Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Tomaram posse os novos Órgãos Autárquicos

2005-11-03
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

Afonso Abrantes tomou posse como presidente da Câmara Municipal, reeleito para um quinto mandato consecutivo. Propõe um “Novo Compromisso por Mortágua”, um novo ciclo de gestão autárquica em que mais do que as obras, agora, serão as Pessoas o centro das políticas a desenvolver, contribuindo para a sua realização pessoal e das comunidades em que se integram.



Tomaram posse no passado dia 31 de Outubro, em cerimónia pública realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os novos autarcas eleitos para a Câmara Municipal e Assembleia Municipal, para o quadriénio 2006-2009.
A sessão solene foi presidida pela presidente da Assembleia Municipal cessante, Dra. Célia Abreu, que referiu, na despedida do cargo, ter sido esta uma experiência pessoal enriquecedora e fazendo votos para que os agora eleitos saibam sempre colocar os interesses do concelho acima da discussão de questões menores que nada interessam ao desenvolvimento do concelho.

De seguida foram chamados a tomar posse, um a um, os novos autarcas eleitos, em primeiro lugar para a Assembleia Municipal e em seguida para a Câmara Municipal. No seu discurso de tomada de posse, o Presidente da Câmara reeleito, Afonso Sequeira Abrantes, começou por saudar todos os autarcas eleitos para os Órgãos Autárquicos do Município e das Freguesias, bem como todos os eleitores, realçando “o elevado civismo e o grande sentido democrático manifestado por todos os mortaguenses nestas eleições”.
Afirmou que os resultados eleitorais apurados expressaram de forma inequívoca uma maioria absoluta de votos que se mostrou favorável à continuidade de um projecto que se manteve fiel aos princípios e valores propostos ao longo dos sucessivos mandatos e que se apresentou, ele sim, verdadeiramente, como um projecto de mudança. “Os mortaguenses maioritariamente perceberam isso e sufragaram este projecto, deixando claro que continuam a depositar em nós a esperança e confiança para continuarmos a gerir o município no sentido da modernização e do desenvolvimento sustentado”, afirmou.

“Um novo compromisso por Mortágua”, assim designou o seu programa de acção, o qual perspectiva e traduz as políticas exigidas por “um novo ciclo de gestão autárquica e uma segunda geração de políticas locais, em consequência do estádio de desenvolvimento que o concelho já atingiu”. Um “novo ciclo” em que “mais do que as obras”, salientou, são agora sobretudo as Pessoas o centro das políticas a prosseguir, contribuindo para a melhoria das suas condições de vida e realização pessoal. Adiantou que se trata de um programa que foi elaborado a pensar não apenas nos próximos quatro anos, mas para o horizonte do próximo Quadro Comunitário de Apoio e que teve em conta os vários diagnósticos e estudos realizados, com a participação e consenso de diferentes sectores da população. Esse programa procura promover um modelo de desenvolvimento sustentado do concelho apoiado em quatro eixos estratégicos, que indicou: Valorizar o Território, Promover a Qualidade de Vida; Dinamizar a Economia, Promover o Empreendedorismo e o Emprego; Promover a Educação, a Cultura, o Conhecimento e a Inovação; Promover uma Cidadania activa, solidária e digna.

Consciente das dificuldades que estão pela frente, perante a crise económica e social que o país atravessa, Afonso Abrantes manifestou no entanto a sua confiança nas capacidades locais para vencer essas dificuldades, nomeadamente no potencial dos jovens do concelho.

Afirmou que conta com a colaboração de todos os autarcas que vão continuar em funções, nomeadamente os Presidentes de Junta de Freguesia e Vereadores com quem têm trabalhado a tempo inteiro, dos novos autarcas eleitos, bem assim com os contributos da oposição, afirmando “respeitaremos a oposição e não deixaremos de ter em consideração as suas críticas construtivas sempre que sejam feitas nos locais próprios e nos momentos indicados”. Agradeceu a colaboração de todos aqueles, homens e mulheres, que deixaram agora de exercer funções autárquicas. Nos agradecimentos envolveu ainda os cidadãos que têm participado nos diferentes Órgãos de parceria e consulta do Município, colaborando com a sua experiência e saber, os trabalhadores do Município e a família, saudando por fim todos os presentes neste acto solene. E a terminar a sua intervenção, afirmou, “pela nossa parte cumpre-nos continuar a responder à esperança e confiança que em nós depositaram. Tudo faremos para continuar a corresponder. Mais uma vez, e sempre por Mortágua, conto com todos e todos podem contar comigo. Continuarei a trabalhar para que todos possam sentir-se mais felizes. Acreditem que essa é a minha maior ambição enquanto for presidente de todos os mortaguenses.”

Dr. Acácio Fernandes é o novo presidente da Assembleia Municipal

Após a tomada de posse dos autarcas, realizou-se a primeira reunião ordinária da nova Assembleia Municipal, tendo como finalidade a eleição da Mesa da Assembleia Municipal. Já com os trabalhos a serem presididos pelo cabeça de lista do partido mais votado para a Assembleia Municipal, os partidos foram convidados a apresentarem listas concorrentes. Apenas o Partido Socialista apresentou uma lista, indicando para presidente da Mesa da Assembleia o nome de Acácio Fernandes, para 1º Secretário o de Celso Portugal e para 2º Secretário o de Vitor Pina. A Mesa da Assembleia foi eleita com 22 votos a favor e 2 votos brancos.
O Dr. Acácio Fernandes, já na qualidade de presidente da Assembleia Municipal, dirigiu então algumas palavras de circunstância, dizendo que irá tentar honrar o cargo que assumiu e tudo fazer para dignificar o funcionamento daquele Órgão. Expressou o desejo de que a Assembleia seja um local de debate e confronto de ideias e propostas, num clima de serenidade e seriedade, e formulou votos de um trabalho profícuo ao longo dos próximos quatro anos.
Usaram também da palavra o Eng. Joaquim Pardal (PS), Engº Fernando Sebastião (PPD/PSD) e Dr. Filipe Valente (CDS/PP), manifestando-se todos eles no mesmo sentido, ou seja, a vontade de colaborar apresentando propostas e críticas construtivas que promovam o bem comum do concelho.
A Assembleia Municipal é constituída por 25 membros, sendo 16 do PS, 8 do PSD e 1 do CDS/PP.







Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Rali de Mortágua vai decidir o Campeão Nacional de Ralis.2021-10-26
Mundiais de Pista. Ciclista Iúri Leitão sagrou-se Vice-Campeão do Mundo na prova de eliminação.2021-10-25
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade