Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, inaugurou Parque Fotovoltaico da empresa Pellets Power

2021-03-24
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Foi inaugurado no passado dia 22 o Parque Fotovoltaico da empresa Pellets Power, localizada no Pólo industrial do Freixo.

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e o presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, inauguraram o parque, que tem uma capacidade instalada de 1 megawatt (MW) e representou um investimento na ordem de 1 milhão de euros.

O investimento permite satisfazer 1/4 das necessidades energéticas, representando a 1ª fase do projeto, que visa numa segunda fase atingir a autossuficiência energética da empresa.

Ana Abrunhosa deixou um agradecimento ao Administrador da Pellets Power, Engº Lima Rebelo, que viu a sua empresa ficar destruída nos incêndios de outubro de 2017 e lançou-se na sua reconstrução sem recurso a apoios públicos. “São estes empresários que queremos apoiar e acarinhar, empresários que mesmo em tempo de crise e dificuldades, ganham força para resolver os problemas, não desistem perante as dificuldades e é precisamente nas dificuldades que se erguem, que planeiam continuar a investir. E utilizando recursos naturais que são do território, os valorizam, criam emprego e deixam riqueza”.

Segundo Ana Abrunhosa, a aposta nas energias renováveis é um investimento fundamental para as empresas nos dias de hoje. “Os custos de energia têm um peso muito grande nas empresas e reduzir os custos de produção é fundamental para as empresas se manterem competitivas. Este é o tipo de projetos que temos de continuar a estimular e a apoiar”, disse. Ana Abrunhosa referiu que este é também um investimento importante em termos de “marketing internacional”, na medida em que os clientes valorizam muito que o sistema de produção recorra a fontes de energia limpa. “A empresa já em 2017 tinha planeado executar este investimento, porque também já sentia da parte do mercado esta exigência dos seus maiores clientes. Daí ser também este tipo de projetos que pretendemos apoiar no futuro, que reduzem os custos de produção das empresas e aproveitam um recurso abundante que temos no país, que é o sol”, afirmou. Destacou ainda o facto da empresa ter outros projetos de valorização de subprodutos da floresta, que vão permitir diversificar a oferta, criar produtos inovadores e promover a economia circular.

Adiantou que no âmbito do Ministério da Coesão Territorial estão previstos apoios a investimentos a realizar pelas autarquias nos próprios parques empresariais a nível da produção de energia para autoconsumo.

Ana Abrunhosa deixou uma palavra de agradecimento ao Município de Mortágua, e de um modo especial ao seu Presidente, pelo apoio que dá às empresas do concelho e por reivindicar para o seu território aquilo que deve reivindicar, “como sejam condições para valorizar o seu território, para atrair empresas”.

Ana Abrunhosa destacou o facto de o IAPMEI (Instituto de Apoio a Pequenas e Médias Empresas) ter recentemente distinguido 15 empresas do concelho com o Estatuto PME LÍDER, “o que significa que o território tem conseguido atrair boas empresas”. A retoma da economia tem de fazer-se com o apoio das empresas e também com investimento público, mas frisou que “sem as empresas não teremos fixação nem atração de pessoas para este território”.

O presidente da Câmara, Júlio Norte, destacou o exemplo de empreendedorismo, arrojo e determinação do Engº. Lima Rebelo, que reconstruiu a empresa com os seus próprios meios, lembrando o sentimento de desolação que foi vivido pelo empresário e pelo próprio no dia seguinte ao incêndio. ”O que este empresário fez foi um verdadeiro milagre, só uma pessoa com uma mentalidade forte e um espírito resiliente poderia acreditar que era possível reerguer das cinzas uma empresa desta dimensão. Hoje temos esta empresa novamente a laborar e em pleno funcionamento”. Recordou a visita que Ana Abrunhosa, na altura na qualidade de presidente da CCDRC, fez à empresa logo após essa tragédia, e as palavras de incentivo, ânimo e apoio que deixou ao empresário e ao Município.

Relativamente ao investimento agora realizado, referiu que o mesmo vai permitir que a fábrica seja já em determinadas horas do dia autossuficiente, e sensibilizou a Ministra para a necessidade premente de se reduzir o preço do IVA da eletricidade para as empresas, dos atuais 23% para 6%, “para que possam ser sustentáveis e competitivas”.

Sublinhou o facto de a empresa estar já a preparar uma segunda fase do parque fotovoltaico, que irá permitir ser autossuficiente em termos de consumo energético. Júlio Norte referiu que Mortágua é um concelho verde e um bom exemplo a nível nacional do que é a utilização das fontes de energia renovável, desde hídrica, eólica, geotérmica, biomassa, fotovoltaica. “Temos de olhar cada vez mais para este tipo de energia, até para cumprir as diretrizes comunitárias relativas à sustentabilidade”, disse.

Júlio Norte aproveitou a presença da Ministra para apelar ao apoio do Governo na concretização de um grande objetivo do Município, referindo-se à execução de uma “last mile” de ligação do IP3 à zona industrial, que dê resposta ao crescimento do parque industrial. “Temos mais cinco empresas em fase de instalação, estamos já a avançar para uma segunda fase de ampliação do Parque Industrial, e precisamos desta via de ligação”.

No final, deixou palavras de gratidão e reconhecimento à Ministra Ana Abrunhosa, pela dedicação, empenho e apoio demonstrados enquanto presidente da CCDRC na concretização de vários investimentos executados no concelho, de que é exemplo o Parque Industrial, e particularmente no acompanhamento e apoio à recuperação das empresas e habitações do concelho que foram afetadas pelos incêndios de 2017. “É nos momentos difíceis que vemos os verdadeiros amigos”, afirmou.

A Pellets Power dedica-se à produção de pelets para fins de aquecimento doméstico e energia com base na transformação e valorização de serrim, biomassa e outros subprodutos da exploração florestal.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade