Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Coral Juvenil Sílvia Marques prestou homenagem a Fundadores e distinguiu antigos e atuais coralistas, além de diversas entidades

2017-03-30
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

 

As comemorações do 25º aniversário do Coral Juvenil Sílvia Marques encerraram no passado dia 25 com uma Gala Comemorativa, seguida de Missa na Igreja Matriz e um Jantar Comemorativo.

A sessão solene comemorativa, realizada no Centro de Animação Cultural, foi o momento escolhido para prestar público agradecimento e reconhecimento a todos os que têm contribuído para que o Coral Juvenil continue a fazer a sua caminhada e a cumprir o desígnio que presidiu à sua criação: fomentar o gosto pela arte da música, e através dela, promover a amizade, a convivência e a solidariedade. Foi um momento carregado de sentimentos, emoções, recordações, mas também de celebração, de orgulho, num percurso que nem sempre foi fácil, sobretudo nos primeiros anos, mas que criou raízes muito fortes, cresceu e consolidou-se.

Antigos e atuais coralistas, bem como antigos e atuais elementos dos Órgãos Sociais, foram chamados ao palco para receber um diploma simbólico alusivo ao 25º aniversário. Os dois Maestros do grupo, Nuno Garrido e Ricardo Vicente, foram também agraciados. Foram ainda entregues diplomas a Instituições, Associações e Empresas, como reconhecimento do seu contributo e apoio (logístico, material, financeiro) na prossecução dos objetivos da coletividade. Entre as entidades distinguidas contaram-se a Câmara Municipal, a União de Freguesias de Mortágua, Vale de Remígio, Cortegaça e Almaça, Bombeiros Voluntários, Agrupamento de Escolas, Agrupamento de Escuteiros, Rancho Folclórico “Os Unidos”, Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores, Mortágua Futebol Clube, Sporting Clube de Vale de Açores, Casa do Benfica de Mortágua, Associação Felgueirense, Associação Gandarense, Teatro Experimental de Mortágua, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Bairrada e Aguieira, Águas de Penacova.

Vários antigos coralistas subiram ao palco para darem público testemunho da sua passagem, experiência, e vivências no Coral Juvenil, e não foram esquecidas algumas histórias mais divertidas ou os momentos de convívio antes e depois dos espetáculos. Dois atuais coralistas também falaram do que tem sido a experiência no Coral Juvenil. Em comum, todos destacaram o crescimento e enriquecimento pessoal e social, a aprendizagem, o abrir de novos horizontes, o contacto com outros povos e culturas, que foi ou tem sido proporcionado pela passagem no Coral Juvenil. Foram recordadas algumas atuações marcantes, como na Aula Magna, no Casino da Figueira da Foz, na presidência do Conselho de Ministros, os vários concertos em Espanha.

Usaram também da palavra Joaquim Vicente, o atual Presidente da Direção, Ricardo Jorge, e o atual Maestro do Coral Juvenil, Ricardo Vicente. O Maestro Nuno Garrido (ausente na Austrália) enviou uma mensagem, lida por uma antiga coralista, recordando os primeiros passos do grupo, os primeiros ensaios e atuações, os momentos de dor e angústia com a partida da Silvye, mas também o entusiasmo, a força, a fé, a determinação, com que todos quiseram dar continuidade ao seu sonho, em especial o senhor Afonso Lobo. E terminou enviando um caloroso abraço de amizade e de saudade, com o tamanho da distância que separa Portugal daquele continente.

O momento alto foi, no entanto, a homenagem póstuma prestada aos dois fundadores e impulsionadores do grupo. A jovem Silvye, que foi a primeira diretora musical do grupo, e o senhor Afonso lobo, que foi durante largos anos a “alma” do grupo, além de ter integrado os Órgãos Sociais. Mas acima de tudo, era uma presença constante nos ensaios, nas viagens, nas atuações, uma espécie de “avô” para as crianças e jovens coralistas.

Ambos foram recordados com saudade nesta cerimónia e brindados com uma grande salva de palmas, com o público todo de pé.

Ana Tomás, que integrou o grupo desde o início da sua atividade, foi uma das ex-coralistas que deixou o seu testemunho, em jeito de homenagem aos dois fundadores do grupo.

“Afonso Lobo acreditou sempre no sonho. Mais!... Acarinhou e empolgou esse sonho, espicaçou-o, provocou-o… Ajudou a plantá-lo com todos os cuidados, fertilizou-o e defendeu-o de todas as intempéries.

Juntamente com a Silvye, abraçou e acarinhou este projeto tão bonito, cujos anos de vida hoje aqui celebramos. Na rota em que todos estes caminhos se cruzaram, a Silvye presenteou-nos com a música e a magia, o Senhor Afonso, deu-nos o método e a sabedoria. Ambos se entregaram a todos nós, ambos despertaram o nosso gosto pela música e o fascínio pelo belo. Ofereceram-nos a alegria da vida pelos seus sentidos e fizeram de nós pequenos diamantes, polidos com todo o cuidado e carinho.

Como todos os que já observaram muitas luas, o Senhor Afonso sabia que nada se constrói sem disciplina, que o maior dos talentos cai por terra se a ele não acrescer o empenho e a entrega. Mas sabia, também, que a Arte se inflama com Amor… E foi, à sua maneira, amando cada criança, cada canção, cada detalhe deste nosso “Coralinho”, que foi marcando o seu compasso de serenidade, alegria e dedicação.

Apoiou este projeto desde a primeira hora, acompanhou a nossa Silvye em todos os momentos, peleou para que nada nem ninguém o colocasse em causa”.

Dois representantes dos Pais subiram também ao palco e dirigiram palavras de agradecimento à Direção e ao Maestro Ricardo Vicente: “Obrigado por continuarem a plantar e a regar sorrisos nos rostos dos nossos filhos”.

O Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, felicitou o Coral Juvenil Sílvia Marques pelos 25 anos de vida e saudou os atuais e antigos elementos da Direção e demais Órgãos Sociais. Felicitou também a Direção pelo magnífico programa das comemorações, “que proporcionou espetáculos de grande qualidade e momentos memoráveis, de amor, solidariedade, e de uma grande beleza e emoção”. “É para mim motivo de grande orgulho pertencer a um Município que conta com estes jovens tão talentosos, dinâmicos, capazes de criar eventos como aqueles que tivemos o prazer de assistir ao longo deste mês”, acrescentou.

O Presidente da Câmara prestou homenagem a Sílvia Marques, Afonso Lobo e ao Maestro Nuno Garrido, que estiveram na génese e nos primeiros passos do grupo. Júlio Norte referiu que o Coralinho (como é carinhosamente chamado) foi uma bonita história que surgiu de um sonho de uma jovem (Sílvia Marques), detentora de um enorme talento e gosto pela música. “Um maravilhoso sonho” que se materializou no primeiro ensaio realizado em setembro de 1990, nas instalações do Rancho Folclórico ”Os Unidos”, a que se seguiu o Concerto de Natal na Igreja Matriz, naquela que foi a primeira aparição pública do grupo.

Um sonho que no entanto foi interrompido de forma abrupta e devastadora, com o seu desaparecimento precoce. Foi um duro golpe, difícil de suportar, que abalou todo um grupo e toda uma comunidade. E salientou o papel de Afonso Lobo nessa fase tão difícil para todos, afirmando que foi uma pessoa essencial na sua criação e ainda mais na sua manutenção, “pois conseguiu criar força, esperança e espírito de missão junto dos pequenos coralistas e do Maestro Nuno Garrido, que deu continuidade ao sonho de Sílvia Marques”.

Segundo Júlio Norte, a decisão tomada pela Direção, em 1994, de dar o nome de Sílvia Marques ao grupo coral, foi uma bonita e justa homenagem.

O Presidente da Câmara saudou os vários Presidentes da Direção e outros elementos diretivos que estiveram na primeira linha do grupo, como António João Lobo, Joaquim Vicente, José Joaquim Lobo, Marília Jorge, Maria Isabel Pereira, Susana Melo, António Pimentel, até ao atual Presidente da Direção, o jovem Ricardo Jorge, bem como outros colaboradores, que se tem dedicado de corpo e alma a esta causa.

Júlio Norte saudou, de uma forma especial, a presença de ex-coralistas, hoje já adultos, que estando espalhados por vários pontos do país, fizeram questão de regressar a Mortágua para partilhar e viver estas comemorações, o que demonstra toda a gratidão e o significado pessoal que teve a passagem pelo Grupo. Deixou também uma palavra de apreço para os Pais, afirmando que foram e têm sido uma “pedra basilar neste projeto”, com o seu apoio e acompanhamento constantes.

As palavras finais foram dirigidas aos jovens coralistas: “Nunca abandonem este sonho. Vocês têm o mundo inteiro nas vossas mãos, agarrarem-no com toda a força, e com a vossa música e a vossa alegria sejam capazes de o tornar mais bonito e com mais magia. Da minha parte terão sempre ao vosso lado “um amigo””.

A Gala Comemorativa foi abrilhantada pelo grupo “Cordas Partidas” e com a interpretação de temas de música portuguesa e estrangeira, por antigos e atuais coralistas.

No final da cerimónia, todos os atuais e ex-coralistas, bem como os Pais, foram convidados a subir ao palco para cantar o tema “Um Amigo”, o hino do Coral Juvenil.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade