Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice > Turismo 



Enoturismo. Sociedade Agrícola Boas Quintas e Turismo de Portugal celebraram contrato de financiamento.

2018-03-23
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

 

A Sociedade Agrícola Boas Quintas, Lda. sediada em Mortágua, e o Turismo de Portugal, celebraram um contrato de financiamento resultante de uma candidatura da empresa à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, no âmbito do Programa Valorizar. O Engº Nuno Cancela de Abreu, em representação da Sociedade Agrícola Boas Quintas, e Carlos Abade, Administrador do Turismo de Portugal, assinaram o contrato. O ato decorreu nas instalações-sede da empresa, no passado dia 21, na presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Godinho, da Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, do Presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, do Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, Vereadores, representantes do Turismo de Portugal.

O apoio financeiro destina-se a contribuir para o desenvolvimento e promoção do programa de enoturismo da Sociedade Agrícola Boas Quintas.

O Eng. Nuno Cancela de Abreu, sócio-gerente da Sociedade Agrícola Boas Quintas, referiu que este projeto representa um complemento à estratégia da empresa, no sentido de diversificar a oferta turística e captar novos visitantes, interessados nesta área. “O objetivo é trazer cá as pessoas e dar-lhes uma experiência nova. Queremos que as pessoas saiam daqui agradadas, que levem uma história para contar e que depois essa história seja transmitida a outras pessoas. No fundo, que essas pessoas sejam os nossos embaixadores”.

O objetivo é que os visitantes que chegam à região (Aguieira, Bussaco, Viseu, Coimbra) possam vivenciar uma experiência de enoturismo. “Não é só provar o vinho, também podem-nos acompanhar numa vindima, numa poda, e no interior da Adega podem perceber como é que o vinho se faz, as suas várias fases”. Podem ainda “ser enólogo por um dia”, ou seja, experimentar fazer um lote de vinho e no final da visita levar para casa uma garrafa com rótulo personalizado. É isso que nós queremos, que as pessoas levem daqui uma experiência tão forte que nunca mais se esqueçam”.

Com 25 anos de atividade, a Sociedade Agrícola Boas Quintas registou um forte crescimento nos últimos anos, com a comercialização direcionada sobretudo para o mercado externo, em que 80% das vendas são para a exportação (25 países). Esse crescimento e a necessidade de redefinir o projeto empresarial, levou a empresa a realizar um importante investimento em 2016, com a construção da nova Adega, que funciona como centro logístico de toda a produção e comercialização dos vinhos produzidos pela empresa, oriundos das quintas do Dão e doutras regiões do país.

A Secretária de Estado do Turismo referiu que este era o 12º projeto de enoturismo a ser apoiado no âmbito do “Programa Valorizar”, e o primeiro na região do Dão. Salientou que este programa promove uma “descriminação positiva” nos territórios do Interior, identificando áreas ou produtos que podem ter um desenvolvimento mais rápido. Uma das áreas identificadas foi precisamente o Enoturismo. Com base em recentes dados estatísticos, revelou que “2,2 milhões de turistas procuram uma experiência de enoturismo em Portugal. E destes 2,2 milhões, 70% são estrangeiros”. Segundo Ana Godinho, os vinhos portugueses são um produto que conferem notoriedade a Portugal, estando hoje associados também à paisagem e às experiências de enoturismo. E concluiu: “o enoturismo tem um grande potencial e mercado para crescer”.

O Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, aproveitou a ocasião para felicitar a Sociedade Agrícola Boas Quintas por mais este passo que vem alavancar a trajetória de crescimento e afirmação da empresa e destacou “o trabalho excecional feito nos últimos anos”, que permitiu num curto espaço de tempo passar de uma empresa quase familiar para uma empresa de dimensão considerável, que exporta para os quatro cantos do mundo. E felicitou o Eng.º Nuno Cancela de Abreu, que em boa hora tomou a decisão de voltar às origens e refundar um projeto de família que remonta a finais do século XIX.

O Presidente da Câmara dirigiu em especial agradecimento ao Engº Nuno Cancela de Abreu, que como produtor e enólogo, tem sido “um embaixador extraordinário do nome e da imagem de Mortágua e da região por esse mundo fora”, afirmou.

Para além do contributo em termos económicos, turísticos, e de criação de postos de trabalho, salientou ainda a postura de “responsabilidade social da empresa”, nomeadamente no apoio que tem dado a duas IPSS`s do concelho.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23
Fim de Semana da Lampantana atraiu visitantes oriundos de norte a sul do país2021-11-03
Área de Serviço para Autocaravanas, junto ao Parque Verde, já está a funcionar.2021-05-17
Falgaroso da Serra vê nascer projeto de Alojamento Local2020-01-31
Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados brilhou na Volta a Portugal 2022-08-16
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Velo Clube do Centro participa pela quarta vez na Volta a Portugal. Prova decorre de 4 a 15 de agosto.2022-08-04


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade