Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
novembro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice > Cultura 



Mortágua comemorou o 25 de abril com música, desporto e convívio

2016-04-27
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

A data histórica do 25 de Abril, símbolo da conquista da liberdade e democracia, foi assinalada em Mortágua com música, desporto e convívio.

As comemorações tiveram início no dia 24 à noite, com o espetáculo “Abril Hoje” que constituiu um tributo aos cantores de Abril. Um grupo de jovens de Mortágua tocou e interpretou algumas das músicas emblemáticas associadas ao 25 de abril, dando-lhes uma nova roupagem ou sonoridade.

Daí a designação dada ao espetáculo, “Abril Hoje”. Para dizer que o 25 de abril aconteceu há 42 anos, os tempos mudaram, mas os seus valores continuam atuais e vivos. Sobretudo na memória daqueles que viveram e sentiram “no corpo e na alma” a opressão da Ditadura, o que era viver num país onde não havia liberdade para expressar ideias e opiniões divergentes do “establishment” ; onde era proibido os partidos políticos e quaisquer manifestações públicas de protesto ou reivindicação de direitos. Um regime que condenou Portugal ao isolamento internacional e ao atraso cultural, educacional e económico durante décadas.

Em palco estiveram Ricardo Vicente e Rafaela Monteiro (vozes), Filipe Santos (guitarra), Joel Oliveira (guitarra), Marco Bento (teclado) e Ivan Rosa (bateria). O grupo interpretou, de forma brilhante, alguma das mais conhecidas músicas de Abril. Naturalmente que no alinhamento não podiam faltar as canções que marcaram a “Revolução dos Cravos”, de autores como Zeca Afonso, Sérgio Godinho, Fernando Tordo, Manuel Freire, entre outros.

Temas como “E Depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, (1ª senha para o desencadear das operações militares), “Grândola , Vila Morena”- Zeca Afonso, (2ª senha), “Somos Livres” - Ermelinda Duarte, “Tourada” - Fernando Tordo, entre outros.

A apresentação dos temas esteve a cargo de Toni Nobre, que explicitou o significado histórico de alguns dos temas, em especial aqueles que serviram de “senha” ao desencadear das operações que culminaram no derrube do regime vigente.

As várias centenas de pessoas que marcaram presença na Praça do Município, brindaram os jovens artistas com uma grande ovação, agradecendo uma noite memorável, como foi aquela noite de abril.

A seguir ao concerto teve lugar um grandioso espetáculo piromusical, lançado a partir da Praça do Município e zona envolvente. Num desses efeitos pirotécnicos foi desenhada a expressão 25 de abril.

O Presidente da Câmara Municipal não pôde assistir ao evento pelo facto de estar no estrangeiro integrando uma representação da União das Misericórdias Portuguesas, no entanto, mesmo à distância, não deixou de enviar um abraço solidário aos mortaguenses e de saudar as conquistas de Abril.

No final do espetáculo, o Vice-Presidente da Câmara, Paulo Oliveira, dirigiu algumas palavras ao público ali presente, e referiu que se tinha assistido a “uma noite maravilhosa” e a “um espetáculo de muita qualidade” que dignificou a comemoração da data. E destacou a participação dos jovens artistas, afirmando que em Mortágua há muita juventude com talento, na música e noutras áreas.

As comemorações tiveram continuidade no dia seguinte, dia grande da Revolução, com uma atividade desportiva e recreativa, dinamizada pelas Associações do concelho.

Cerca de centena e meia de pessoas participaram num Passeio de Cicloturismo, organizado a partir de cinco locais /associações do concelho (Vila Moinhos, Quilho, Marmeleira, Pala e Trezoi) e concentração final na Praça do Município. O Passeio Integrou pessoas de diferentes grupos etários, crianças, jovens, adultos, incluindo famílias inteiras.

Daqui os participantes rumaram, em grupo compacto, até ao Parque Verde, para o Almoço-Convívio. Ao longo dos vários trajetos os participantes tinham um desafio didático, que consistia em responder a perguntas relacionadas com acontecimentos e personalidades ligadas ao 25 de abril. “Porque é que se chama também “Revolução dos Cravos” ao 25 de abril?”, “Qual o nome do Capitão que comandou as tropas a partir de Santarém para o Largo do Carmo?”, “Quem foi o escritor mortaguense que esteve preso durante a Ditadura por ser opositor ao regime?”, eram algumas das questões colocadas.

No Parque Verde estava também exposto um mural com a cronologia dos momentos mais marcantes entre os dias 24 e 25 de abril, que ajudavam a compreender melhor o filme dos acontecimentos.

Mortágua viveu assim em clima de festa e de confraternização a celebração do 25 de abril. O povo saiu à rua para afirmar 25 de abril Sempre!

 

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
“Tantos modos de ser carta” na Biblioteca Municipal 2019-11-26
Município atribui nome de Branquinho da Fonseca para patrono da Biblioteca Municipal2019-02-19
Orquestra Clássica do Centro, acompanhada por Rafaela Monteiro, proporcionou espetáculo memorável2018-12-04
Mortágua acolheu Estágio Nacional de Karaté Shukokai2021-11-24
Lançamento do jogo “Napoleão - O princípio do fim”. Projeto envolve 13 municipios da Rede Temática das Invasões Temáticas em Portugal.2021-11-23
Escola Municipal de Natação de Mortágua participa no Circuito Municipal de Escolas de Natação 2021-11-22
Infraestruturas de Portugal executou obras de conservação na rede viária nacional que serve o concelho (EN234, EN334-1 e EN228)2021-11-16
Serviço de recolha de resíduos específicos 2021-11-15


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade