Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Marchas Populares proporcionaram grande espetáculo de cor, alegria e tradição

2015-07-06
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

As Marchas Populares saíram à rua na noite do passado dia 3, cumprindo-se mais uma vez a tradição em honra dos Santos Populares. O evento foi organizado pela Câmara Municipal, em colaboração com as associações participantes.

Os seis grupos participantes, em representação das associações de Anceiro, Sobrosa, Vale de Paredes, Pomares, Vila Moinhos, Rancho Folclórico “Os Unidos” de Mortágua e Felgueira, desfilaram desde o Centro de Animação Cultural até à Praça do Município, onde os esperava um numeroso público. Aqui chegados cada grupo apresentou as suas músicas, letras, adereços e coreografias.

As marchas foram acompanhadas pela Filarmónica de Mortágua e por um Coro composto por elementos do Rancho Folclórico “Os Camponeses do Freixo” e Rancho Folclórico “Os Unidos” de Mortágua.

A primeira Marcha a desfilar foi de Pomares, que se apresentou com 32 marchantes. A música era o conhecido tema “Cheira Bem, Cheira a Lisboa”, mas com letra original, alusiva à aldeia de Pomares, às cores e aos cheiros perfumados dos seus campos, e com um agradecimento especial aos seus emigrantes.

“Pomares cheio de vida e tradição/ já marcha com sentimento no coração/ Os seus verdes iluminam a avenida /Com a sua alegria prometida”, dizia o refrão.

Seguiu-se a Marcha do Rancho Folclórico “Os Unidos”, com 24 marchantesO tema do desfile, uma Marcha de Saída composta há 40 anos, é um hino à vila de Mortágua, qual mulher bela e formosa, sempre alegre e sorridente. “Vila antiga e popular, Com suas canções, E pinheiros ao luar”, dizia a letra.

A Marcha de Vale de Paredes apresentou-se com 25 marchantes. O tema da Marcha era as ceifeiras, os pastores e o ambiente de alegria que rodeava os trabalhos agrícolas. “Vamos lá ceifeiras/Trigo dourado ceifar/Já lá vem o pastor/Com seu rebanho a pastar”, dizia o refrão.

A Felgueira trouxe o maior número de marchantes, 48 no total. A abrir o desfile estava um grupo infantil de 16 crianças. O tema da Marcha era a Felgueira e o seu povo, terra de gente ativa, dinâmica e unida, que tem na juventude a sua grande riqueza. “Linda aldeia que o povo vê crescer /Povo de trabalho e de muita raça/ Povo ambicioso e de muita luta/ Tem na juventude o seu orgulho e prazer”, dizia a letra. A acompanhar a Marcha esteve o grupo musical Flora do Mondego.

A Marcha de Vila Moinhos era composta por um total de 42 elementos.O tema da Marcha, original, foi criado há cerca de 40 anos por um conterrâneo, Celso Duarte. Este tema era habitualmente cantado no final de cada representação do grupo de teatro que existiu na localidade. A letra é um louvor às belezas naturais da aldeia, com o seu ribeiro, a ponte, os moinhos, bem como às suas gentes e à sua juventude. “Vila Moinhos, Bem catita/ P`ra ela não há rival/ De todas a mais bonita/ Das aldeias de Portugal”, dizia o refrão.

A terminar desfilou a marcha das aldeias de Sobrosa e Anceiro, com 34 marchantes. O tema era os trabalhos agrícolas, lembrando que a vida do campo é dura e nem sempre compensadora. “Lá vai Sobrosa e Anceiro/Para os campos trabalhar/ Para vir aqui a Mortágua/ As Marchas representar”, dizia a letra.

No final o Presidente da Câmara Municipal, José Júlio Norte, felicitou as associações participantes, realçando a dedicação, o esforço e o entusiasmo dos intervenientes, que tiveram de sacrificar um pouco da sua vida pessoal para ensaiar e proporcionar este maravilhoso espetáculo a todos os presentes.

Dirigiu ainda agradecimentos à Filarmónica (acompanhamento instrumental), ao Coro (acompanhamento das letras) e ao Teatro Experimental de Mortágua (luz e som), pela sua disponibilidade e colaboração.

Segundo Júlio Norte, “este evento é a demonstração de que quando existe vontade, dedicação e espírito de união, tudo é possível”, não sendo obrigatório pertencer a uma grande localidade ou associação com muitos sócios para participar, apontando os exemplos de pequenas localidades como Vale de Paredes, Pomares e Anceiro.

E deixou agradecimentos: “Em nome do Município quero manifestar o meu profundo agradecimento e apreço a todas as associações participantes, que de forma muito digna, nos brindaram com este extraordinário espetáculo, fazendo-nos pensar por momentos que estávamos num daqueles locais do país com fortes tradições nos Santos Populares”.

 

 

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Mortágua foi palco do espetáculo comunitário “O Caldo – Contar de Ouvido”2021-10-06
Concerto comemorativo dos 125 anos da Filarmónica de Mortágua2021-09-29
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade