Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Na freguesia da Marmeleira

2007-08-01
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Inaugurados melhoramentos na área
do Património Rural e do Ambiente

Foram inaugurados no passado dia 29 (domingo) dois melhoramentos integrados num plano de intervenção na Marmeleira, ambos ligados à recuperação do património rural: o Espaço Museológico e o Moinho da Sra. da Ribeira.


As cerimónias de inauguração contaram com a presença de várias entidades oficiais, designadamente o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Afonso Abrantes, Presidente da Assembleia Municipal, Dr. Acácio Fonseca, Presidente da Junta de Freguesia da Marmeleira, Prof.Alberto Rosa Diogo, restantes membros da Junta e da Assembleia de Freguesia. A Associação de Desenvolvimento de Iniciativas Culturais, Económicas e Sociais (ADICES) esteve representada pela Dra. Marisa Cantarinhas e a Direcção Regional de Agricultura do Centro pelo Eng.Jorge Gomes.

A comunidade local também se associou, de forma festiva e em grande número, a estes dois acontecimentos que ficam registados nos anais da povoação daqui para a frente.
A estes juntou-se um convidado especial, o antigo Bispo de Díli e Prémio Nobel da Paz, D.Ximenes Belo, que presidiu à celebração religiosa, realizada no Largo da Capela da Sra. da Ribeira.

O plano de intervenção teve como base uma candidatura promovida pela ADICES (Associação de Desenvolvimento Local) ao Programa AGRIS do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, mais concretamente à Medida 7.1 desse programa (Recuperação e Valorização do Património, da Paisagem e dos Núcleos Populacionais em Meio Rural).
A candidatura foi para uma intervenção de recuperação e valorização do património na freguesia, associando nesse projecto de desenvolvimento a Junta de Freguesia (como entidade pública) e o Rancho Folclórico e Etnográfico “Os Irmânicos” (como entidade privada). O investimento global da candidatura foi de 40.240 euros, comparticipado em 75% por aquele programa AGRIS. A Câmara Municipal deu apoio técnico, logístico e ainda financeiro (24.800 euros), nomeadamente para os arranjos envolventes ao Moinho e Largo da Capela.


A primeira obra a ser inaugurada foi o Espaço Museológico “Zé do Pereiro”, projecto da responsabilidade do Rancho. O nome dado ao espaço, “Zé do Pereiro”, foi uma forma de homenagear um dos fundadores e principais impulsionadores dos “Irmânicos”.
Este espaço está instalado no pavilhão inferior do Centro Cultural e constitui um espaço etnográfico de recolha, preservação e divulgação das tradições e vivências rurais do passado, merecendo destaque a recreação de uma casa do final do século XIX, princípios do século XX, decorada e mobilada com todo o rigor da época, bem como a reconstituição de uma eira.




Criada uma área de lazer na freguesia
Recuperação do Moinho de Àgua e zona envolvente


Terminada esta inauguração, os presentes e entidades oficiais seguiram para outra cerimónia, não muito longe dali, a inauguração do Moinho de Água da Sra. da Ribeira e zona envolvente. Este moinho e o terreno da levada foram doados pelo sr.Aquiles e esposa, tendo a Junta de Freguesia decidido pela sua recuperação.

O moinho encontrava-se em adiantado estado de ruína, teve que ser recuperado numa parte e reconstruído noutra. “Mantivemos a traça, o revestimento em xisto, as mós e os rodízios, a dimensão e a exposição solar do edifício também é a mesma do original. Também aproveitou-se a madeira antiga para as janelas e padieiras das portas”, explicou-nos Alberto Rosa Diogo, Presidente da Junta de Freguesia. O moinho já está a funcionar: “No inicio deste mês já moeu milho e cozemos broa com a farinha saída daqui”, contou.
E adiantou que um dos objectivos da recuperação do moinho é também, no futuro, a sua utilização para fins educacionais e culturais, nomeadamente abri-lo à visita de escolas para que os jovens possam ver “ao vivo“ como é o processo de fabrico do pão. Para além da recuperação do moinho propriamente dito, a intervenção neste local compreendeu ainda toda a zona envolvente ao Moinho, ao Açude e Largo da Capela, com a criação de zonas relvadas, colocação de iluminação de jardim, mobiliário urbano (mesas de merendas, papeleiras), sanitários de apoio, gradeamentos de protecção em volta da ribeira.

Segundo o Presidente da Junta, esta parceria entre a Junta de Freguesia e o Rancho “é natural e saudável”, porque é sinal de que as duas entidades estão empenhadas no desenvolvimento da freguesia.






No acto inaugural o Presidente da Câmara, Afonso Abrantes, enalteceu o esforço, a dedicação e o entusiasmo quer da Junta de Freguesia quer do Rancho na concretização deste projecto conjunto, e sublinhou também o apoio da ADICES e da Direcção Regional da Agricultura do Centro, para além do apoio da própria Câmara Municipal.

Afonso Abrantes destacou nomeadamente a importância cada vez maior de projectos, como este, que valorizam o património rural e natural, dizendo“ Nós já ultrapassámos aquela fase em que a nossa principal preocupação, as nossas prioridades, estavam sobretudo concentradas naquilo que chamamos as infraestruturas básicas, como a água, o saneamento, a rede viária. Porque soubemos gerir bem os nossos recursos financeiros, já passámos a um outro patamar mais elevado do nosso desenvolvimento, em que as prioridades do Município estão já viradas para outras áreas, como são o apoio ao desenvolvimento económico, à iniciativa empresarial, mas também a valorização dos espaços rurais, do ambiente, como fizemos recentemente com a intervenção urbanística na Tojeira”.

Concluindo: “a Junta de Freguesia, o Rancho “Os Irmânicos” e a população da Marmeleira estão de parabéns, porque deram as mãos, uniram-se, e esta parceria de vontades e esforços é crucial em muitas das realizações concretas. A Marmeleira pode orgulhar-se por ter aqui um espaço de lazer e descanso muito agradável, bem concebido, que é não só um cartão de visita da freguesia mas também do concelho”.



Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade