Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



CPCJ de Mortágua promoveu apresentação do Jogo Didático “Vamos Prevenir! As Aventuras do Búzio e da Coral”

2016-05-11
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Por iniciativa da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mortágua (CPCJ), decorreu, no passado dia 7, a apresentação do Jogo Didático “Vamos Prevenir! As Aventuras do Búzio e da Coral”. A iniciativa concitou uma grande adesão de público, com o Salão da Câmara Municipal completamente cheio, encontrando-se na assistência Psicólogos, Assistentes Sociais, representantes da CPCJ de Mortágua, Vereadores, Professores, Educadoras, Auxiliares de Ação Educativa, pais e filhos, o que revela interesse pela temática.

O Presidente da Câmara Municipal, José Júlio Norte, deu as boas vindas aos convidados e ao público presente, e saudou esta iniciativa da CPCJ, destacando o trabalho que tem vindo a desenvolver, muito orientado para as questões da prevenção. Júlio Norte referiu que é importante apetrechar as crianças de defesas e não mante-las numa espécie de “redoma”, para que saibam lidar com situações de risco. E acrescentou que é através da prevenção e da informação/sensibilização das crianças que se pode protegê-las melhor contra este tipo de situações.

A Presidente da CPCJ, Emília Matos, agradeceu a presença de todos e referiu que o primeiro objetivo da Comissão é dizer à comunidade que a CPCJ existe e para que é que ela existe. Um outro objetivo “é despertar a comunidade para os problemas que as crianças e os jovens vivem e que muitas vezes são vividos em silêncio”. É nesse quadro que se inserem as Jornadas sobre Maus-Tratos realizada no ano passado e agora esta temática do abuso sexual sobre crianças. E adiantou que o fenómeno do bullying é outra das temáticas em que a CPCJ pretende atuar.

A Profª. Drª. Rute Agulhas, Psicológica Clinica Forense, docente do ISCTE, e uma das co-autoras do projeto, abordou a problemática do abuso sexual de crianças e as questões que lhe estão associadas. A Dra. Rute Agulhas trabalha na área da prevenção dos maus-tratos há 18 anos, incluindo a problemática do abuso sexual sobre crianças.

Segundo referiu, esta ação de apresentação marcou o arranque de um conjunto de workshops/debates a realizar por todo o País e Ilhas. E esclareceu que estas ações não pretendem ser palestras, mas suscitar uma conversa e um debate acerca de um assunto sério e real. O Jogo agora lançado é o mote para abordar alguns aspetos relacionados com o abuso sexual de crianças e a sua prevenção.

A Drª. Rute Agulhas salientou que a prevenção primária é fundamental, no sentido de evitar que as situações ocorram, ou pelo menos, dotar as crianças de estratégias que as levem a contar o mais cedo possível. O abuso sexual de crianças, lembrou, é um fenómeno que está rodeado de segredos, muitas vezes perdura anos, em que as crianças sofrem em silêncio. “A comunidade, as escolas, as pessoas de uma forma geral, estão mais atentas a este fenómeno e têm a noção de que é um dever de todos nós sinalizar uma suspeita”, referiu.

Explicou que o jogo foi pensado ao pormenor, não contem linguagem sexual explícita, antes procura abordar o problema com atividades interessantes (mímica, desenhar, pintar, dizer sim dizer não, pedir ajuda), sublinhando que não é preciso falar de uma forma explícita para fazer prevenção.

Segundo aquela especialista, “o objetivo final é dar às crianças alguma sensação de controle, aumentar o seu conhecimento, pô-las as pensar, perante um problema que pode surgir e como lidar com ele”. Dotá-las de conhecimentos sobre os segredos bons e maus, os toques, as partes privadas do corpo, as emoções, os perigos da Internet. “Ajudar as crianças a perceber o que são comportamentos adequados e desadequados, que têm de dizer não a estes e que têm de saber pedir ajuda”.

Nicole Figueiredo, Psicóloga, com Mestrado em Psicologia Comunitária e Proteção de Menores, que desenvolveu este projeto no âmbito do seu Mestrado, debruçou-se sobre os materiais /conteúdos do jogo, e referiu que o mesmo pretende abordar o tema de uma forma leve e lúdica, sem traumatizar as crianças. “É como ensinar às crianças que não devem pôr as mãos nas tomadas elétricas ou como devem atravessar as passadeiras”, esclareceu. Trata-se de um jogo de tabuleiro, desenhado e estruturado à volta do tema do mar, com um menino chamado Búzio e uma menina chamada Coral, contendo ainda um livro de instruções, a Bússola, que tem as informações básicas que todos os adultos devem ler antes de começarem a jogar.

O jogo didático foi construído com os contributos de Técnicos, Pais, Professores, e até da Policia judiciária (tema dos perigos da Internet). O jogo destina-se a crianças com idades entre os 6 e os 10 anos (até 4 crianças no máximo), e sempre com a presença de um adulto. É um jogo concebido para um público abrangente, desde Pais, Psicólogos, Professores, Educadores de Infância ou Animadores Socioculturais.

Nesta apresentação em Mortágua, as crianças e os pais presentes puderam já conhecer, experimentar e até adquirir o jogo.

No final a Dra. Telma Grazina, Licenciada em Psicologia, e a Dr.ª. Magda Moita, Licenciada em Psicologia Criminal, deram conta do trabalho que estão a desenvolver em termos da avaliação do projeto, ou seja, da eficácia dos resultados.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade