Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



210 anos da Batalha do Bussaco. Mortágua, Mealhada e Penacova vão integrar roteiro europeu dedicado às Invasões Francesas.

2020-09-29
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Foi assinado no passado dia 27, no Museu Militar do Bussaco, o protocolo entre a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) e a Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, que formaliza a integração do projeto transfronteiriço NAPOCTEP (Rotas napoleónicas de Espanha e Portugal), nesta entidade.

O projeto NAPOCTEP une as regiões do noroeste de Espanha (Castilla y León) e do Centro de Portugal (Comunidade Intermunicipal da Região das Beiras e Serra da Estrela e Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra), que foram atravessadas pelas invasões francesas. A CIM- Região de Coimbra lidera este projeto que é apoiado pela União Europeia.

Os territórios dos concelhos de Mealhada, Mortágua e Penacova, onde se travou a Batalha do Bussaco, integram este projeto transfronteiriço que visa transformar o legado das invasões francesas num produto turístico de qualidade e sustentável, capaz de criar riqueza e emprego nas duas regiões transfronteiriças, promovendo e valorizando o denominado turismo militar.

A integração deste projeto luso-espanhol na Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, vai permitir a inclusão das rotas e sítios no “Destination Napoleon”, um itinerário cultural que se estende das portas de Moscovo à costa atlântica portuguesa, e reconhecido pelo Conselho da Europa.

O presidente da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, Charles Bonaparte, que é descendente de Napoleão, deslocou-se a Portugal para assinar o protocolo e participar nas comemorações dos 210 anos da Batalha do Bussaco.

Para assinalar os 210 anos da Batalha do Bussaco, os municípios de Mealhada, Mortágua e Penacova, juntaram-se num programa comemorativo, que decorreu nos passados dias 26 e 27 de setembro, e que incluiu as tradicionais cerimónias protocolares junto ao Obelisco, visitas a locais associados às Invasões e uma conferência subordinada à temática “Invasões Francesas enquanto produto turístico”, com transmissão via streaming na página de Facebook da CIM-Região de Coimbra. Nesta conferência participaram o presidente da Federação e responsável pela gestão do Destination Napoleon, Charles Bonaparte,  Turismo de Portugal, Turismo do Centro, Turismo da Região de Castela e Leão e Grupo de Arqueologia e Arte do Centro.

No concelho de Mortágua o programa decorreu no dia 26, com uma receção ao presidente da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, Charles Bonaparte, no Centro de Interpretação “Mortágua na Batalha do Bussaco”.

O presidente da Câmara Municipal de Mortágua, Júlio Norte, deu as boas vindas ao representante máximo da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, que foi convidado de honra destas comemorações. Entre as entidades ali presentes contaram-se ainda a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno, o Secretário Executivo da CIM-Região de Coimbra, Jorge Brito, o presidente da Câmara Municipal de Penacova, Humberto Oliveira, o Vereador do Município de Mealhada, Nuno Canilho, os Vereadores Paulo Oliveira e Lília Oliveira (Câmara Municipal de Mortágua).

Na entrada do edifício foi descerrada uma placa que fica a assinalar a presença do responsável da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas em Mortágua. Seguiu-se uma visita guiada pelo espaço, durante a qual foram dadas explicações ao convidado de honra sobre os temas e o espólio representados no Centro Interpretativo. No final, as entidades assistiram à exibição de um documentário sobre a 3ª Invasão, produzido pelo Município de Mortágua, que foi premiado em 2018 pela Associação Portuguesa de Museologia.

No final da visita, Júlio Norte e Charles Bonaparte, deixaram uma mensagem no Livro de Honra e proferiram algumas palavras alusivas às comemorações.

O presidente da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, Charles Bonaparte, referiu que era uma honra estar presente nas comemorações dos 210 anos da batalha e frisou que “estamos aqui não só para recordar esse passado, mas sobretudo para olhar para o futuro”, numa alusão ao programa europeu “Destination Napoleon” que pretende valorizar, do ponto de vista turístico e cultural, as rotas napoleónicas. Charles Bonaparte afirmou a sua convicção de que, após a pandemia, as pessoas estarão mais voltadas para o desenvolvimento sustentável e para um novo turismo, que privilegia os meios suaves de deslocação, os recursos e produtos locais.

O presidente da Câmara Municipal de Mortágua, Júlio Norte, deu as boas vindas ao presidente da Federação Europeia das Cidades Napoleónicas, e referiu que o momento complicado que estamos a viver impediu que as comemorações pudessem ter o brilho de anos anteriores e a presença de público. “Há 210 anos tivemos a invasão dos franceses e agora temos a invasão deste vírus que está a mudar as nossas vidas. São duas realidades diferentes e muito separadas no tempo, mas que causam a mesma estranheza e o mesmo impacto negativo nas pessoas, na economia”.

Adiantou que estava prevista a pintura de um segundo mural artístico alusivo às invasões francesas, mas devido às contingências da pandemia e às condições climatéricas, teve de ficar adiado para outra data. 

Júlio Norte sublinhou a importância dos municípios de Mortágua, Mealhada e Penacova passarem a estar integrados na rota europeia “Destination Napoleon”. “É mais um fator de promoção turistica e cultural do concelho e da região, não apenas à escala nacional, mas à escala internacional. O protocolo que foi agora assinado é um marco muito importante para a valorização desta rota, porque vai permitir desenvolver este património e legado como um produto turístico, à semelhança do que já acontece com outras rotas, nomeadamente os Caminhos de Santiago, a Grande Rota do Bussaco, ou a futura Ecovia do Mondego com ligação ao Atlântico”. Júlio Norte referiu que este não é o tempo dos julgamentos históricos e que comemorar o que aconteceu há 210 anos deve servir para homenagear os que sofreram com a guerra, tirar lições e incutir os valores da paz e da cooperação nas gerações mais novas.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade