Bem vindo ao ao www.cm-mortagua.pt

 Menu

 


 Agenda Municipal

 

Edição de
Outubro 2021


Versão em PDF


Acompanhe o Município
de Mortágua no Facebook

 


 

Conheça as novidades do Mercado Municipal



 Newsletter
Deseja receber notícias de Mortágua no seu endereço de e-mail?

Subscreva a nossa newsletter.

Clique aqui para se inscrever.


Notícia
Índice >  



Marchas Populares encheram a Praça do Município de colorido e brilho

2014-07-08
Fonte: Câmara Municipal de Mortágua

As Marchas Populares saíram à rua na noite do passado dia 4. Mais uma vez o Município lançou o desafio às associações do concelho, que responderam ao convite com adesão, entusiasmo, empenho e brio, denotando criatividade, qualidade e rigor no trabalho apresentado.

Após se terem concentrado junto ao Teatro Club, os sete grupos desfilaram pela Rua Dr. João Lopes de Morais em direção à Praça do Município, ponto alto do desfile. Aqui os grupos fizeram a sua apresentação individual, dos seus trajes, das suas coreografias, letras e musicas, perante muitas centenas de pessoas, que emolduravam todo o recinto.

O acompanhamento musical esteve a cargo da Filarmónica de Mortágua, sendo o Coro de vozes composto por elementos do Rancho Folclórico “Os Camponeses” do Freixo e Rancho Folclórico “Os Unidos de Mortágua”.

As letras, umas originais, outras adaptações de temas do cancioneiro popular, eram inspiradas nos trabalhos e modos de vida ligados ao campo e à floresta, à proximidade das populações a rios e ribeiras, numa alusão a antigas tradições e vivências, algumas delas já extintas. As músicas variaram entre composições originais, com arranjos da Filarmónica, e temas populares já conhecidos do público.

O primeiro grupo a desfilar representou as localidades da Sobrosa e Anceiro. O tema da sua Marcha foi “As Vindimas”, recriando o ambiente de festa e convívio associado a esse trabalho agrícola.

“É a nossa marcha! É linda!; É o nosso grito popular; E toda a gente se agita; Quando a marcha vai a passar. / Venham daí ver a Marcha; Venham todos prá folia, Venham ver como vai contente; Nesta noite de alegria”, rezava o refrão. Os vestidos tinham como tons dominantes o vermelho, o rosa e o verde, tendo bordados cachos de uvas. A letra era uma adaptação do popular tema “Aldeia da Roupa Branca”.

Seguiu-se aMarcha vinda das localidades de Cercosa, Alcordal, Vale das Éguas e Vale de Ana Justa. O tema da Marcha eram as belezas das suas paisagens e riqueza das suas gentes, com as mulheres a ostentarem girassóis bordados nos vestidos, servindo também como chapéus e gargantilhas.

“Cercosa és para nós grandeza; Tua humanidade é uma riqueza; Entre pinhais cheios de vigor; Encantos infindos de Nosso Senhor”, rezava assim o refrão. Amarelo, verde e branco brilhante, eram as cores que se destacavam do conjunto.

A título de curiosidade, esta Marcha, com letra original criada pelo Padre Inácio, tinha sido apresentada num dos Cortejos de oferendas para a construção do antigo Hospital.

A Marcha de Vale de Paredes recriou uma atividade e um hábito que hoje estão praticamente extintos. Os homens transportavam os utensílios usados na sangria dos pinheiros (ferro, espátula), e as mulheres as latas onde era colocada a resina recolhida, numa alusão a essa antiga atividade económica e profissão. Outro grupo de mulheres transportava trouxas de roupa a cabeça, evocando o antigo hábito de lavar a roupa no rio ou na ribeira. “Lavadeiras, lavadeiras; Na barragem a lavar, Moças belas e trigueiras; Com quem eu quero casar / Na corrente do teu rio, Com água e com sabão, Lavaste a minha camisa; Levaste-me o coração”, dizia o refrão.

A Marcha de Pomares tinha como tema a “água” e os encantos naturais da aldeia. Os seus arcos e a coreografia eram inspirados no movimento da água e destacavam a fonte onde se abastecia a população. A letra era uma adaptação de um popular tema, dizendo o refrão: “Uma flor, uma árvore plantada; Cheira bem; Cheira a Pomares; Uma casa florida e lavada; Cheira bem, cheira a Pomares. / Os ribeiros que teimam em passar ;E a água que corre nas fontes; Cheiram bem porque é para regar Pomares, que tem cheiro a vales e a montes”. O azul e o branco destacavam-se na indumentária.

A Marcha de Vila Moinhos tinha como tema os moleiros e os moinhos, numa alusão aos moinhos situados nas margens da Ribeira da Fraga, alguns dos quais ainda em funcionamento. “Vila Moinhos velhinha; De costumes tão antigos; Nas margens do teu ribeiro; Moem alegres moinhos”, rezava assim o refrão. O verde e o branco foram as cores que sobressaíram.

O Rancho “Os Unidos” de Mortágua, com 30 marchantes, dedicou a sua marcha à Vila de Mortágua, sendo comparada a uma mulher bela, formosa, alegre e sorridente. “Mortágua linda Mortágua; Como tu não há igual; És para mim a mais bela; Das terras de Portugal”, dizia a letra.

O vermelho e o branco foram as cores predominantes na sua indumentária.

A fechar, desfilou a Marcha da Felgueira, com o tema “A Felgueira e as suas Gentes, a Força e União”. Os marchantes foram acompanhados pelo Grupo Musical Flora do Mondego (Penacova). Nos trajes dominou o amarelo brilhante e o branco.

Todos os grupos foram entusiasticamente aplaudidos, num gesto de reconhecimento e admiração do público pelo trabalho elaborado e a forma garbosa como se exibiram.

Antes dos grupos darem uma volta final pelo recinto para a despedida, o Presidente da Câmara dirigiu algumas palavras. Agradeceu a participação das associações, das pessoas que estiveram envolvidas na organização de cada Marcha, bem como à Filarmónica de Mortágua, ao Rancho Folclórico “Os Camponeses do Freixo”, ao Rancho Folclórico “Os Unidos de Mortágua” e ao Teatro Experimental de Mortágua, pela prestimosa colaboração.

E afirmou que este espetáculo é a demonstração de “que nós somos capazes de fazer, que somos um concelho com muitas potencialidades, e que com carolice, sem grandes gastos, mas com muita imaginação, podemos fazer coisas e com qualidade”. E felicitou todos os grupos pelo “brilhante espetáculo”, palavras que foram rematadas com uma calorosa salva de palmas do público.

 


Direitos de autor reservados
ImprimirImprimir

  Outras notícias
Primeira reunião do Executivo Camarário2021-10-22
Presidente da Câmara eleito traçou objetivos do programa de governação para os próximos 4 anos: “Fazer mais pelas Pessoas” e construir uma “Melhor Mortágua”.2021-10-19
Bruno Sancho vence em casa e sagra-se novo Campeão Nacional de Maratona XCM, categoria Elites.2021-10-18
Ricardo Pardal tomou posse como presidente da Câmara para o mandato 2021-20252021-10-18
Marcos Históricos. Praça do Município acolheu o espetáculo “A Encruzilhada do Bussaco”. 2021-10-12
Receção aos alunos da Academia Saber+. Ano letivo arrancou com cerca de 70 alunos já inscritos.2021-10-04
Passeio Noturno Encenado – “Marcos Históricos - A encruzilhada do Bussaco”2021-09-29
Joaquim Silva e Pedro Pinto foram bronze no Campeonato Nacional de Rampa 2021-09-13
Mortágua tem 4º mural evocativo das Invasões Francesas. Trabalho é da autoria da artista mortaguense Rute Gonzalez. 2021-09-08
Joaquim Silva, da equipaTavfer-Measindot-Mortágua, venceu 1ª Etapa e é Camisola Amarela do GP Jornal de Notícias 2021-09-01


Início | Município | Notícias | Eventos | Turismo | Contactos | Mapa do Site | Política de Privacidade