Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Sinalizado o Caminho de Santiago que atravessa a área do concelho.

2019-08-06
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Começou a ser marcado o itinerário que indica aos peregrinos o trajeto do Caminho de Santiago pelo território do concelho. A sinalização consiste em marcos pintados com setas direcionais de cor amarela (adotadas como símbolo internacional do Caminho de Santiago), sendo uniforme ao longo dos vários concelhos que fazem parte da rede de caminhos que se dirigem para aquele importante centro espiritual.

O Município de Mortágua passou a integrar, no corrente ano, a Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago, sendo um dos membros fundadores.

O itinerário na área do concelho de Mortágua tem uma extensão de 26,2 km. Cruza as localidades de Vale de Ana Justa, Cercosa, Marmeleira, Vale de Borregão, Cortegaça, Vale de Açores, Mortágua, Barril, Vila Nova, Vila Gosendo, Vila Moinhos, Chão Miúdo, Felgueira e Riomilheiro, fazendo ligação a norte ao concelho de Santa Comba Dão e a sul ao concelho de Penacova.

O mesmo itinerário poderá ser aproveitado pelos peregrinos que se dirigem, no sentido inverso (norte para sul) em direção ao Santuário de Fátima.

Está previsto que a antiga escola de Vila Nova seja convertida em albergue e centro de apoio aos peregrinos que utilizem o corredor de Mortágua.

Este investimento insere-se na estratégia de desenvolvimento do território da Região de Coimbra (19 Municípios), que aposta em várias áreas temáticas, sendo uma dessas áreas os “Caminhos da Espiritualidade”, dirigida aos visitantes/turistas e peregrinos que procuram uma experiência espiritual e cultural.

O Caminho Português de Santiago já está certificado como rota oficial, sendo atualmente o segundo mais percorrido para rumar aquele santuário na Galiza.

Mortágua integra outras rotas, como a Grande Rota do Bussaco, Rota da EN2, Rota do Mondego, a Ecovia do Mondego (prolongamento da ecopista do Dão). A inserção nestas rotas permite a promoção e valorização do concelho nas áreas do turismo natural, cultural, patrimonial, militar, religioso, potenciando uma maior atração de visitantes e ajudando a dinamizar as atividades económicas.

O Caminho de Santiago é uma rota milenar seguida por milhões de peregrinos desde o início do século IX, associada à descoberta do sepulcro apostólico na alta Idade Média, em terras da Galiza.

Ainda antes de tornar-se padroeiro da Espanha, Tiago foi um dos doze apóstolos de Jesus. Conta-se que, seis anos após a crucificação de Cristo, Tiago viajou para a Península Ibérica, onde divulgou as ideias cristãs, alcançando a área que hoje é a Galícia. Retornou à Palestina, onde viveu até o ano 44, quando foi decapitado por ordem do rei Herodes Agripa.

Não há certezas quanto à data da descoberta do sepulcro apostólico, mas a maioria das fontes católicas apontam datas entre 813 e 820. A lenda conta que um ermitão do bosque de Libredón, de nome Pelágio (ou Pelaio), observou durante algumas noites seguidas uma “chuva de estrelas” sobre um monte do bosque. Avisado das luzes, o bispo de Iria Flávia, Teodomiro, ordenou escavações e encontrou uma arca de mármore com os ossos do santo e dos seus discípulos. A notícia gerou grande impacto em toda a Europa, dando origem às primeiras peregrinações ao local, onde foi erigida uma capela. Mais tarde, Alfonso III, o Grande, ordenou que fosse erigida uma igreja maior sobre o túmulo, e em 1211 foi concluída a Catedral de Santiago de Compostela, onde supostamente estão depositados os restos mortais do mártir São Tiago.

A partir do ano 1000 as peregrinações a Santiago popularizam-se, tornando-se a cidade num dos principais centros de peregrinação cristã (a par de Roma e Jerusalém); é também nesta altura que surgem os primeiros relatos de peregrinos que viajaram a Compostela.

No século XII é publicado o primeiro guia do peregrino (do Caminho Francês) – o Códice Calixtino (ou Liber Sancti Jacobi) atribuído ao Papa Calixto II, que proclama ainda que quando o dia do Santo (25 de Julho) é num Domingo, esse é um Ano Santo Jacobeu (com especiais bênçãos e privilégios espirituais para os peregrinos).

O Caminho de Santiago, tal como relatado no Códice Calixtino, é em terra o desenho da Via Láctea, porque esta rota se situa diretamente sob a Via Láctea que indica a direção de Santiago, servindo assim, na Idade Média, de orientação durante a noite aos peregrinos. Esta associação deu ao Caminho o nome de Caminho das Estrelas e fez com que a chuva de estrelas seja um dos símbolos do culto Jacobeu, juntamente com a Vieira, a Cabaça e o Bordão.

Para muitas pessoas, percorrer o caminho de Santiago de Compostela é mais do que uma simples peregrinação. É um roteiro místico, uma maratona espiritual, um caminho de transformação interior e de buscas de respostas. Ao longo dos vários “caminhos” que vão dar a Compostela, os peregrinos têm ainda oportunidade de conhecer novas terras, contactar com a natureza, descobrir o património e a história, constituindo uma experiência única e marcante.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Iniciada a construção do Parque Canino junto aos passadiços da ribeira da Fraga2021-09-24
Arrancou novo ano letivo com a maioria dos alunos já vacinados2021-09-20
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade