e licenciamento por parte do Município de Mortágua (Decreto-Lei nº 13 9/89 de 28 de Abril).

Para proceder a uma (re) arborização deve o Munícipe apresentar na Secretaria deste Município:

- Requerimento (impresso próprio);

- Certidão matricial do imóvel (Direcção Geral de Impostos);

- Fotocópia do Bilhete de identidade;

- Fotocópia cartão de contribuinte;

- Situar a(s) parcela(s) em carta militar (1:25 000), facultada pelos serviços da Câmara.

Será emitido um parecer técnico e enviado por carta ao requerente. Caso o parecer seja afirmativo, o requerente deverá dirigir-se à secretaria da Câmara afim de licenciar a mobilização de solo.

O processo poderá ser remetido à Reserva Agrícola Nacional ou à Reserva Ecológica Nacional, para apreciação e emissão de pareceres vinculativos, se existirem áreas potencialmente conflituosas com os interesses salvaguardados pelas referidas entidades.

Após o cumprimento destas formalidades poderá o Munícipe efectuar a mobilização de solo para a plantação das espécies florestais.

Para mais informações pode contactar o Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Mortágua, que lhe prestará os esclarecimentos necessários.

Gabinete Técnico Florestal do Município de Mortágua




Regularização de prédios florestais

O D.L. 364/2007 de 2 de Novembro, vem prorrogar por um período de 3 anos a vigência do D.L. 136/2005 de 17 de Agosto, do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, que estabelece medidas de carácter excepcional, tendo em vista a regularização da situação jurídica dos prédios rústicos sitos em áreas florestais.
Assim, os proprietários de prédios rústicos omissos no registo e na matriz predial ou que não tenham a situação registral actualizada, dispõem de um prazo de mais 3 anos para regularizar a situação e beneficiar do regime de excepção previsto pelo citado diploma, nomeadamente, benefícios emolumentares, que se traduzem numa redução dos custos com todo o processo de registro.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Velo Clube do Centro participa pela quarta vez na Volta a Portugal. Prova decorre de 4 a 15 de agosto.2022-08-04
Festa de Encerramento das Férias Ativas`20222022-08-01
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Assinado protocolo de adesão da Marmeleira à Rede “Aldeias de Portugal”2022-05-31
Apresentação Oficial do Rali de Mortágua. “Mortágua Arena” promete ser a grande atração da edição deste ano. 2022-04-22
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade