Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Junta de Agricultores de Vila Gosendo modernizou sistema de regadio

2007-01-22
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Com uma extensão de 2,2 Km


A Junta de Agricultores de Vila Gosendo realizou obras de beneficiação do sistema de regadio que irriga a várzea da povoação. O investimento realizado ascendeu aos 40 mil euros e foi financiado a 100% pelo IFADAP (organismo do Ministério da Agricultura). Com uma extensão de 2,2 km, a rede de rega estende-se desde a Farmila até ao fundo da povoação de Vila Gosendo, servindo a maior parte da bolsa de terrenos da povoação.
“O sistema anterior era umas caleiras em madeira, estava muito danificado e foi por isso que decidimos reabilitá-lo”, contou José Besteiros, Presidente da Junta de Agricultores. Explicando que “as águas perdiam-se aí pelas terras e não chegavam cá baixo”.
Na realidade, em vez de beneficiar os terrenos, o que acontecia é que as águas provocavam inundações com alguma frequência, devido ao estado das caleiras, e pelo contrário, acabavam por prejudicar as terras. José Besteiros, Fernando Besteiros e José Ferreira Cordeiro, foram as pessoas da Junta de Agricultores que meteram mãos à obra.
Para a realização da empreitada a Junta de Agricultores apresentou uma candidatura ao IFADAP, com vista a obter o necessário apoio financeiro. O projecto foi elaborado e aprovado, seguiu-se o lançamento do concurso e adjudicação da obra. Pelo caminho houve que resolver questões legais e burocráticas, como licenças, certidões e outros documentos exigidos para se poderem candidatar. A Câmara Municipal desde a primeira hora incentivou, apoiou e acompanhou o desenvolvimento do processo, contribuindo decisivamente para o seu êxito.
Finalmente as obras tiveram início em Outubro e ficaram concluídas no final do mês de Dezembro.
A empreitada de modernização do sistema consistiu na substituição das antigas caleiras de madeira por meias manilhas em cimento. Uma parte, no entanto, foi construída em tubo PVC, porque atravessa uma zona florestal onde não há bocas de rega. A represa de água integrada no sistema de regadio foi também beneficiada. Esta represa foi criada para reforçar o caudal de rega, nos meses mais secos, mas também pode ser utilizada no apoio ao combate a incêndios, se for necessário.
No passado dia 13 de Janeiro e com o objectivo de assinalar a conclusão da obra, a Junta de Agricultores levou a efeito uma confraternização, realizada na Associação de Vila Gosendo. Nesse convívio marcaram presença, a convite da Junta de Agricultores, as várias entidades e pessoas que colaboraram mais directamente no projecto e obra, nomeadamente o Município, nas pessoas do Presidente Dr.Afonso Abrantes e Vereador Eng. Júlio Norte, o empreiteiro da obra e respectivos trabalhadores envolvidos na sua execução e técnicos da DRABL. Esteve também presente o Presidente da Junta de Freguesia do Sobral, José Alexandre Dias, e demais membros da Junta de Agricultores. Como dissemos, foi uma forma simbólica de assinalar a conclusão da obra, ao mesmo tempo um gesto de agradecimento às entidades já referidas, pelo apoio que deram no desenvolvimento do processo e que possibilitou este melhoramento, de grande importância económica para toda a população. Na ocasião, foi justamente salientada a dimensão e importância da obra ali realizada, que vai permitir um melhor aproveitamento do regadio e consequentemente uma maior rentabilização das culturas.
Os terrenos da várzea de Vila Gosendo são muito férteis, produzem quase tudo: batata, feijão, milho, hortícolas. Por essa razão, talvez, se explique que a agricultura seja aqui uma actividade diária das pessoas e os campos estejam maioritariamente cultivados.
Esta obra, para além da melhoria do sistema de rega, veio permitir o funcionamento de vários moinhos de rodízio existentes ao longo do regadio e que estavam parados. Algumas pessoas da povoação continuam a levar o milho ao moinho e a recolher a farinha produzida, com a qual cozem o pão nos fornos tradicionais, nas suas próprias habitações. Dois desses moinhos foram reabilitados há alguns anos atrás mas a falta de água suficiente, pelas razões já apontadas, impedia o seu funcionamento regular. Agora voltaram a laborar como antigamente...




Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Velo Clube do Centro participa pela quarta vez na Volta a Portugal. Prova decorre de 4 a 15 de agosto.2022-08-04
Festa de Encerramento das Férias Ativas`20222022-08-01
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Assinado protocolo de adesão da Marmeleira à Rede “Aldeias de Portugal”2022-05-31
Apresentação Oficial do Rali de Mortágua. “Mortágua Arena” promete ser a grande atração da edição deste ano. 2022-04-22
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade