Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt


Mensagem do
Presidente


 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
agosto 2022


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Fórum florestal de Mortágua com a presença de especialistas nacionais e espanhóis

2016-06-01
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Realizou-se no passado dia 28 mais uma edição do Fórum Florestal de Mortágua. A iniciativa, promovida pelo Município e integrada mais uma vez no programa da Expomortágua, registou a presença de cerca de duas centenas de participantes, entre produtores, empresários, técnicos, representantes de associações, ligados à fileira da floresta, além de representantes das duas principais indústrias de celulose (ALTRI e The Navigator Company).

Pela primeira vez, o Fórum Florestal internacionalizou-se e contou com a presença de especialistas vindos de Espanha, que trouxeram o seu testemunho sobre a experiência e a realidade no país vizinho.

Na abertura dos trabalhos, o Presidente da Câmara Municipal, Júlio Norte, saudou todos os participantes, oradores e moderadores convidados, e dirigiu uma saudação especial aos “amigos espanhóis”. E salientou a importância do Fórum para a valorização da floresta e da fileira florestal, nomeadamente através da troca de conhecimentos e experiências entre os dois países.

Noutro sentido, partilhou a sua preocupação face a uma possível alteração legislativa que venha a travar a plantação do eucalipto, aludindo à pressão política de alguns partidos ou movimentos, ditos ecologistas.

O Presidente da Câmara criticou “posições fundamentalistas ou radicais” e afirmou que há preciso desmistificar as ideias preconcebidas ou sem qualquer fundamento relativamente a esta espécie.” Muitas das pessoas que criticam não conhecem a realidade ou percebem pouco ou nada de floresta, incluindo alguns Deputados da Nação”, opinou, deixando o repto para virem conhecer a realidade da floresta do concelho de Mortágua.

Segundo Júlio Norte, “ há espaço próprio para os sobreiros, para os carvalhos, e há também espaço próprio para os eucaliptos”, como é o caso de Mortágua, que possui solos com excelente aptidão para esta espécie.

E apontou como exemplo o projeto Forest for Future que junta em parceria os municípios de Mortágua, Vouzela, Sertã e Oleiros, que está para aprovação do Portugal 20-20 e tem precisamente em conta a realidade florestal de cada concelho.

Segundo o Presidente da Câmara, o desafio do futuro passa, sobretudo, por obter a melhor produtividade dos povoamentos florestais, e lembrou que o país continua a ser deficitário na produção de matérias-primas para a indústria de base florestal. Por outro lado, salientou, a fileira de eucalipto é líder nas exportações de bens de elevado valor acrescentado, contribui para a criação de milhares de empregos e distribui valor pelos proprietários florestais, evitando assim o abandono da floresta.

O primeiro painel do Fórum foi subordinado à temática da “Produtividade e Sustentabilidade na Produção Florestal". Dentro deste painel, Henk Feith, do grupo ALTRI, debruçou-se sobre a “Instalação de Povoamentos Florestais de Produção, ecologicamente corretos e economicamente viáveis, da licença à execução".

Carlos Tejedor Mardomingo, diretor da área de “Mejora Florestal”, do grupo espanhol Sniace, abordou o tema “Modelos de produção florestal no norte de Espanha, novas plantações de eucalipto, maior produtividade”. Seguiu-se o debate, em que os participantes puderam colocar questões, que teve como moderador Gonçalo Alves, Chefe de Gabinete do Ministro da Agricultura.

O segundo painel do dia foi dedicado à temática da “Certificação Florestal”. Júlio Aneiros e Raquel Perez, gestores de grupos de certificação florestal na Galiza, desenvolveram o tema “A Certificação Florestal: os modelos aplicados na Galiza”. Hermano Mendonça, do grupo The Navigator Company, debruçou-se sobre “A Certificação Florestal: Custos e Benefícios da produção ao consumo”. Este segundo painel teve como moderador Joana Sá, da APCER.

As intervenções dos oradores espanhóis permitiram concluir pela existência de semelhanças entre os dois países, nomeadamente em termos de dimensões da propriedade florestal, com predominância do minifúndio. No entanto, no norte de Espanha os produtores associaram-se e avançaram para a certificação, sendo um exemplo a seguir em Portugal, uma vez que a madeira certificada tem um preço de compra mais elevado e mais mercado.

Como foi sublinhado, algumas grandes multinacionais só compram produtos que têm por base madeira certificada, como o grupo IKEA ou INDITEX, sendo uma tendência crescente.

No final do fórum os participantes foram convidados a almoçar na Expomortágua e a visitar o certame.


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Abertura oficial da “Mortágua Viva”2022-08-10
João Matias bisa e dá segunda vitória àTavfer-Mortágua-Ovos Matinados na Volta a Portugal2022-08-08
“Mortágua Viva”: dias de festa que marcam o ritmo do concelho2022-08-04
Velo Clube do Centro participa pela quarta vez na Volta a Portugal. Prova decorre de 4 a 15 de agosto.2022-08-04
Festa de Encerramento das Férias Ativas`20222022-08-01
Município de Mortágua aderiu a programa que capacita trabalhadores do setor do turismo2022-06-17
Município entregou jogo didático sobre as “Invasões Francesas” a alunos do Agrupamento de Escolas 2022-06-03
Assinado protocolo de adesão da Marmeleira à Rede “Aldeias de Portugal”2022-05-31
Apresentação Oficial do Rali de Mortágua. “Mortágua Arena” promete ser a grande atração da edição deste ano. 2022-04-22
Município promoveu Turismo Inclusivo na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2022-03-23


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade