Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Agosto 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Câmara Municipal e Associação Morpatudos celebraram protocolo para utilização do Centro de Bem-Estar Animal de Mortágua

2021-06-25
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

O protocolo foi celebrado no passado dia 23 entre o Município de Mortágua, representado pelo presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, e a Morpatudos - Associação de Resgaste, Cuidado e Acolhimento de Animais, representada pela Presidente da Direção, Patrícia Silva.

Nos termos do protocolo, a Câmara Municipal compromete-se a ceder à Morpatudos a utilização de uma ala do Centro de Bem-Estar Animal de Mortágua, situado nos Estaleiros Municipais. À Morpatudos caberá a responsabilidade de gestão e conservação da parte do imóvel cedido e espaço envolvente para o prosseguimento dos fins estatutários que desenvolve, que estão centrados na melhoria da qualidade de vida dos animais e na defesa e proteção dos animais errantes, em situação de risco e/ou abandono.

A cedência é a título gratuito e tem a duração de dois anos, renovando-se automática e sucessivamente.

O Centro de Bem-Estar Animal de Mortágua, gerido pelo Município, destina-se ao alojamento temporário de animais errantes (cães e gatos), tendo como finalidade a sua posterior adoção.

O espaço inicial (Canil) foi objeto de ampliação e requalificação, e foi construído um novo pavilhão. Possui 17 celas para canídeos e 2 celas para gatídeos, além de duas celas de quarentena para isolamento de animais por suspeita de raiva. Possui ainda uma cela de maternidade e uma cela de enfermaria (recobro), gabinete de atendimento ao público, gabinete médico-veterinário que assegura os cuidados de vacinação, armazém de ração, entre outros. 

O espaço disponibiliza todas as condições que asseguram o bem-estar animal. Os edifícios têm cobertura com isolamento térmico e ventilação dinâmica (além da ventilação natural), as celas possuem bebedouros automáticos e ligação a uma zona exterior de recreio.

A capacidade máxima de alojamento varia entre 36 e 51 animais, para os canídeos, sendo de 10 para os gatídeos, em função do tamanho e temperamento individual dos animais. Atualmente encontram-se ali alojados 28 animais, de todas as idades.

Lembramos que a entrega dos animais para adoção, é gratuita. Após um processo de avaliação, registo e assinatura de Termo de Responsabilidade, o animal é entregue com as vacinas em dia e a identificação eletrónica (chip).

O presidente da Câmara enaltece o excelente trabalho que tem sido desenvolvido pela Morpatudos, que em perfeita parceria com os serviços do Município têm vindo a resolver as situações que ocorrem de animas errantes, e que já conduziu à adoção de algumas dezenas de animais que, doutra forma, estariam entregues ao abandono, à fome e às doenças.

Júlio Norte salienta que o abandono dos animais, além de um ato desumano e condenável, representa um problema de saúde e segurança pública, e que as pessoas que abandonam os animais não têm consciência do mal que estão a fazer, desde logo aos animais, e dos riscos deste gesto para a comunidade. “Adotar um animal abandonado é um gesto de grande dignidade e bondade por parte de quem o pratica”, afirma. 

A Morpatudos foi oficialmente constituída no dia 7 de Março de 2018, mas a sua história começou muito antes, quando um grupo de pessoas que partilhava os mesmos valores e a vontade de fazer mais e melhor pelos animais abandonados se reunia e organizava de forma a proporcionar-lhes uma melhor qualidade de vida e zelar pelo seu bem-estar. Com meios próprios, dentro das suas possibilidades e limitações, foram ajudando e tornando cada vez mais real este sonho que crescia e ganhava forma a cada final feliz…a cada adoção concretizada.

Os pedidos de ajuda foram aumentando e com eles a constatação, cada vez mais evidente, de que algo mais deveria ser feito. Que o trabalho até então realizado por um grupo de pessoas, deveria ser formalizado e reconhecido institucionalmente. Assim, nasceu a Morpatudos, uma associação sem fins lucrativos, com a missão de proporcionar condições condignas a todos os animais que sejam alvo de abandono e maus-tratos, e promover a sua adoção por parte de famílias que se comprometam a dar-lhes uma nova vida, garantindo a proteção e os cuidados devidos e consagrados na lei.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Obras e Empreitadas 2021-07-28
Varandas do centro da Vila serviram de “palco” a concertos musicais2021-07-28
Apresentação do projeto “Carta Gastronómica da Região”2021-07-23
Instalado marco da EN2 no centro da Vila2021-07-22
Baloiço panorâmico é nova atração no Cabeço do Senhor do Mundo2021-07-22
Joaquim Silva foi Rei da Montanha e das Metas Volantes no GP Abimota 2021-06-07
Ciclismo. Iúri Leitão (Tavfer-Measindot-Mortágua) vence Classificação das Metas Volantes na Volta a Albergaria2021-05-31
Área de Serviço para Autocaravanas, junto ao Parque Verde, já está a funcionar.2021-05-17
Falgaroso da Serra vê nascer projeto de Alojamento Local2020-01-31
Festa de Natal da Escola Básica veio até à “Vila Natal”2019-12-17


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade